domingo, 22 de setembro de 2013

Polícia ‘caça’ bandido que expulsou sargento de casa

Policiais dos batalhões de São Gonçalo e Niterói ‘caçam’ o principal suspeito de ter expulsado um policial militar de casa, em Maria Paula, São Gonçalo. Apontado como o chefe do tráfico de drogas no Campo Novo, Alberto Pietro da Silva Baunilha, o Pietro, teria planejado matar um sargento do 12º BPM (Niterói). 
Por questões de segurança, o PM teve que se mudar de casa junto com a família, no último dia 8, após receber ameaças de criminosos que controlam a venda de drogas na região. 
Integrante do Patrulhamento Tático Móvel (Patamo) da unidade de Niterói - e conhecido por realizar diversas prisões e apreensões no município -, o sargento, cujo nome é preservado, fazia compras num supermercado de Maria Paula, quando foi reconhecido pelos traficantes. Os bandidos o seguiram e comentaram que ele era policial. Ao perceber que poderia se tornar vítima de um ataque dos criminosos, o PM se escondeu e conseguiu pedir ajuda. Com a chegada de policiais do 7ºBPM (SG), os traficantes fugiram efetuando disparos para o alto.
 
Após receber denúncia de que 20 bandidos armados planejavam invadir a casa onde morava com a família, o policial resolveu deixar o imóvel. Ele retirou seus pertences com a escolta de colegas de farda há uma semana. Na ocasião, cinco homens foram presos com drogas. “Temos realizado operações conjuntas com o coronel Sarmento nas comunidades do Campo Novo, da Linha e Novo México, que têm resultado em prisões e apreensões”, disse o comandante do 12º BPM (Niterói), tenente-coronel Gilson Chagas. 
No dia seguinte, outro PM, também do 12ºBPM, viveu uma situação semelhante. Próximo de casa, no bairro Vila Progresso, na região de Pendotiba, em Niterói, ele foi alvo de um atentado a tiros. Ocupantes de um Cross Fox vermelho efetuaram inúmeros disparos contra o PM, que conseguiu escapar sem ferimentos. 
Foragido do Instituto Penal Vicente Piragibe, no Complexo de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste, Pietro possui cinco mandados de prisão pendentes - um deles expedido pela 4ª Vara criminal de São Gonçalo pela morte de Allan Correa. Também suspeito da morte de Oziel Alves Teixeira, o Ziel, 43, num bar de Maria Paula, ele recebe apoio do traficante Maico dos Santos Sousa, o Gaguinho da Coruja. 
 

26 comentários:

  1. Estimado MODERADOR (a)

    O seu blog é bem bacana, mas gostaria que pegasse mais firme nas moderações, ofensas e palavrões!

    Creio que um certo blog saiu do ar por causa disso (não tenho certeza), mas há evidências que sim. Não gostaria que esse saísse do ar também!

    Vivemos numa democracia, e de fez enquanto opiniões se divergem, mas mandar alguém tomar naquele lugar ou chamá-lo de filho da p*, (como vi fazendo com uma pessoa aqui) entre outras coisas é o cúmulo da falta de respeito, e isso, certamente não está a altura do blog.

    Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estranho! Eu postei esse comentário ontem à noite. Para minha surpresa hoje pela manhã tinha dois comentários iguais, mas creio que só postei um. Desculpe o inconveniente.

      Excluir
    2. Estranho! Eu postei esse comentário ontem à noite. Para minha surpresa hoje pela manhã tinha dois comentários iguais, mas creio que só postei um. Desculpe o inconveniente.

      Excluir
  2. Estimado MODERADOR (a)

    O seu blog é bem bacana, mas gostaria que pegasse mais firme nas moderações, ofensas e palavrões!

    Creio que um certo blog saiu do ar por causa disso (não tenho certeza), mas há evidências que sim. Não gostaria que esse saísse do ar também!

    Vivemos numa democracia, e de fez enquanto opiniões se divergem, mas mandar alguém tomar naquele lugar ou chamá-lo de filho da p*, (como vi fazendo com uma pessoa aqui) entre outras coisas é o cúmulo da falta de respeito, e isso, certamente não está a altura do blog.

