terça-feira, 6 de agosto de 2013

Para retirar parte da alma do inferno

O Coronel Erir da Costa Filho, talvez para retirar parte da alma do inferno, resolveu anistiar punições a que ele atribui o caráter de punições leves, mas por ele aplicadas durante o período em que esteve no Comando. Anistiou, já sabendo, obviamente, que seria substituído: “Pelo menos não vou carregar esse remorso nas minhas costas”.

4 comentários:

  1. Valeu Deputado Paulo Ramos,nós Policiais e Bombeiros Militares agradecemos pela Anistia Administrativa.Juntos Somos Fortes.

    ResponderExcluir
  2. O PMDB do Cabral é dominado por bandidos

    ResponderExcluir
  3. Tem que exonerar esse Beltrame
    UPP é uma grande farsa !

    ResponderExcluir
  4. SE OS CABEÇAS PENSANTES QUESECEM MESMO DIMINUIR A VIOLENCIA; FARIA O SEGUINTE FORMARIA 10(DEZ) GRUPOS DE POLICIAIS COM 600 POLICIAIS CADA GRUPO, QUE FORMARIS AS UPPS ITINERANTES eX: ESSAS UPPS CIRCULARIAM O ESTADO DO RIO, SEM INFORMAR O LOCAL E O TEMPO DE PERMANENCIO NO LOCAL QUE FICARIO, E AS UPPS ATUAIS CONTINUARIA COMO ESTA. AI SIM DEICHARIAM OS BANDIDOS TONTOS E COM A PULGA ATRZ DA ORELHA, SEM SABER O QUE IRIA A

    ResponderExcluir