domingo, 22 de setembro de 2013

Central observa a postura dos PMs durante o policiamento

Imagens de câmeras instaladas há 10 meses, em 39 viaturas do 12º BPM, começaram a ser monitoradas há uma semana.
Instaladas em dezembro do ano passado, as câmeras que captam imagens em alta definição de 39 viaturas do 12° BPM (Niterói) não eram monitoradas. Elas só passaram a fazer parte do planejamento estratégico do batalhão, na última semana. Segundo o governo do estado, o custo para equipar 2 mil viaturas em todo o estado com kit de vídeo de monitoramento é de R$ 18 milhões.
A central de monitoramento de imagens e posicionamento do Batalhão de Niterói passou a  ser utilizada pelo comandante do batalhão, tenente-coronel Gilson Chagas, como ferramenta no combate ao crime, na última segunda-feira. Ele utiliza a central para observar a postura dos policiais militares durante o policiamento.
Após uma semana testando as câmeras e o sistema de GPS das viaturas, o comandante acredita que os equipamentos estarão funcionando com todo potencial já a partir desta semana.
“Nós tínhamos à disposição uma ferramenta importante e a partir de agora vamos utilizá-la. Nosso objetivo inicial é ajudar o policial no patrulhamento, instruindo e orientando, se for o caso, como o policial deve se posicionar. As câmeras trazem transparência e servem também de segurança para o PM. Tudo fica registrado e a qualquer momento posso verificar qualquer ação, inclusive acompanhar operações onde as viaturas são empregadas”, explica Chagas.
 Atualmente cada carro da PM possui duas câmeras instaladas que gravam até imagens noturnas, além de registrar a rota e localização das equipes da corporação. O equipamento também permite que a sala de monitoramento receba o áudio em tempo real. Além disso, as viaturas da PM já contam desde 2011 com GPS, radiocomunicador e computador de bordo, que têm acesso à internet com chip 3G. O comandante do batalhão ou o comando da Polícia Militar podem assistir às movimentações em tempo real. Todo material capturado é armazenado no sistema da corporação e fica arquivado por 60 dias.
De acordo com o Presidente do Conselho Comunitário de Segurança de Niterói, Leandro Santiago, a ferramenta utilizada será importante no patrulhamento da cidade.
“Por muitas vezes recebi reclamação de que os policiais não podiam se deslocar de determinados lugares por ordem do batalhão, agora poderemos fiscalizar isso de perto e informar ao comandante o número da viatura, possibilitando a ele checar o fato em tempo real”, argumenta.
Segundo o comandante Gilson Chagas, embora estivesse disponível, a central de monitoramento encontrava-se sem uso. A ativação dela permite que ele e outros oficiais  auxiliem os militares em abordagens.
Caveirão em breve
O Batalhão de Niterói poderá contar a partir do mês que vem com um reforço de peso no combate à criminalidade: o veículo blindado conhecido como “caveirão”. Em reforma há um mês, ele encontra-se em fase final de manutenção e deve apoiar os policiais militares em incursões programadas nas várias comunidades do município.
De acordo com comandante do Batalhão de Niterói, Gilson Chagas, o Caveirão precisou passar por vários ajustes mecânicos e estruturais.
“O veículo agora está quase pronto, faltam alguns detalhes para que possa entrar em ação. Nesta etapa da reforma estão sendo preparadas a parte de climatização do carro blindado. Os pneus do veículo precisaram ser levado para outro estado, onde é preparada a blindagem. Espero tê-lo em breve para combater o tráfico de drogas nas comunidades da cidade”, diz o comandante Gilson Chagas.
Ainda segundo o comandante Gilson Chagas, o veículo blindado chegou ao Batalhão de Niterói em abril deste ano e, desde então, foram realizados orçamentos e levantamento de recursos para que o veículo pudesse ser reparado.
"Assumi o comando do batalhão em agosto e duas semanas após conseguimos finalmente enviar o blindado para a manutenção", destaca o comandante do  quartel de Niterói.



19 comentários:

  1. GASTA UM DINHEIRÃO E NAO TEMOS UMA ESCALA HUMANA.... É SÓ COBRANÇA DIREITO QUE É BOM SO COM GREVE........

    ResponderExcluir
  2. VIGIAR O PM PODE, AGORA PRENDER O DELINQUENTE QUE POSTOU NOSSOS DADOS NO FACE ATÉ AGORA NADA, QUANTA DEMAGOGIA

    ResponderExcluir
  3. VIGIAR O PM PODE, AGORA PRENDER O DELINQUENTE QUE POSTOU NOSSOS DADOS NO FACE ATÉ AGORA NADA, QUANTA DEMAGOGIA

    ResponderExcluir
  4. VIGIAR O PM PODE, AGORA PRENDER O DELINQUENTE QUE POSTOU NOSSOS DADOS NO FACE ATÉ AGORA NADA, QUANTA DEMAGOGIA

    ResponderExcluir
  5. O certo era colocar câmeras na farda! Ia livrar o cidadão dos maus PMs, e ao mesmo tempo ajudaria elucidar crimes cometidos contra policiais.

