segunda-feira, 9 de junho de 2014

Homem é preso após tentar subornar policial militar

O aposentado Luiz Maria Garcia Rodrigues, de 71 anos, foi preso na manhã deste domingo por policiais da UPP do Andaraí depois de uma tentativa de suborno ao soldado Thiago Bousquet da Costa. Ao ser parado, o aposentado, que estava com a documentação do veículo irregular, pediu ao policial que subisse o vidro do carro, perguntando quanto ele queria e, em seguida, ofereceu a propina de R$ 500 para ser liberado. Enquanto isso, o PM gravou a conversa em vídeo e lhe deu voz de prisão.


Durante ronda, os policiais desconfiaram do veículo, de modelo Hyundai HB 20, que circulava pela Rua Santo Estevão, no Morro do Andaraí. Na averiguação, os oficiais descobriram que a placa e o número do chassi do carro não batiam com os registros do sistema.
O idoso confessou que teria comprado o veículo, de placa fria, por R$ 10 mil, um preço abaixo do mercado. Ele vai responder pelos crimes de receptação e tentativa de suborno. Rodriguês foi conduzido para a 19ª DP (Tijuca).

Assista o vídeo:
video

16 comentários:

  1. Representando os 87 milhoes.... fico feliz quando amigos de turma fazem boas ocorrencias.... parabens....

    ResponderExcluir
  2. Se esse senhor procedeu assim, significa que ele infelizmente está acostumado a fazer isso, e mais INFELIZMENTE ainda, existe PMs que aceitam numa boa a propina. Só que dessa vez ele acabou topando com um honesto, graças a Deus.

    Olha, espero que essa juventude que está entrando agora na PM sejam exemplares e mudem a imagem na polícia.

    ResponderExcluir
  3. Continue sempre assim SOLDADO. A sociedade se encanta com isso. Espero que fique sempre honesto até o senhor ter 40 anos e ser Sargento.

    ResponderExcluir
  4. Vamos prender os vagabundos que mataram a garota de 12 anos. Eles foram filmados. http://www.sbt.com.br/tv/rio/sbtrio/?id=25ee60523efba11d062e5c89d210084d

    ResponderExcluir
  5. É verdade, ele terá com certeza 40 anos, se sargento ou não, eu não sei, mais de uma coisa eu tenho certeza, deitará sempre com sua cabeça no travesseiro, sem nenhum sentimento de culpa por ser honesto, e viverá bastante tempo para passar aos seus filhos , que nesse mundo podre, e que com total inversão de valores, ainda há policiais e principalmente homens com caráter e mostrar a certo policiais que vale apena ser homem de verdade. parabéns policial de verdade.

    ResponderExcluir
  6. Cuidado com a aparente incitação e induzimento ao crime.

    Pode Dá impressão ao Processo Penal que o PM instiga e ajuda a pessoa ser desonesta com tanta perguntinha, tipo, fala aí, diz aí, o SENHOR TEM QUE DIZER, vou baixar o vidro, etc...Lá no fundo e pensamento do policial ele está percebendo que a pessoa está querendo subornar.

    Dá impressão ainda: “vou ferrar com esse velho”. Cuidado para não transformar o elemento/meliante em vítima. O PM, muitas vezes, faz isso.

    Indico a ele não dá muito papo para essa gente, ainda mais um senhor de 71 anos. Não me assustaria se o MP e o Juiz não levassem em conta ao agravante de suborno. Depois muito policiais ficariam chateados. Creio que o PM deveria ser mais instruído e ter mais aulas de Direito em sua formação.

    Qual a idade desse policial? A voz e o rosto dele lembram a minha pessoa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se vc quer dizer o PM responder por incitação ao crime você está enganado.

      O que poderia ocorrer aí é a anulação do flagrante e consequente relaxamento da prisão, por ser considerado um crime impossível (por não haver nenhuma possibilidade de consumação) e a não espontaneidade da oferta da vantagem indevida sem a influência do autor do flagrante.

      Digo enganado porque entendi você falar na possibilidade do coroa tornar-se vítima, mas vítima de que crime? o que poderia é ele se beneficiar pela anulação do flagrante.

      Incitação ao crime seria ele o PM dizer por exemplo: "Tem que subornar mesmo... O suborno é certo...". O que não é o caso.

