domingo, 27 de julho de 2014

Seis policiais militares são presos

MATÉRIA DE ONTEM 
JORNAL O DIA 

                                                      
  MATÉRIA DE HOJE 
JORNAL O DIA 

Os seis PMs envolvidos na morte de Vitor Luiz Rodrigues e Rafael de Souza Azerbinato no Morro do Fogueteiro alteraram a cena do crime, segundo informações da Polícia Civil. De acordo com agentes da 5ª DP (Mem de Sá), os policiais reagiram de maneira exagerada e retiraram o corpo de Vitor do local do homicídio. Foram presos os policiais Vinicius Castro Nascimento, Antônio Carlos Roberto, Adriano Costa Bastos, Raoni Santos Lima, Roberto do Nascimento Barreto e Cezar Rodrigo Pavão Duarte. Todos são lotados na UPP Coroa/Fallet/Fogueteiro
Foram presos os policiais Vinicius Castro Nascimento, Antônio Carlos Roberto, Adriano Costa Bastos, Raoni Santos Lima, Roberto do Nascimento Barreto e Cezar Rodrigo Pavão Duarte. Todos são lotados na UPP Coroa/Fallet/Fogueteiro
A Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) informou que um Inquérito Policial Militar (IPM) foi aberto para investigar o crime. Os PMs foram encaminhados, na madrugada deste domingo, para a Unidade Prisional da Polícia Militar (BEP), em Benfica, na Zona Norte da cidade. Com os PMs, foram apreendidos três fuzis e sete pistolas.
O pedreiro Rafael de Souza Zebinato, de 23 anos, chegou a ser levado por moradores ao Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Outro homem, Vitor Luiz Rodrigues, de 40 anos, apontado como suposto traficante, morreu no local do confronto. Com ele, segundo a PM, foi encontrada uma pistola calibre 40, drogas, um rádio transmissor e um caderno de anotações do tráfico. No entanto, a esposa de Vitor nega a informação de que ele tinha envolvimento com o tráfico.

"Ele não era traficante. Meu marido trabalhava como taxista. Estava subindo o morro de moto para casa quando os PMs o abordaram e deram um tiro na perna dele e outro na cabeça. Depois, jogaram o corpo numa vala que tinha ali perto", contou a dona de casa Daniele Barbosa dos Santos. "Eles executaram meu marido", afirmou.
De acordo com os policiais, eles faziam um patrulhamento de rotina na Rua Eliseu Visconti, próximo ao número 200, em Santa Teresa, quando se depararam com Vítor Luiz Rodrigues, de 38 anos, que os recebeu com tiros. Segundo os PMs, outros traficantes surgiram e os os militares ficaram encurralados por duas horas enquanto aguardavam reforço policial.
A prisão dos policiais militares foi realizada pelo delegado da 5ª DP, Antônio Bonfim.

Polícia desarticula serviço de disque-drogas em Maricá


Um homem acusado de trabalhar no serviço chamado pelos traficantes como “Disque-Droga” foi preso, na noite deste sábado, por policiais do 12º BPM (Niterói) na cidade de Maricá. Com Mario Gomes Santos Junior, o “Mario 157”, de 20 anos, foram apreendidas sete cápsulas de cocaína e cinco trouxinhas de maconha que ele estava saindo para entregar para seus “clientes”.
Segundo os policiais do Patrulhamento Motorizado Especial (Pamesp), estavam no Loteamento Jardim Atlântico, em Itaipuaçu, quando viram Mario em uma moto vermelha e foram abordá-lo como se faz de praxe, mas ele acelerou a tentou fugir. Depois de alcançado, os PMs reconheceram o acusado como membro de um grupo que faz assaltos na região.

O suspeito foi levado para a 82ª DP (Maricá), onde foi autuado por tráfico de drogas e os agentes vai investigar sua ligação com o Bonde do Felipinho, grupo de assaltantes que vem sendo investigado e já tem alguns homens presos.

sábado, 26 de julho de 2014

NOVA BRASÍLIA: Tiro que matou mãe de 27 anos teria sido dado por traficantes

O DIA
 
Traficantes que ‘brincavam’ de manusear arma de fogo em uma boca de fumo em Nova Brasília são apontados por testemunhas como autores do disparo acidental que tirou a vida da estudante Cátia Valéria Borges Alves, de 27 anos. A jovem foi encontrada morta dentro de casa. A comunidade, do Complexo do Alemão, conta com uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP).
“Ela estava sentada no sofá da sala quando foi baleada. O tiro varou a porta e acabou acertando minha filha na nuca. Foi um único tiro”, conta o pai, Cláudio Borges, de 50 anos, lembrando que a filha se dedicava a um curso de Farmácia e planejava começar a trabalhar em breve.
A Delegacia de Homicídios assumiu o caso e já começou a ouvir testemunhas. De acordo com os investigadores, o laudo cadavérico deve ficar pronto na segunda-feira, quando haverá possibilidade de especificar o modelo da arma utilizada. O enterro de Cátia é hoje, às 11h, no Cemitério de Inhaúma.
Um homem que preferiu não se identificar disse que traficantes andam com armas à mostra na comunidade Nova Brasília e que ameaçam moradores que se aproximam de policiais militares

