quinta-feira, 21 de março de 2013

Preso com fuzil em Niterói era procurado por duplo homicídio na Barra da Tijuca

FONTE: ROBERTA TRINDADE


Acusado de matar a mãe de sua filha e o atual namorado dela, em um condomínio de classe média alta na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, Bruno Moreira de Souza, o Degelo, 24 anos, acabou preso em Niterói ao ser flagrado com um fuzil. A prisão foi efetuada no final da tarde desta terça-feira, dia 19 de março – véspera do crime completar um mês.
Apontado pela Polícia como gerente do tráfico de drogas na Favela Vila dos Pinheiros, no Complexo da Maré, em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio – onde conheceu a mãe de sua filha, nascida e criada lá – Degelo foi surpreendido por policiais do 12º BPM (Niterói) na esquina da Rua Professor João Brasil com a Alameda São Boaventura, no Fonseca, na Zona Norte. Ele estava no interior de um táxi, acompanhado por Alan Serra de Almeida, 20, e tentava escapar de uma incursão realizada na Favela Coronel Leôncio, na Engenhoca.
Integrante da facção criminosa Terceiro Comando Puro (TCP), Degelo tinha um cartaz com sua foto divulgado pelo Disque-Denúncia logo após o duplo homicídio praticado por ele em fevereiro. Na ocasião, ele invadiu o apartamento onde morava a ex-namorada, Luana Rangel Lima, 20, e a matou com dois tiros. O atual namorado dela, o personal trainner Wagner da Silva Araújo, 22, foi atingido por seis tiros e também morreu no local.
O crime ocorreu na Avenida Salvador Allende, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, onde Degelo – que é pai da filha de 11 meses de Luana – flagrou o casal sem roupas.
A jovem é filha do sargento da Aeronáutica Joabs Alves Lima – nascido e criado na Maré, juntamente com nove irmãos, e que ficou conhecido por ter conseguido sucesso na carreira militar após uma infância de dificuldades. Além de ser engraxate, morou nas ruas e chegou a ser internado várias vezes na extinta Fundação Nacional do Bem-Estar do Menor (Funabem).

Nenhum comentário:

Postar um comentário