A Corregedoria Geral Unificada (CGU) adotou o mesmo procedimento e também demitiu dois policiais militares nesta terça-feira. As decisões foram tomadas após processo administrativo instaurado pela CGU.

Os inspetores Cláudio Manoel Gomes dos Santos e Sérgio Ferreira de Silva, então lotados na 29ª DP (Madureira), exigiram dinheiro de um suspeito de prática do crime de estelionato.
Em 18 de julho de 2011, a vítima, sob a ameaça de ser presa, pagou a Cláudio a quantia de R$ 500. Já Sérgio chegou a pressionar o homem a quitar o valor da propina, de R$2.500. Mesmo aposentado, ele será punido com a cassação do seu benefício. 

Já o perito legista Adriano Soares Rodrigues foi demitido por ter faltado aos plantões durante o mês de dezembro de 2008, sem a devida autorização, o que caracteriza abandono de cargo.  Na época, ele trabalhava no Posto Regional de Polícia Técnica e Científica (PRPTC) de Macaé.

Em relação aos PMs,  o sargento Frank Cimar Barbosa de Oliveira Souza, lotado no 17º BPM (Ilha do Governador), rendeu, sequestrou e estuprou, em abril deste ano, uma jovem de 21 anos, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio.

Já o soldado Francisco de Oliveira Madeira, então lotado no 14º BPM (Bangu), abordou e extorquiu, em abril de 2011, um rapaz numa moto, em Anchieta, na Zona Norte, alegando que o veículo era roubado.