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Agente da PRF é preso com armas em tanque de GNV na Via Dutra

JORNAL EXTRA
Um agente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi preso com armas escondidas dentro do tanque de GNV (Gás Natural Veicular), enquanto conduzia seu carro, um Vectra, pela Via Dutra, em Lavrinhas, na região do Vale do Paraíba (SP), na noite desta quinta-feira. A operação foi realizada em conjunto pela própria PRF e da Polícia Federal (PF). No porta-malas, foram encontrados dois fuzis calibre 762, doze pistolas calibre 9mm, e cerca de 65 kg de munição.

As pistolas apreendidas


Um dos veículos abordados durante a fiscalização, com placa de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, era conduzido por um policial rodoviário federal, em dia de folga. Os materiais ilícitos estavam escondidos no interior de um cilindro de gás natural veicular instalado no porta-malas do carro e preparado para enganar alguma ação policial.Um segundo homem, que acompanhava o agente em outro veículo, também foi preso. Ambos foram conduzidos à Delegacia de Polícia Federal de Cruzeiro, onde foram autuados em flagrante por porte de armas de uso restrito, crime com pena prevista de até seis anos de reclusão. Eles serão encaminhados ao sistema penitenciário estadual.
De acordo com a PRF, o policial já estava sendo monitorado pela Corregedoria da corporação. No momento da prisão, ele afirmou que estava conduzindo o Vectra para um amigo. O agente, que não teve o nome divulgado, atuava na Baixada Fluminense. A Polícia Rodoviária repudiou a atitude do servidor, em comunicado.



Cerca de 65 kg de munição apreendidos 



Dois fuzis foram encontrados durante operação da PRF e da PF

segunda-feira, 21 de julho de 2014

PMs fazem rebelião no BEP

O motim começou por volta das 11h da manhã e, segundo as primeiras informações, teve como causa uma decisão judicial que determinou a transferência de presos para o Complexo Penitenciário de Gericinó. Os presos estariam reclamando ainda da qualidade das quentinhas e das constantes inspeções nas celas.

 

Houve quebra-quebra dentro do presídio. Policiais do Batalhão de Choque foram para o local para controlar a situação. Um grupo da Polícia Militar foi designado para negociar com os rebelados.
Em nota, a PM informou que "a Corregedoria Interna da Polícia Militar foi acionada para a Unidade Prisional nesta segunda-feira em função da transferência determinada pelo Poder Judiciário de um ex-policial militar para Bangu, que está sendo contestada por alguns presos. Mesmo com o movimento, o ex-PM já foi transferido. O Batalhão de Choque (BPChoque) reforçou  a segurança no local e as negociações com outros presos estão em andamento". No final da tarde desta segunda, a situação parecia controlada na unidade prisional, mas o trânsito seguia interditado na rua onde fica o BEP.

Câmera de viatura mostra PMs levando jovens para morro onde um deles foi assassinado

Um vídeo divulgado pela Polícia Militar mostra dois PMs apreendendo três jovens que foram levados para o morro do Sumaré, na zona norte, onde um foi assassinado. As imagens mostram dois jovens sendo apreendidos e em seguida os policiais colocam outro no veículo e os levam para o morro do Sumaré. No alto do morro, um dos jovens foi executado e outro se fingiu de morto para se salvar. O terceiro convence os policiais de que não tinha nenhum envolvimento com os outros adolescentes e é liberado pelos agentes. Eles ainda dão carona para o jovem e o deixam nos arcos da Lapa. O crime aconteceu em junho, e os dois PMS, Fábio Magalhães Ferreira e Vinícius Lima Vieira, estão presos no BEP (Batalhão Especial Prisional). Segundo a Polícia Civil, eles são acusados de homicídio qualificado, tentativa de homicídio e ocultação de cadáver. 