    Obrigado.

    ResponderExcluir
  3. VIOLÊNCIA E BANDITISMO SOCIAL - INVERSÃO DE VALORES

    Entre as causas do banditismo carioca, há uma que todo o mundo conhece mas que jamais é mencionada, porque se tornou tabu: há sessenta anos os nossos escritores e artistas produzem uma cultura de idealização da malandragem, do vício e do crime. Como isto poderia deixar de contribuir, ao menos a longo prazo, para criar uma atmosfera favorável à propagação do banditismo? É absolutamente impossível que a disseminação de tantas idéias falsas não crie uma atmosfera propícia a fomentar o banditismo e a legitimar a omissão das autoridades.

    Nunca uma ONG ou Comissão de Direitos Humanos procurou a família de um policial morto, atitude que coloca seus representantes na posição de "protetores de bandidos", pois quando um criminoso é abatido em confronto com a Polícia o pessoal dos Direitos Humanos aparece na mesma hora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os Direitos Humanos se manifestaram quando do nada um monte de policiais da UPP agarraram um menor pelo pescoço e outras mazelas. Passou ontem no fantástico. Para que isso? Tinha um monte de gente vendo a TV e todos ficam se perguntando para que aquilo tudo! É nessa hora que a sociedade fica triste e generaliza todos.

      Aí em nota ou em entrevistas os policiais dizem que não foi bem assim, que não sei o quê, blá, blá, blá, mas se esquecem que sempre tem alguém com uma câmara escondida e desmente tudo. Aí a moral dessa instituição centenária vai para o brejo.

      A Promotora de Justiça disse que a UPP é um sonho para muitos. Eu concordo com ela, mas infelizmente alguns policiais se excedem, batem, espancam com chinelo na cara e choque, e isso levanta ódio e furor da comunidade local. E quem não mora na localidade e ver as filmagens pelas câmeras escondidas, ficam chateados também.

      Pow, foi dureza para implantar as UPPs e os caras ficam vacilando.

      Excluir
    2. Os Direitos Humanos se manifestaram quando do nada um monte de policiais da UPP agarraram um menor pelo pescoço e outras mazelas. Passou ontem no fantástico. Para que isso? Tinha um monte de gente vendo a TV e todos ficam se perguntando para que aquilo tudo! É nessa hora que a sociedade fica triste e generaliza todos.

      Aí em nota ou em entrevistas os policiais dizem que não foi bem assim, que não sei o quê, blá, blá, blá, mas se esquecem que sempre tem alguém com uma câmara escondida e desmente tudo. Aí a moral dessa instituição centenária vai para o brejo.

      A Promotora de Justiça disse que a UPP é um sonho para muitos. Eu concordo com ela, mas infelizmente alguns policiais se excedem, batem, espancam com chinelo na cara e choque, e isso levanta ódio e furor da comunidade local. E quem não mora na localidade e ver as filmagens pelas câmeras escondidas, ficam chateados também.

      Pow, foi dureza para implantar as UPPs e os caras ficam vacilando.

      Excluir
    3. Favelado só aprende na base do "pau", mesmo. Entra lá e tenta argumentar com aqueles animais, tente ser educado, peça, trate-os como cidadãos e tudo que receberá em troca é desprezo e derrespeito. Não tem jeito, é impossível lidar com eles sem o uso PROPORCIONAL da força. Favelado tinha que ser esterilizado.

      Excluir
    4. Anônimo 22 de setembro de 2013 23:01,
      seu comentário é extremamente pertinente, simples e objetivo. A sociedade é permissiva ao extremo. Ser honesto, trabalhador, abstêmio, estudioso e pacato está fora de moda hoje em dia. De fato existe o "culto" à malandragem, ao uso do álcool e do entorpecente. "Ah, ele fuma "unzinho", mas é trabalhador.
      Sou ateu. Contudo, penso que nem todos tem autonomia, no que diz respeito ao caráter, índole, moral e ética, para pautar pela prática do bem suas atitudes e conduta por si só, sem o direcionamento de uma religião. É nestas horas que uma orientação "religiosa" ajuda uma pessoa a se portar adequadamente na sociedade.
      Abraço, e vida longa à PMERJ.