      Minha explicação técnica é com base na Doutrina majoritária, mas precisamente Nucci, que com certeza consideraria essa prisão ilegal, pela não totalidade da espontaneidade do agente.

      Excluir
    2. Não, eu não quis dizer isso, até porque não tenho muito domínio de penal. Entendo que está certo quando diz em anulação.

      Porém tenho lembranças de certos casos concretos que professores falam nos cursinhos preparatórios de concurso público. E achei o caso em comento semelhante, mas NÃO IGUAL. Vem à mente também aquelas matérias, tipo, flagrante forjado, preparado, etc...

      O senhor diz “incitação ao crime seria ele o PM dizer, por exemplo: "Tem que subornar mesmo... O suborno é certo..." Não sei meu caro, posso um dia perguntar o professor, mas não necessariamente a incitação/induzimento/fazer brotar uma idéia na mente precisa ser tão escancarado assim. Pode ser de forma discreta. Mas se o senhor tiver embasado no Nucci, tudo bem também.

      Pode ser que eu esteja errado, mas senti o jovem PM armar de forma sutil para o vovozinho. O senhor percebeu a esperteza dele, o jogo, o envolvimento. Eu não acho isso legal. Ainda mais sabendo que estava filmando. Além disso, herói é herói, não precisa filmar essas coisas e depois passar para a mídia para mostrar quão honesto ele é. Outras pessoas mais sensíveis podem perceber outras intenções nele. Contudo não desmereço pela ação anterior. Parabéns. Estava trabalhando e fazendo o que é certo.

      Com relação tornar o autor em vítima, não necessariamente me refiro a esse caso. Certa feita li num outro blog um tenente falando que um meliante passou ser vítima só porque as algemas estavam super apertada ao ser levado de uma cidade para outra na Bahia.

      Espero que o senhor seja policial. Parece ser um homem muito inteligente. Eu admiro muito policiais que sabem dialogar e que sejam inteligentes. Mas há uma teoria aí que diz que os inteligentes ficam pouco tempo na PM e fazem concursos melhores. A PM e a sociedade perdem. Abraços de um amigo da Região dos Lagos.

      Excluir
    3. COMPANHEIRO, ACREDITO QUE O SENHOR SEJA UM ENTENDEDOR DAS DOUTRINAS JURÍDICAS E ASSIM COMO O OUTRO AMIGO FIZERAM UM COMENTÁRIO COERENTE A SITUAÇÃO; EM QUE ALGUMAS VEZES CONCORDEI COM O SENHOR POREM DISCORDANDO AO FINAL . EU DESCONHEÇO ESSA TEORIA QUE INVENTOU E PROVAVELMENTE DEVE DESCONHECER A CORPORAÇÃO ASSIM COMO OS SEUS HOMENS , A PMERJ É UMA INSTITUIÇÃO MARAVILHOSA COM HOMENS E MULHERES INTELIGENTÍSSIMOS COM FORMAÇÕES EM MUITAS ÁREAS E ATÉ SEM , NO MEU ENTENDER FAZER CONCURSO PRA POLICIA MILITAR NÃO É SABER ESCOLHER UM CONCURSO MELHOR ,AO MEU VER É OPCIONAL ASSIM COMO QUEM DESEJA SAIR , CONHEÇO UM RAPAZ COM UMA INTELIGENCIA SUPERDOTADA ,PORÉM POBRE E SE O CONHECESSE TALVEZ DIRIA QUE TENHA NASCIDO NA FAMILIA ERRADA OU ESTOU GENERALIZANDO COMO FEZ O SENHOR ? QUERIA DIZER QUE TODO POLICIAL QUE SERVE NESSA POLICIA MILITAR QUERIA TER O VALOR QUE O ESTADO NÃO DA , E SE FOSSEMOS BEM REMUNERADOS , INTELIGENTES OU NÃO , NÃO DEIXARIAM ESSA CORPORAÇÃO QUE TANTO ADMIRO ,E COM ISSO O SENHOR DIRIA QUE O AMIGO TERIA FEITO UMA BOA ESCOLHA A POPULAÇÃO TEM UMA VISÃO DA PMERJ, QUE O SENHOR SABE COMO! MAS QUANDO PRECISAM , SÓ LEMBRAM DE DUAS COISAS : DEUS E A POLICIA ,E QUANDO TUDO PASSA ESQUECE A DEUS E NOS XINGAM.
      A PM E A SOCIEDADE ESTÃO PERDENDO SIM ! HOMENS QUE NÃO RECEBEM O VALOR QUE DEVERIAM E COM ISSO PERDEM O ESTÍMULO DEIXANDO A CORPORAÇÃO ,AGORA IMAGINA COMO SERIA A REGIÃO DOS LAGOS SEM APOLICIA , OU SEM HOMENS NÃO INTELIGENTES SEM VALOR E MAUS REMUNERADOS . UM ABRAÇO AMIGO.

