domingo, 4 de agosto de 2013

Beltrame critica anistia de PMs e diz que decreto pode ser revogado

A decisão tomada pelo comandante da Polícia Militar do Rio, coronel Erir da Costa Filho, de anistiar os PMs que sofreram punições administrativas foi criticada neste domingo, 4, pelo secretário estadual de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame. "Da forma que foi colocado, eu não gostei. Precisamos entender, e a sociedade mais ainda, quais são essas infrações", afirmou o secretário durante visita ao Complexo da Mangueirinha, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.
Beltrame disse que foi surpreendido pela medida e que vai pedir explicações ao comandante. Caso discorde da situação, ele admite até revogar a anistia.
O benefício foi anunciado em boletim interno da PM publicado na última quinta-feira. Os policiais que estão detidos nos quartéis poderão voltar ao trabalho regular nas ruas. A PM não informou quantos homens foram beneficiados nem quando o benefício começou a vigorar.
Em comunicado oficial, a PM informa que a anistia foi concedida apenas àqueles que sofreram punições administrativas internas: atraso no serviço, faltas ou ausências não justificadas . "A dispensa do cumprimento da prisão (...) se refere ao fato de a Polícia Militar ter cumprido escalas de serviço mais extenuantes nos últimos dois meses", diz a nota. O informe esclarece que a anistia vale apenas para casos de menor potencial ofensivo e exclui os policiais investigados por desvios de conduta durante as manifestações no Rio. Os casos mais graves, segundo o comando, continuam sob análise do Conselho de Disciplina.
No boletim, atualizado na tarde deste domingo, 4, o comandante da PM elogia "o alto grau de profissionalismo" dos policiais "nas manifestações populares pacíficas e nos protestos ilegítimos e violentos", e também durante os grandes eventos realizados recentemente no Rio (a Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude).
clique na imagem para ler

5 comentários:

  1. ENGRAÇADO QUE QUANDO O COMANNDANTE GERAL TIROU DOS PMS A ESCALA 24X72, ESSE BOCÓ . NÃO PEDIU EXPLICAÇÕES, ESSA CORJA DEVERIA DESAPARECER PRA SEMPRE DA FACE DA TERRA.

    ResponderExcluir
  2. Que ele explique também para a opinião pública o recebimento de salário de delegado da polícia federal e de secretário de segurança que acumulava! E ainda tem alguma coisinha sobre um cambalacho, que diz respeito de como passou para delegado federal.
    EXPLICA AÍ BELTRAME!!!!

    ResponderExcluir
  3. EXPLICA AÍ, BELTRAME!!!!!

    / Blogs e Colunistas
    Lauro Jardim
    Radar on-line

    com Gabriel Mascarenhas e Thiago Prado
    Assine o Feed RSS Escreva para Lauro Jardim: radaronline@abril.com.br

    sábado, 29 de outubro de 2011
    21:44 \ Brasil
    Acima do teto

    Beltrame ganha muito acima do teto do Supremo

    A Justiça do Rio de Janeiro acaba de ser informada sobre os salários que José Mariano Beltrame recebe, acumulando os rendimentos de secretário de Segurança de Sérgio Cabral e delegado da PF: 37247 reais mensais.

    Houve meses em que ele recebeu ainda mais. Em novembro e dezembro passados sua remuneração chegou a 53 499 reais e 60 912 reais, respectivamente, muito acima do teto do STF.

    O advogado Carlos Azevedo, que entrou na Justiça com uma ação popular contra a acumulação, pede a devolução de 212 440 reais aos cofres públicos.

    Apesar de a Constituição proibir salários acima do teto do STF, o governo do Rio de Janeiro se defende baseado em um parecer da Procuradoria-Geral do Estado. Segundo a PGE, os servidores que recebem de duas fontes pagadoras autônomas sofrem a aplicação do teto sobre cada um dos contracheques.
    Por Lauro Jardim

    Tags: José Mariano Beltrame, Rio de Janeiro, salário, STF, teto

    ResponderExcluir






  4. Guilherme de pádua,assassinou daniela perez,ficou preso por um tempo e teve a ficha limpa.O pm ciclano chegou atrasado no serviço por ter levado sua tia ao hospital,ficou repreendido.Porquê o pm nao pode ter sua ficha limpa támbem?

    ResponderExcluir
  5. EM QUESTÕES DISCIPLINARES A PM NÃO ESTA SUJEITA A VONTADE DO SECRETARIO O RDPMERJ NÃO RECEPCIONA O SECRETARIO.... Competência ao Cargo e não ao Grau Hierárquico
    Art 10 - A competência para aplicar as prescrições contidas neste Regulamento é conferida ao cargo enão ao grau hierárquico, sendo competentes para aplicá-las:I- O Governador do Estado, a todos os integrantes da Polícia Militar;II- O Comandante-Geral, aos que estiverem sob seu comando;III-O Chefe do Estado Maior, o Comandante do Policiamento da Capital, o Comandante doPoliciamento do Interior, os Comandantes de Área e os Diretores dos Órgãos de Direção, aos queservirem sob suas ordens e em OPM subordinadas;IV-O Subchefe do Estado-Maior, o Ajudante-Geral e os Comandantes de OPM, aos que estiverem sobsuas ordens;V-Os Subcomandantes de OPM, Chefes de Seção, de Serviços e de Assessorias, cujos Cargos sejamprivativos de Oficiais Superiores, aos que servirem sob suas ordem;VI-Os demais Chefes de Seção, Comandantes de Subunidades Incorporadas e Destacadas e de PelotõesDestacados, aos que servirem sob suas ordens.Parágrafo Único- A competência conferida aos Chefes de Seções de Órgãos de Direção é extensiva aosChefes de Serviços e de Assessorias, limitando-se, contudo, às ocorrências relacionadas com asatividades inerentes ao serviço de suas respectivas repartições.

    ResponderExcluir