segunda-feira, 9 de junho de 2014

Governo gastou r$ 1,9 bilhão com a segurança na copa

BLOG PMERJ EM FOCO

O PM NÃO VIU A COR DESSA GRANA: Governo gastou r$ 1,9 bilhão com a segurança na copa

O governo federal alega que gastou cerca de r$ 1,9 bilhão com o esquema de segurança da copa do mundo 2014. Novas tecnologias, construção dos CICCs nas capitais que sediarão os jogos da copa, etc. Mas, e no policial? No policial, o governo Dilma Roussef não investiu UM CENTAVO. O programa "Bolsa Copa", que garantiria uma gratificação aos policiais, até o momento não entrou em vigor, e policiais militares estão sendo feitos de escravos por todo o Brasil, tendo suas férias e folgas canceladas covardemente, e não estão recebendo nada por isso. Vindo da presidente Dilma Roussef, esse programa "Bolsa Copa" já era previsto que não vigoraria, pois, é do conhecimento de todos que a mesma odeia a classe policial. Boatos a respeito de que policiais federais e civis receberão a quantia de r$ 5 mil como gratificação pelo trabalho na copa, circulam pela internet, mas, trata-se apenas de uma mentira. Ninguém vai receber nada pela escravidão imposta durante a copa aos policiais. E cai entre nós: O governo não gastou essa grana toda que está dizendo, com segurança, mesmo! Se gastou metade disso, foi muito. O resto todos sabem para onde foi.

9 comentários:

  1. Senhores, é fato que a DILMA não é a favor da ordem. Todos pensaram que ela seria a continuação do Governo LULA.... Ledo engano...
    Agora é dar a resposta em Outubro... Bons candidatos nós temos... Aécio nestes hipócritas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, a coisa está feia!

      O PM do Rio arrisca a vida quase de graça! O salário dos Soldados PM está tão baixo que chega a ser um desrespeito às suas famílias. Falta muito para o PM do Rio ter um salário digno, pois o Salário Mínimo Necessário divulgado pelo D.I.E.E.S.E. em Abril de 2014 foi estimado em R$ 3.019,07 (três mil e dezenove reais e sete centavos).

      Os PMs do Rio enfrentam o perigo para proteger a sociedade, mas as suas famílias passam necessidades. O salário líquido de um Soldado da PMERJ é insuficiente para suprir as NECESSIDADES VITAIS BÁSICAS dos Policiais Militares, previstas no artigo 7º, inciso IV, da Constituição Federal de 1988, de acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, o que é inaceitável. O Governo do Estado tem que atender pelo menos o que está previsto na Carta Magna!

      http://www.dieese.org.br/analisecestabasica/salarioMinimo.html

      "Como uma sociedade vai garantir a paz, a segurança pública e a justiça criminal com policiais envolvidos em jornadas estressantes e perigosas em ambientes com armas de guerra e poder financeiro corruptor, sem poder conviver com a famílias os momentos de folga e lazer, necessários à sua saúde mental, boas condições técnicas e acertadas decisões de inopino? A saúde emocional, psíquica, física e financeira dos policiais brasileiros deveria ser prioridade na atenção dos poderes governantes e da sociedade, já que são estes homens e mulheres que fazem a primeira linha de defesa contra o crime e contra a violência na garantia de direitos." (BENGOCHEA)

      OS POLICIAIS MILITARES PRECISAM RECEBER UM SALÁRIO COMPATÍVEL COM A RESPONSABILIDADE E A IMPORTÂNCIA DAS FUNÇÕES QUE EXERCEM. SÓ ASSIM OS GOVERNOS ESTADUAIS OFERECERÃO QUALIDADE NOS SERVIÇOS PRESTADOS. A SEGURANÇA PÚBLICA É UM SERVIÇO ESSENCIAL! A POLÍCIA MILITAR DO ESTADO RIO DE JANEIRO PRECISA LUTAR PELA VALORIZAÇÃO DE SUA TROPA, NÃO PODE PERMITIR QUE O SOLDO DO SOLDADO FIQUE ABAIXO DO SALÁRIO MÍNIMO VIGENTE.

      A PEC 300 é a solução para a melhoria salarial! Com os reajustes concedidos, ao final de 2016, um Soldado da PMDF receberá R$ 7.190,98, e esse valor não inclui nenhum anuênio. É um absurdo a diferença de salário de dois orgãos públicos que fazem os mesmos serviços!

      http://www.policialbr.com/df-governo-reajusta-beneficios-para-pms-e-salario-soldado-vai-para-r-71-mil/

      Em respeito ao que determina a nossa Carta Magna, promulgada em 1988, um Soldado da PMERJ não deveria ganhar menos de R$ 7.190,98. Esse deveria ser o piso da categoria em todo o país! As famílias dos Policiais Militares do RJ estão passando necessidades, o que é inaceitável, pois eles prestam um serviço público essencial.

      O salário do Policial Militar do Estado do Rio de Janeiro é uma ofensa à Constituição Federal de 1988, uma verdadeira afronta ao Inciso IV do Artigo 7° da nossa Carta Magna, lembrando que GRATIFICAÇÃO NÃO É SALÁRIO!! Os soldos de Cabos e Soldados da PMERJ estão abaixo do salário mínimo, o que é inaceitável, imoral, ilegal, inconstitucional, ou seja, um DESRESPEITO aos profissionais que colocam suas vidas em risco pela sociedade!

      Excluir
  2. Como assim a PF não vai ganhar nada? Eles foram deslocados e ganham diárias de R$200 nas capitais... O que num mês daria pelo menos R$6.000,0 e é sem descontos de imposto de renda.

    Sabe de nada inocente!

    ResponderExcluir
  3. Foi publicado em bol pm que o policial que estiver de licença para tratamento de saúde deverá permanecer no batalhão mesmo se no atestado médico estiver indicação de repouso domiciliar.... os deputados ladrões do PT quando preso podem ficar em prisão domiciliar.... A ESCRAVIDÃO NA POLICIA É REAL SÓ FALTA LANÇAR NO TRONCO.

    ResponderExcluir
  4. O Burro do Oficial de Dia que cumprir essa aberração,deverá providenciar medicamento e alojamento adequado com enfermaria para tratar o militar doente.Vai que um doente resolva processar o responsável por cumprir tal medida, por curandeirismo ou pratica ilegal da medicina.

    ResponderExcluir
  5. Cade o Bolsa Copa propagado pela presidenta, como tudo prometido,foi esquecido;assim como esqueceremos deste poste desastrado na eleição vindoura.

    ResponderExcluir
  6. Greve é a melhor e talvez unica solução...

    ResponderExcluir