    ResponderExcluir
  6. O certo era colocar câmeras na farda! Ia livrar o cidadão dos maus PMs, e ao mesmo tempo ajudaria elucidar crimes cometidos contra policiais.

    ResponderExcluir
  7. O certo era colocar câmeras na farda! Ia livrar o cidadão dos maus PMs, e ao mesmo tempo ajudaria elucidar crimes cometidos contra policiais.

    ResponderExcluir
  8. VIOLÊNCIA E BANDITISMO SOCIAL - INVERSÃO DE VALORES

    Entre as causas do banditismo carioca, há uma que todo o mundo conhece mas que jamais é mencionada, porque se tornou tabu: há sessenta anos os nossos escritores e artistas produzem uma cultura de idealização da malandragem, do vício e do crime. Como isto poderia deixar de contribuir, ao menos a longo prazo, para criar uma atmosfera favorável à propagação do banditismo? É absolutamente impossível que a disseminação de tantas idéias falsas não crie uma atmosfera propícia a fomentar o banditismo e a legitimar a omissão das autoridades.

    Nunca uma ONG ou Comissão de Direitos Humanos procurou a família de um policial morto, atitude que coloca seus representantes na posição de "protetores de bandidos", pois quando um criminoso é abatido em confronto com a Polícia o pessoal dos Direitos Humanos aparece na mesma hora!

    ResponderExcluir
  9. E o salário continua uma merda.

    ResponderExcluir
  10. E o salário continua uma merda.

    ResponderExcluir
  11. gostaria de saber quando e que o governador vai dar cumprimento a lei 5301 de 17 set 2088 que estabelece como soldo do sd policial e bombeiro valor NÃO INFERIOR ao SALARIO MINIMO a citada lei é de autoria do proprio governador portanto ja entrou em vigencia solicito ao companheiro que ler esta materia a divulgue em outros blogs por favor, a citada lei entraria em vigor em CINCO ANOS

    ResponderExcluir
  12. entraria em vigor em CINCO ANOS A CONTAR DA DATA DE SUA PROMULGAÇÃO

    ResponderExcluir
  13. Enquanto tivermos um governo que humaniza os bandidos e banaliza policiais continuaremos na mesma porcaria, os políticos querem uma policia mal paga para ganhar votos nas eleições, se o policial fosse bem pago deixariam de aceitar propinas da bandidagem então os estados não teriam policiais corruptos para expulsar em consequência não teriam tantos votos nas eleições, acorda governador hoje morre um policial ou o filho dele, amanhã pode ser você ou seu filho, vamos fazer uma politica de segurança mais séria e tentar extinguir a criminalidade ou ela extinguirá conosco.

    ResponderExcluir
  14. LEI Nº 5.301, DE 17 DE SETEMBRO DE 2008
    MAJORA VENCIMENTOS BÁSICOS E SOLDOS
    DOS INTEGRANTES DAS DIVERSAS
    CATEGORIAS FUNCIONAIS QUE MENCIONA E
    DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.
    O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
    Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a
    seguinte Lei:
    Art. 1º - Ficam majorados em 8% (oito por cento) os vencimentos-base e soldos, praticados em
    agosto de 2008, dos servidores públicos civis e militares integrantes das categorias funcionais
    constantes do anexo desta Lei, com efeitos financeiros a contar de 1º de setembro de 2008.
    Art. 2° - Estende-se o disposto na presente Lei, observado o que reza o art. 40 e respectivos
    parágrafos, da Constituição da República, bem como as Emendas Constitucionais n° 41, de 19 de
    dezembro de 2003, e n° 47, de 05 de julho de 2005:
    I - aos servidores públicos inativos integrantes das categorias funcionais referidas no anexo desta
    Lei e
    II - aos pensionistas de servidores públicos integrantes das categorias funcionais referidas no
    anexo desta Lei.
    Art. 3º - As despesas resultantes da aplicação desta Lei serão atendidas por dotações próprias
    consignadas no orçamento do Estado do Rio de Janeiro.
    Art. 4º - O Governo do Estado realizará estudos para incorporação ao vencimento-base do quadro
    do magistério público estadual do “Nova Escola”.
    Art. 5º - O Governo do Estado realizará estudos para concessão de valetransporte aos servidores
    públicos do Estado do Rio de Janeiro.
    Art. 6º - O Governo do Estado realizará estudos com objetivo de que dentro de 5 (cinco) anos
    nenhum servidor do Estado perceba como vencimento-base ou soldo valor menor do que o
    estabelecido como salário mínimo nacional.
    Art. 7º - Esta Lei entra em vigor na data da sua publicação.
    Rio de Janeiro, 17 de setembro de 2008
    SÉRGIO CABRAL
    Governado