      Excluir
    5. Anônimo 22 de setembro de 2013 23:01,
      seu comentário é extremamente pertinente, simples e objetivo. A sociedade é permissiva ao extremo. Ser honesto, trabalhador, abstêmio, estudioso e pacato está fora de moda hoje em dia. De fato existe o "culto" à malandragem, ao uso do álcool e do entorpecente. "Ah, ele fuma "unzinho", mas é trabalhador.
      Sou ateu. Contudo, penso que nem todos tem autonomia, no que diz respeito ao caráter, índole, moral e ética, para pautar pela prática do bem suas atitudes e conduta por si só, sem o direcionamento de uma religião. É nestas horas que uma orientação "religiosa" ajuda uma pessoa a se portar adequadamente na sociedade.
      Abraço, e vida longa à PMERJ.

      Excluir
    6. Favelado só aprende na base do "pau", mesmo. Entra lá e tenta argumentar com aqueles animais, tente ser educado, peça, trate-os como cidadãos e tudo que receberá em troca é desprezo e derrespeito. Não tem jeito, é impossível lidar com eles sem o uso PROPORCIONAL da força. Favelado tinha que ser esterilizado.

      Excluir
    7. Bom senhor, as filmagens não dizem isso. Uma delas o menor entregou seus documentos, diz que trabalha, e simplesmente o PM começou o quebra-quebra. Eu tenho muita, muita dificuldade de entender isso. Onde moro não tem essas, mas lamento pelos pobres.
      Agora o bandido que não quer cooperar, ficar de deboche, aí sim, eles precisam de mais energia. Eu fico triste quando os senhores generalizam esses moradores de comunidades.

      Eu tenho dúvidas quem está certo, pois em manifestações vimos pessoas de joelho, mãos estendidas falando "por favor não me bata", mas mesmo assim apanhavam e uns ficaram até cego. Complicado senhor.

      Deve ser o que a psicóloga do Forum disse. O senhores já viram a covardia, a morte de perto, já perderam companheiros de farda, que alguns acabam ficando frios. Além disso, são super cobrados pelos superiores, e trabalham duro no bico para aumentar a renda, fazendo que fiquem com a mente casada e o raciocínio mais lento. Vocês sofrem e reflete um pouco na sociedade.
      Vendo isso, um grupo de jovens da UFRJ e da UNIRIO tentaram pedir melhorias para os senhores e a desmilitarização, até assim apanharam. Olha, os estudantes ficaram com muita raiva na hora, hoje muitos acham graça, tipo, até para pedir melhorias para os PMs apanhamos, rsrs! Agora quero ver se eles vão ter força para marchar pelos senhores um dia. Lamento.

      Senhor ateu, espero que o amor de Deus chegue até o senhor. Espero que a graça dele te convença da existência dele. Assim como ocorreu com C.S. Lewis (do filme Crônicas de Nárnia) e o escritor Augusto Cury e vários outros eram ateus e hoje são cristãos e fazem obras voltadas para Deus, religião, etc.... Essas coisas não se debatem, tem que ter experiência, ser tocado mesmo. E concordo com o senhor, a religião ajuda.

      Excluir
    8. Bom senhor, as filmagens não dizem isso. Uma delas o menor entregou seus documentos, diz que trabalha, e simplesmente o PM começou o quebra-quebra. Eu tenho muita, muita dificuldade de entender isso. Onde moro não tem essas, mas lamento pelos pobres.
      Agora o bandido que não quer cooperar, ficar de deboche, aí sim, eles precisam de mais energia. Eu fico triste quando os senhores generalizam esses moradores de comunidades.

      Eu tenho dúvidas quem está certo, pois em manifestações vimos pessoas de joelho, mãos estendidas falando "por favor não me bata", mas mesmo assim apanhavam e uns ficaram até cego. Complicado senhor.

