quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Delegado sofre tentativa de assalto em Benfica

O delegado Rodrigo Barros, adjunto da 25ª DP (Engenho Novo), reagiu a uma tentativa de assalto na Rua Ana Néri, em Benfica, bairro da Zona Norte do Rio, na manhã desta quarta-feira. A informação é do 22º BPM (Maré). Ainda segundo o batalhão, a vítima reagiu e atirou, ferindo pelo menos três suspeitos. Um deles morreu no local e os outros foram levados para o Hospital Souza Aguiar, no Centro. Um menor foi apreendido. Ainda não há informações sobre a identidade dos baleados.

O carro do delegado ficou os vidros perfurados 
De acordo com a PM, quatro bandidos em duas motos vinham fazendo assaltos na Ana Néri se aproveitando do engarrafamento na via. Antes do delegado, uma mulher havia sido assaltada. O policial foi abordado em seguida. No momento dos tiros, houve pânico e correria na rua. Um suspeito ainda tentou fugir, mas acabou ferido duas quadras após o local do assalto, na Rua Doutor Rodrigues de Santana.
O carro do delegado, uma EcoSport branca, ficou no local do crime com os vidros perfurados, já que o policial atirou de dentro do veículo. As duas motos usadas pelo bando também foram encontradas na rua. Os quatro suspeitos seria da Favela do Mandela, no Complexo de Manguinhos.

Dezenas de curiosos foram ao local 


terça-feira, 19 de agosto de 2014

PM é carbonizado e dois homens são torturados em Belford Roxo

Jornal BELFORD ROXO

Um Policial Militar foi encontrado carbonizado nesta segunda-feira (18/08) na mala do seu carro, dentro da Comunidade do Gogó da Ema, em Belford Roxo, por volta das 5:30 horas. 

Douglas Costa da Silva, de 22 anos, era lotado na UPP Fazendinha. Ele foi sequestrado num posto de gasolina junto com mais dois amigos que foram torturados e depois liberados. Um entre eles teve em seu rosto escrito a sigla da facçao "CV" (ver foto abaixo).

O carro com o corpo do policial carbonizado foi encontrado na rua Begonia, no Gogó da Ema, no Bom Pastor, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense.



UM COMANDANTE SEM COMANDADOS


MAIS DOIS POLICIAIS MILITARES SÃO MORTOS

Mais um policial foi morto por criminosos na noite desta segunda-feira (18) no Rio, em um dos acessos ao Morro da Pedreira, em Fazenda Botafogo, no Subúrbio. O subtenente Marcelo Dantas dos Santos trabalhava no Batalhão de Rocha Miranda. 
Amigos  do policial não quiseram gravar entrevista, mas disseram que o traficante Playboy, chefe do tráfico do Morro da Pedreira, teria ordenado a morte de policiais que trabalham na região.

*Na madrugada de segunda, traficantes sequestraram o soldado Douglas Costa Silva, da UPP da Fazendinha e outros dois amigos, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Os amigos do policial foram torturados e liberados em seguida. De manhã, um corpo carbonizado foi encontrado dentro de um carro, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. A Divisão de Homicídios pediu um exame de DNA para saber se o corpo é ou não do soldado.

Outro PM atacado
Um sargento do Batalhão do Méier também foi atacado por bandidos por volta das 21h desta segunda-feira. Ele estava em uma blitz, em Inhaúma, na Zona Norte, quando homens em uma moto passaram atirando. O policial foi atingido na perna e nas costas, foi internado no hospital da PM.

domingo, 17 de agosto de 2014

Ciclista agride guarda municipal, é preso e debocha

O guarda municipal Odilio do Nascimento Neto foi agredido por um ciclista hoje à tarde perto do Posto 12, no Leblon, Zona Sul do Rio. O agressor foi detido por policiais do 23º BPM (Leblon), e levado para a 14ª DP, onde está preso e foi autuado por tentativa de homicídio. Segundo testemunhas, o guarda levou um soco depois de ter advertido o ciclista de que não poderia fazer manobras com muita velocidade na orla, fechada para área de lazer.
Ao receber o cruzado, o guarda caiu (repare na foto) e bateu a cabeça na calcada da ciclovia, desmaiando. Ainda segundo testemunhas, o guarda começou a perder muito sangue e o ciclista, não satisfeito, pegou sua bicicleta e ia continuar agredindo o agente, que estava desacordado. Nessa hora, os pedestres interferiram, chamando a polícia. Dois guarda-vidas também pararam para ajudar.
O ciclista foi preso pela PM. No carro da polícia, veja na foto abaixo, ele ficou o tempo todo rindo e debochando das pessoas que gritavam, chamando-o de assassino e bandido. O guarda foi socorrido por uma ambulância do Samu.

Estrangeiro é atacado por morador do morro Chapéu Mangueira


Rafael é irmão do candidato a deputado Federal  pelo Psol, Dinei Medina
Um homem foi preso após ferir com um objeto cortante um dinamarquês na comunidade do Chapéu Mangueira, no Leme, Zona Sul do Rio. Suspeito de cometer o crime, Rafael Vicente Ferreira Medina, de 23 anos, foi levado para a delegacia em flagrante e detido por tentativa de homicídio na sexta-feira (15).
O dinamarquês, que não teve o nome revelado pela Polícia Civil, prestará depoimento, ele foi internado no Hospital Municipal Miguel Couto.
O suspeito foi encontrado pela equipe comandada pelo Sargento Marco Aurélio da UPP Chapéu Mangueira/Babilônia, acionada após o alerta de um taxista que passava no local. O caso foi registrado na 12ª DP (Copacabana).