    ResponderExcluir
  15. LEI Nº 5.301, DE 17 DE SETEMBRO DE 2008
    MAJORA VENCIMENTOS BÁSICOS E SOLDOS
    DOS INTEGRANTES DAS DIVERSAS
    CATEGORIAS FUNCIONAIS QUE MENCIONA E
    DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.
    O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
    Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a
    seguinte Lei:
    Art. 1º - Ficam majorados em 8% (oito por cento) os vencimentos-base e soldos, praticados em
    agosto de 2008, dos servidores públicos civis e militares integrantes das categorias funcionais
    constantes do anexo desta Lei, com efeitos financeiros a contar de 1º de setembro de 2008.
    Art. 2° - Estende-se o disposto na presente Lei, observado o que reza o art. 40 e respectivos
    parágrafos, da Constituição da República, bem como as Emendas Constitucionais n° 41, de 19 de
    dezembro de 2003, e n° 47, de 05 de julho de 2005:
    I - aos servidores públicos inativos integrantes das categorias funcionais referidas no anexo desta
    Lei e
    II - aos pensionistas de servidores públicos integrantes das categorias funcionais referidas no
    anexo desta Lei.
    Art. 3º - As despesas resultantes da aplicação desta Lei serão atendidas por dotações próprias
    consignadas no orçamento do Estado do Rio de Janeiro.
    Art. 4º - O Governo do Estado realizará estudos para incorporação ao vencimento-base do quadro
    do magistério público estadual do “Nova Escola”.
    Art. 5º - O Governo do Estado realizará estudos para concessão de valetransporte aos servidores
    públicos do Estado do Rio de Janeiro.
    Art. 6º - O Governo do Estado realizará estudos com objetivo de que dentro de 5 (cinco) anos
    nenhum servidor do Estado perceba como vencimento-base ou soldo valor menor do que o
    estabelecido como salário mínimo nacional.
    Art. 7º - Esta Lei entra em vigor na data da sua publicação.
    Rio de Janeiro, 17 de setembro de 2008
    SÉRGIO CABRAL
    Governado

    ResponderExcluir
  16. Enquanto tivermos um governo que humaniza os bandidos e banaliza policiais continuaremos na mesma porcaria, os políticos querem uma policia mal paga para ganhar votos nas eleições, se o policial fosse bem pago deixariam de aceitar propinas da bandidagem então os estados não teriam policiais corruptos para expulsar em consequência não teriam tantos votos nas eleições, acorda governador hoje morre um policial ou o filho dele, amanhã pode ser você ou seu filho, vamos fazer uma politica de segurança mais séria e tentar extinguir a criminalidade ou ela extinguirá conosco.

    ResponderExcluir
  17. Enquanto tivermos um governo que humaniza os bandidos e banaliza policiais continuaremos na mesma porcaria, os políticos querem uma policia mal paga para ganhar votos nas eleições, se o policial fosse bem pago deixariam de aceitar propinas da bandidagem então os estados não teriam policiais corruptos para expulsar em consequência não teriam tantos votos nas eleições, acorda governador hoje morre um policial ou o filho dele, amanhã pode ser você ou seu filho, vamos fazer uma politica de segurança mais séria e tentar extinguir a criminalidade ou ela extinguirá conosco.

    ResponderExcluir
  18. Somos a GUARDA REAL DE POLÍCIA somos os cães de guarda da elite, a burguesia proteção aos pobres correção. Quem vai tomar conta do empresário ou do político. O PM (PAU MANDADO) é mestre em puxar saco, trata mal a família ,mas balança o rabo e baba pra qualquer político que provavelmente lhe ofereça uma condição lá fora . Qualquer dono de comércio manda mais que um PM, dentro da própria corporaçao. Querer o que aqui dentro?

    ResponderExcluir
  19. Tecnologia cara e falha, em pouco tempo obsoleta! Enquanto isso, o salário fica defasado e o policial é motivo de todos os tipos de aliciamento corrupto e os policiologos da cidade do RJ que sabem tudo de segurança ficam inventando soluções e soluções mirabolantes! Parem de discutir e fazer merda e melhorem o salário do policial, atraindo assim melhor mão de obra humana para dar segurança aos contribuintes!

    ResponderExcluir