      Deve ser o que a psicóloga do Forum disse. O senhores já viram a covardia, a morte de perto, já perderam companheiros de farda, que alguns acabam ficando frios. Além disso, são super cobrados pelos superiores, e trabalham duro no bico para aumentar a renda, fazendo que fiquem com a mente casada e o raciocínio mais lento. Vocês sofrem e reflete um pouco na sociedade.
      Vendo isso, um grupo de jovens da UFRJ e da UNIRIO tentaram pedir melhorias para os senhores e a desmilitarização, até assim apanharam. Olha, os estudantes ficaram com muita raiva na hora, hoje muitos acham graça, tipo, até para pedir melhorias para os PMs apanhamos, rsrs! Agora quero ver se eles vão ter força para marchar pelos senhores um dia. Lamento.

      Senhor ateu, espero que o amor de Deus chegue até o senhor. Espero que a graça dele te convença da existência dele. Assim como ocorreu com C.S. Lewis (do filme Crônicas de Nárnia) e o escritor Augusto Cury e vários outros eram ateus e hoje são cristãos e fazem obras voltadas para Deus, religião, etc.... Essas coisas não se debatem, tem que ter experiência, ser tocado mesmo. E concordo com o senhor, a religião ajuda.

      Excluir
    9. Bom senhor, as filmagens não dizem isso. Uma delas o menor entregou seus documentos, diz que trabalha, e simplesmente o PM começou o quebra-quebra. Eu tenho muita, muita dificuldade de entender isso. Onde moro não tem essas, mas lamento pelos pobres.
      Agora o bandido que não quer cooperar, ficar de deboche, aí sim, eles precisam de mais energia. Eu fico triste quando os senhores generalizam esses moradores de comunidades.

      Eu tenho dúvidas quem está certo, pois em manifestações vimos pessoas de joelho, mãos estendidas falando "por favor não me bata", mas mesmo assim apanhavam e uns ficaram até cego. Complicado senhor.

      Deve ser o que a psicóloga do Forum disse. O senhores já viram a covardia, a morte de perto, já perderam companheiros de farda, que alguns acabam ficando frios. Além disso, são super cobrados pelos superiores, e trabalham duro no bico para aumentar a renda, fazendo que fiquem com a mente casada e o raciocínio mais lento. Vocês sofrem e reflete um pouco na sociedade.
      Vendo isso, um grupo de jovens da UFRJ e da UNIRIO tentaram pedir melhorias para os senhores e a desmilitarização, até assim apanharam. Olha, os estudantes ficaram com muita raiva na hora, hoje muitos acham graça, tipo, até para pedir melhorias para os PMs apanhamos, rsrs! Agora quero ver se eles vão ter força para marchar pelos senhores um dia. Lamento.

      Senhor ateu, espero que o amor de Deus chegue até o senhor. Espero que a graça dele te convença da existência dele. Assim como ocorreu com C.S. Lewis (do filme Crônicas de Nárnia) e o escritor Augusto Cury e vários outros eram ateus e hoje são cristãos e fazem obras voltadas para Deus, religião, etc.... Essas coisas não se debatem, tem que ter experiência, ser tocado mesmo. E concordo com o senhor, a religião ajuda.