CHEGA DE ESCRAVIDÃO - Escala Digna na PMERJ e CBMERJ 12x48 // 24x72



TRATA-SE DA ESCALA DESUMANA DE SERVIÇO DA PMERJ, ONDE UM MILITAR PODE FICAR SUBMETIDO A UMA ESCALA 24X24, 24X48, 12X24, 12X48 ALÉM DE DIVERSAS OUTRAS ESCALAS, EM QUE NÃO É RESPEITADA A RESOLUÇÃO SSP 510/2002 DE 44 HORAS DE TRABALHO SEMANAIS, E O QUE É PIOR, SEM A DEVIDA REMUNERAÇÃO. continue lendo AQUI

ACONTECEU EM CAMPOS DO JORDÃO

 
Uma senhora de 92 anos morreu na manhã desta sexta-feira, em Campos do Jordão, após ser atacada por três cães da raça rottweiler.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, o ataque aconteceu por volta das 9h20 em uma casa no bairro Vila Nova Suiça.

Os bombeiros e a PM foram chamados após um vizinho que mora na casa da frente, escutou os gritos da vítima. Quando chegaram no local, os policiais viram os cachorros em cima da senhora que foi arrastada para o quintal da casa.

Para conter o ataque, os policiais dispararam contra os cachorros. Dois deles morreram e um ficou ferido e foi levado para o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) da cidade.

A vítima foi socorrida e levada para o pronto-socorro municipal com ferimentos no rosto e nos membros, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. 

MORAL DA HISTÓRIA: o delegado indiciou os PMs por Crime ambiental. Alegou exagero por parte dos policiais militares.
O delegado apreendeu a pistola dos PMs e pediu autópsia para os cães.

PMs do batalhão de São Gonçalo são vítimas de assalto após deixarem o serviço

O SÃO GONÇALO
Dois policiais lotados no 7ºBPM (São Gonçalo) foram vítimas de dois assaltos, durante a noite de quinta-feira, em diferentes pontos da cidade. No Mutuá, um soldado foi rendido e teve o carro e outros pertences roubados. Depois de buscas, dois homens acabaram presos. Já na Trindade, próximo ao batalhão, um outro policial também foi abordado, mas conseguiu impedir o assalto e apreendeu dois adolescentes.
Crimes - De acordo com policiais da 73ªDP (Neves), o soldado foi abordado por dois homens armados, no Mutuá, quando chegava na casa do pai, um policial reformado. Conforme a vitima, a dupla anunciou o assalto e levou seu celular, o relógio e o carro. 
Com ajuda do pai, o policial fez uma busca pela região e, na Avenida Presidente Kennedy, no Centro de São Gonçalo, conseguiu recuperar seu veículo. A dupla ainda tentou fugir trocando tiros com os PMs, mas Jhony Cruz Barbosa, de 20 anos, acabou preso. João Batista da Costa Silva, 24, foi baleado, abandonou um revólver calibre 38 e fugiu. Minutos depois, ele deu entrada no Pronto Socorro de São Gonçalo e acabou preso. 
Na Trindade, o policial foi abordado atrás do batalhão, quando entrava no seu carro. Dois adolescentes, de 13 e 16 anos, usaram uma arma de brinquedo assaltar o militar, que reagiu e apreendeu a dupla.

Os registros foram feitos na 73ª DP (Neves), onde as armas foram apreendidas e os maiores autuados por latrocínio tentado e os menores por fato análogo ao crime de roubo.

sábado, 16 de agosto de 2014

ESTATUTO REGULA USO DE ARMA POR GUARDAS MUNICIPAIS

Guarda de Salvador já era autorizada a usar arma de fogo. Foto: Correio 24Horas.
A presidente Dilma Rousseff sancionou hoje (15) sem vetos o Estatuto Geral das Guardas Municipais (Lei 13.022/2014). O dispositivo regulamenta a carreira dos guardas municipais e autoriza expressamente o uso de arma de fogo por esses profissionais.
A decisão de armar suas guardas cabia aos municípios. Agora, de acordo com o estatuto, o direito ao porte de arma só poderá ser negado ou suspenso em decorrência de restrição médica, ordem judicial ou justificativa apresentada por autoridades estaduais.
A categoria vibrou com a aprovação do estatuto. O merecido plano de carreira valoriza os profissionais. Para muitos, a polêmica reside no porte de arma. Questionam se o treinamento oferecido pelos municípios preparou os guardas para essa responsabilidade. Outros alegam que para poder usar arma, o guarda também precisará fazer um curso preparatório, o que o colocará em condição de igualdade com os policiais militares. O jornalista e ex-guerrilheiro Cid Benjamin classificou a sanção como “barbaridade”. “A presidente sancionou o escandaloso projeto que dá poder de polícia às guardas municipais de todo o país e permite que seus integrantes usem armas de fogo. Dentro em breve estaremos diante das consequências dessa insanidade que é permitir que cada prefeito, de Norte a Sul do país, tenha sua polícia particular”, comentou no Facebook.