Vítima de sequestro filma bandido durante ação

Um empreiteiro mineiro de 43 anos ficou em poder de um bandido armado durante cinco horas e percorreu 26 quilômetros nas duas avenidas mais movimentadas da Barra da Tijuca, com o criminoso em seu carro. O homem — que pediu para não ser identificado — foi abordado às 9h, quando entrava em seu carro, um Honda Fit, no estacionamento do supermercado Carrefour, na Avenida das Américas.
Somente às 14h, foi liberado pelo bandido — depois de ter passado por outros nove estacionamentos à procura de outras vítimas. Os últimos momentos do sequestro-relâmpago foram filmados pela vítima, com um celular escondido entre as pernas.
Vídeo mostra bandido dentro do carro da vítima
bandido dentro do carro da vítima
Nas imagens  (ASSISTA O VÍDEO  ) é possível ver o rosto do bandido e a arma, um revólver calibre .38, que ele usava, escondida numa bolsa preta. O vídeo foi feito quando a vítima e o criminoso estavam dentro do carro, no estacionamento do Hortifruti da Avenida das Américas, pouco depois das 14h. Sem ter conseguido sacar dinheiro com o cartão do empreiteiro, o bandido afirmou que só liberaria o homem se eles encontrassem outra vítima.
— Ele levou R$ 400 da minha carteira, mas não conseguiu tirar dinheiro com meu cartão, porque minha conta estava vazia. Então, percorremos vários outros estacionamentos em busca de uma vítima que estivesse sozinha — contou o empreiteiro.


Bandido esconde a arma momentos antes de abordar nova vítima
Bandido esconde a arma momentos antes de abordar nova vítima 
As imagens mostram o momento em que o bandido sai de um carro e entra no outro, um Pajero, com uma mulher no banco da frente. “Fica na moral. Só sai com o carro, o cara está comigo ali”, diz o bandido para a nova vítima. Logo após ser liberado, o empreiteiro registrou ocorrência na 16ª DP (Barra), que teve acesso às imagens e abriu inquérito para identificar o criminoso.
O empreiteiro ainda contou que só fez a filmagem por que achava que, sem o registro, o caso ficaria impune.
— Estava com medo de ele tentar me levar para casa. Tenho quatro filhos e só pensava neles enquanto dirigia. A partir de um momento, resolvi filmar escondido porque, se não fizesse, ninguém ia acreditar e não ia dar em nada. Isso não pode ficar impune — afirmou.
‘Odeio roubar pobre’
Em depoimento na 16ª DP, o empreiteiro contou que, no estacionamento da loja Macro, o bandido “tentou fazer um casal de vítimas, mas não obteve sucesso, pois a mulher saiu correndo e gritando”. Na ocasião, o homem tentou fugir, mas, com a arma em sua direção, voltou para o carro. O empreiteiro ainda contou que o bandido só decidiu liberá-lo porque viu que não havia muitos objetos de valor no carro.
— Quando ele viu meu relógio, disse: “Bota de bater laje e relógio porcaria? Odeio roubar pobre”. Aí, decidiu procurar outras vítimas — afirmou.
A segunda vítima também foi à 16ª DP, após ser liberada pelo criminoso no fim da tarde. Em depoimento, ela disse que o bandido ainda fez um saque com seu cartão antes de liberá-la.

domingo, 20 de julho de 2014

Base da UPP é atacada e viatura é incendia por traficantes no Complexo do Alemão

JORNAL EXTRA
Policiais que estavam dentro do contêiner da rua Canitar no Complexo do Alemão, foram alvo de disparos de fuzil. Um policial, identificado como soldado Cordeiro, foi baleado no abdômen e encaminhado ao Hospital estadual Getúlio Vargas, na Penha. A viatura que estava estacionada ao lado da base da UPP foi incendiada pelos bandidos. Um caveirão do 16º BPM (Olaria) foi enviado ao local a pedido do comando da UPP.
Segundo os policiais, o ataque é uma retaliação à prisão de Diogo Wellington Costa, o “Diogo Bebezão”, 28 anos, na madrugada deste sábado. Segundo agentes da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), que fizeram a prisão, o traficante estava numa festa na comunidade e foi surpreendido pela presença da polícia quando saía do local, pela Rua Canitar.



Viatura também foi atingida por disparos

Segundo o delegado titular da especializada, Gilson Perdigão, houve troca de tiros e “Bebezão” foi ferido na barriga, mas conseguiu fugir, sendo capturado logo depois. Ele foi preso em flagrante por tentativa de homicídio
Na tarde deste domingo, Matheus Alexandre Silva dos Santos, de 18 anos, foi morto em troca de tiros com policiais. Segundo os PMs, uma equipe fazia patrulhamento pela Praça do Índio, quando foi surpreendida por um grupo de traficantes armados, por volta das 14h. Matheus foi baleado e levado para o Hospital estadual Getúlio Vargas, não resistiu ao ferimento e morreu. De acordo com a polícia, Matheus estava com uma pistola 9mm e um carregador.

Digitais sem licitação na PM

Informe do dia

Ex-comandante-geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro, o coronel Gilson Pitta terá que pagar multa de R$6.368,25 determinada pelo Tribunal de Contas do Estado. Depois de avaliar documentos da própria PM, os conselheiros não concordaram com a dispensa de licitação que favoreceu a firma Biológica Sistemas Ltda. Em 2009, a empresa acabou contratada por R$ 445.580,36 para colher impressões digitais dos candidatos que participaram de provas para ingresso na corporação.