      Excluir
    10. Já vi que você conhece muito bem o mundo... pelas telas do computador e do cinema, dvd, home theater, sei lá. Usar como exemplo um episódio isolado em que um favelado tenta argumentar e leva um tapa ou um jato de spray de pimenta na cara não é ter a real ideia do que acontece na maioria esmagadora de vezes em que um PM de UPP prende um traficantezinho, por exemplo. Pra sair da favela com ele para conduzi-lo à DP, só com muito reforço. Porque são trezentos, quatrocentos, ou até mais, favelados cercando uma guarnição para impedi-los de sair do morro.
      Tudo é motivo pra queimar ônibus, fechar avenida, pista, rua e enfrentar a polícia. Um exemplo disto foi o episódio do Laércio Hilário, que morreu de causas naturais e policiais foram acusados injustamente por moradores do parque proletário, estes que queimaram três ônibus e uma viatura da PM.
      Amigo, trabalhe um mês numa favela destas como policial de UPP e veja de fato como é a realidade. Não opine sob a luz de um único prisma. Não forme opiniões a partir do que vê na TV ou Lê nos jornais. Não compre o sensacionalismo barato que a mídia podre e capitalista te vende, induzindo você a acreditar no que ela quer.
      Jovem de faculdade nenhuma pleiteou por nós e sequer ombreou conosco quando precisamos. Tentaram apelar para antigas questões de melhorias salariais para a polícia, nestas badernas travestidas de movimento revolucionário, como forma de apelo emocional para tentar ganhar a simpatia da nossa classe, o que falhou. Quando precisamos, em 2012, ninguém foi para as rua nos apoiar. Nosso movimento foi pacifico e solitário, não esta baderna generalizada que não o país levou a lugar algum. Não tenha devaneios, amigo.
      Fala bonito, mas não tem argumentos basados em fatos concretos.
      Parceiro, eu de fato não faço obra para Deus, ou deus. Ele não precisa, se é que existe. Faço caridade pra quem precisa de verdade, idosos, crianças carentes e animais abandonados. Eu doo um pouco do que ganho, de verdade. Não oro pra ninguém porque oração não mata fome. Além disto ainda sou padre, pastor, conselheiro de casais, mediador de questões familiares, sou médico, bombeiro, sou advogado, sou pai e irmão de gente que sequer conheço, trabalho no submundo, vivencio a desgraça alheia, vou ao inferno e volto todos os plantões, conheço o pior do ser humano, mas não recebo o melhor dele, ganho mais do que preciso e menos do que mereço. Sou policial militar e amo a PMERJ. E saiba de uma coisa, ela nunca vai acabar. Nunca. Eu morro, você morre e ela fica.

      Excluir
    11. Não é apenas caso isolado amigo. Vimos de perto as manifestações. Por que está falando isso? Eu sei que a TV manipula, principalmente a platinada: O povo não é bobo, abaixo a rede globo. Estamos ligados. Mas há casos que sequer há cortes e edições, então, é possível tirar conclusões inclusive a partir da imprensa. Em uma das manifestações a imprensa ficou seis horas no ar, e vimos coisas terríveis também.

      E reitero, as câmeras escondidas estão negando tudo. Meu senhor, hoje muitos podem ter um celular com câmera. A situação está difícil. Eu sei que o senhor ama sua polícia (pelo menos é o que noto pela forma de se expressar). E tem policial que não aprende com os erros dos outros, tem policial que não ver televisão, e no outro dia cometem os mesmos erros.

      Um policial PC-RJ concorda comigo e ratificou que houve coisas terríveis mesmo, mas de qualquer forma nós civis teríamos que ter paciência com os colegas PMs, pois os senhores há anos estão acostumados a combater o crime, bandidos e traficantes de alta periculosidade, então muitos não sabem lhe dar com o cidadão. Tem lógica.

      Olha amigo, continuo pensando que jovens universitários tentaram algo, logo no início e depois no jogo Brasil e Espanha, ocorre que ficaram divididos/com raiva e não foram adiante, pois pensaram: “puxa, mesmo ajudando querendo o bem deles pedindo uma tal de desmilitarização e outras coisas somos agredidos??!!”

      Não me lembro do episódio de 2012. Eu sei que apóie os bombeiros. Quase 30 mil marcharam pelos bombeiros e cidadãos enfeitaram carros e janelas dos apartamentos de vermelho. E ainda fiz campanha para assinar a anistia de alguns guerreiros do fogo. Num outro blog eu li desabafos de bombeiros que numa certa manifestações os PMs não o ajudaram. Gerou uma mágoa e certo desconforto. Se for verdade eu não sei, pois não vivo no meio dos senhores.

      Mas se em 2012 fizeram algo, é bem possível parte da sociedade ter cruzado os braços. Já li que parte da sociedade tem mágoa da PM ou olham para esta instituição com desconfiança. Mas não se deve generalizar. Eu por exemplo gosto do jeito que o senhor se dirige a mim. É educado, inteligente, e escreve bem. Mais uma vez, não se pode generalizar, mas não estou acostumado ver policiais escreverem tão bem.

      Olha, entendo que a oração também é uma aglutinação de orar+ação (agir, se mover, fazer algo), por isso que Tiago 2:17 diz que a fé sem obra é morta. Muitos ateus afirmam serem não religiosos, mas eles usam o seu conjunto de crenças como uma forma de explicar a vida sem Deus, eles adoram e servem a criação (por exemplo, o universo) em lugar do Criador (Romanos 1:25)”. Então para mim até ateus tem religião. E por suas atitudes meu caro, na minha opinião o senhor é muito melhor que pessoas que se dizem cristãs.

      Bom, eu não falei no fim da Polícia. Ela precisa de muitas reformas, rsrs – Caso esteja ruim com ela, é bem pior sem ela. E eu admiro os bons profissionais que se arriscam pela sociedade. É impossível não gostar dos bons, ao mesmo tempo não tem como não ficar triste com um grupo que se excede e abuso. O joio está em qualquer profissão.

      Abraços, passar bem!

      Excluir
  4. causa efeito da listagem q vazou com endereços dos policiais ...
    lamentável.

    ResponderExcluir
  5. Um morador da Rocinha que faz jornalismo fez um histórico assustador da presença da UPP na comunidade. Ele comparou a atuação da PM ali com a ação dos nazistas no Gueto de Varsóvia. O relato está no site do Jornal do Brasil

    ResponderExcluir
  6. Um morador da Rocinha?! Como se isso fosse relevante. Como morador da própria favela ele jamais faria um trabalho imparcial.
    Amigo, eu estudo a segunda grande guerra a anos, assim como o holocausto. É inconcebível uma comparação destas. Do ponto de vista da anrtopologia social, realmente ele está objetivando dar muito mais importância à comunidade do que ela realmente merece.

    ResponderExcluir
  7. Um morador da Rocinha?! Como se isso fosse relevante. Como morador da própria favela ele jamais faria um trabalho imparcial.
    Amigo, eu estudo a segunda grande guerra a anos, assim como o holocausto. É inconcebível uma comparação destas. Do ponto de vista da anrtopologia social, realmente ele está objetivando dar muito mais importância à comunidade do que ela realmente merece.

    ResponderExcluir
  8. Estive lendo os comentários dos internautas aqui, mas, não era relativo ao Tema acima descrito !
    Tudo bem, vou deixar minhas reflexões aqui ! Afinal de conta, como deveria ser a formação de um Policial Militar na visão dos Civis ?

    1- Por concurso ou indicação dos berçários das Universidades espalhados pelo Brasil, onde detém de laboriosa formação acadêmica, sendo por certo de serem chamados de Intelectuais ? ou da própia sociedade, com escolaridade no mínimo de 2º grau, onde se observa que nem todos tem uma boa caligrafia e descuidam do Português "alvo de criticas" ?
    2- A Formação do PM, deveria ser acompanhada pelo MP, Juizes, Representantes dos Direitos Humanos ? Que participariam diretamente na formação diáriamante ou por conta mesmo dos profissionais na Área de Segurança Pública, que carregam no peito o âmago de servir á sociedade ? "E com salário abaixo das necessidades"
    3- Durante a formação, além das Grades Curriculares Tradicionais pela PM ( Ordem Unida, Regulamentos Militares, Estatutos e Diretrizes etc.., o que mais deveria ser acrescentados ? *Acompanhamentos Psicológicos
    * Educação jurídica I por parte do MP
    * Educação Social, por parte do Direitos Humanos.
    * Educação jurídica II por parte de Juízes.
    4- Após a formação, o PM teria amparo nas incursões Policiais, Serviços Extraordinários e Principalmente nas ações de confronto de massas (manifestações) e estes, seguidos por Equipe de Filmagem da Corporação, para visar mais tranparência na ações ?

    Desisti de expor meus pensamentos sobre a PM, por certo, falta mais de quinze intens para eu digitar !

    Mas tudo bem, nada haver..., " NÃO HAVERIA SER HUMANO NA FACE DA TERRA, CAPAZ DE CUMPRIR TAIS EXIGÊNCIAS " .




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tivesse um concurso mais decente, em que pessoas não entrassem na PM com média 3 (TRÊS), um preparo melhor, uma remuneração melhor, e uma carga horária maior de direito na formação, mais o quê? Que tal câmeras nas fardas? Acho que nem país de primeiro mundo, tem isso, mas seria suficiente para começar.

      Excluir
    2. Se tivesse um concurso mais decente, em que pessoas não entrassem na PM com média 3 (TRÊS), um preparo melhor, uma remuneração melhor, e uma carga horária maior de direito na formação, mais o quê? Que tal câmeras nas fardas? Acho que nem país de primeiro mundo, tem isso, mas seria suficiente para começar.

      Excluir
    3. Se tivesse um concurso mais decente, em que pessoas não entrassem na PM com média 3 (TRÊS), um preparo melhor, uma remuneração melhor, e uma carga horária maior de direito na formação, mais o quê? Que tal câmeras nas fardas? Acho que nem país de primeiro mundo, tem isso, mas seria suficiente para começar.

      Excluir
    4. Caramba, como você é sem noção! O Governador do Estado do Rio de Janeiro não quer nem pagar um salário digno aos Policiais Militares... Você acha que ele vai usar tecnologia de primeiro mundo na PMERJ??? ...rs...

      Salários baixos, pouca perspectiva e más condições de trabalho estão entre os motivos para o abandono da carreira policial-militar. Falta de interesse pela profissão é comum em todo o país. O que leva o Militar Estadual a tomar esta atitude é de cunho estritamente financeiro, tendo em vista a CRISE SALARIAL que assola a Corporação e a FALTA DE PERSPECTIVA PROFISSIONAL. Para onde vai o dinheiro público? "QUEM VIVE PARA PROTEGER, MERECE RESPEITO PARA VIVER."

      A Segurança Pública não é prioridade no Rio de Janeiro, pois o ESTADO não investe em seus profissionais. O Policial Militar do Rio de Janeiro não tem um salário digno! É preciso PRESERVAR O PODER AQUISITIVO do PM do Rio, REAJUSTANDO significativamente os SOLDOS da Corporação. O Governo do Estado do Rio de Janeiro, com a segunda maior arrecadação de impostos do Brasil, poderia pagar muito melhor os Bombeiros e Policiais Militares.

      O vencimento bruto do soldado PM/BM no RJ é de apenas R$ 2.077,25 (dois mil e setenta e sete reais e vinte e cinco centavos). O valor está R$ 815,22 abaixo do SALÁRIO MÍNIMO NECESSÁRIO, que foi estimado pelo DIEESE em R$ 2.892,47 (dois mil, oitocentos e noventa e dois reais e quarenta e sete centavos) e visa suprir as NECESSIDADES VITAIS BÁSICAS previstas no artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988. Sérgio Cabral precisa conceder somente 39,25% de reajuste salarial para cumprir o referido dispositivo constitucional.

      Excluir
  9. PEC 300/2008 - Não ao salário de fome!

    QUANTO DEVERIA GANHAR POR MÊS UM PRAÇA DA PMERJ OU DO CBMERJ:

    SUBTENENTE ----------------------------- R$ 12.876,39
    PRIMEIRO-SARGENTO ---------------- R$ 11.203,84
    SEGUNDO-SARGENTO ----------------- R$ 9.531,28
    TERCEIRO-SARGENTO ----------------- R$ 7.858,72
    CABO ------------------------------------------ R$ 6.186,16
    SOLDADO ------------------------------------ R$ 4.513,61

    OBS: OS SUPRACITADOS VALORES SÃO PAGOS AOS INTEGRANTES DA PMDF E DO CBMDF.

    Como vamos sediar a COPA DO MUNDO de 2014 e os JOGOS OLÍMPICOS de 2016 se não conseguimos nem pagar um SALÁRIO DIGNO aos funcionários públicos que prestam SERVIÇOS ESSENCIAIS à população fluminense (Bombeiros e Policiais Militares)? É preciso oferecer o MÍNIMO DE DIGNIDADE aos integrantes da PMERJ e do CBMERJ. O Rio de Janeiro é a principal cidade do país, o CORPO DE BOMBEIROS e a POLÍCIA MILITAR FLUMINENSE não podem ter remunerações tão baixas!

    ResponderExcluir