      Excluir
    4. "EU DESCONHEÇO ESSA TEORIA QUE INVENTOU" -

      Eu não inventei nada! A expressão "há uma teoria aí" é como se fosse "há pessoas, diga-se PMs mesmo" que dizem que os bons e inteligentes, por se sentirem abandonados, preferem fazer outros concursos a ficar na PM que não os reconhecem ou investem neles. Sendo assim, muitos usam a polícia de degrau apenas. Isso representa fala/teorias de policiais, não minha!

      Não quer dizer que a PM não tenha inteligente. Só foi um problema de interpretação. Sou humano e jamais generalizaria, embora ainda ache que na PM realmente tem muita gente humilde. Haja vista não os preparam bem (ora, a culpa não são de vocês) e o concurso não é muito bem elaborado. Aqui mesmo no blog teve uma reportagem afirmando que pessoas do sexo feminino estava protestando contra a política do concurso da PM.

      Um homem que tira nota 1 em português entra na PM, mas uma mulher que tira 9 não entra. Achei isso absurdo, tirar nota 1 e ingressar na PM é triste. Eu sei que a vaga para homens é maior, mas o Estado tem por uma nota de corte maior. Parece que querem números, quantidade, não qualidade.

      Entendeu senhor o que dizer com "Teoria"? E ainda, respeito e admiro os bons e dou valor.
      Abraços para o senhor também.

      Excluir
  7. Uhmmmmm, deixa eu ver ... TENTATIVA de suborno (Já que não se materializou o fato), a essa hora já deve estar em casa, ou estou errado?!

    Viva a nobre arte de enxugar gelo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou o mesmo da 00:00... suborno (corrupção ativa nesse caso) é um crime formal, que não comporta tentativa, consuma-se no exato momento do oferecimento da vantagem indevida, o recebimento desta é mero exaurimento, ou seja, tanto faz se o agente público tenha aceito ou não a oferta.

      Tanto é que o flagrante nesse tipo de crime só cabe quando no exato momento da oferta de vantagem indevida, por incrível que pareça não cabe o flagrante se houver um acordo para transferir a vantagem indevida em momento posterior à oferta.

      De qualquer forma acredito que esse flagrante vai ser anulado pela não total espontaneidade do agente (o velhinho), a não ser se for um juiz muito linha dura e mesmo assim será reformada a decisão lá na frente.

      Excluir
  8. PMs RECRUTAS QUE QUEREM PRENDER TODO MUNDO, AQUI NÃO É ESTADOS UNIDOS PARA DE QUERER ENFEITAR O PAVÃO, SEJAM INTELIGENTES, QUANTO MAIS SE TRABALHA NA POLICIA, MAIS SE TRABALHA, CADA PRISÃO É NO MÍNIMO UM DEPOIMENTO NA SUA FOLGA, E TAMBÉM JÁ DIZIA UM SÁBIO QUE QUEM MUITO FAZ MUITO SE ENROLA, E OUTRA COISA NÃO VAMOS MUDAR O NOSSO PAIS COM ISSO, QUEM NOS GOVERNA É FORMADO POR UM BANDO DE HIPÓCRITAS E CORRUPTOS, QUE DÃO UM PÉSSIMO EXEMPLO A SOCIEDADE, PARA MUDAR NOSSA REALIDADE TEM QUE VIR DE CIMA PARA BAIXO, SE NÃO É ENXUGAR GELO.

    ResponderExcluir
  9. PELO QUE EI VI NÃO HOUVE A MATERIALIZAÇÃO (CONSUMAÇÃO) DO CRIME COM O RECEBIMENTO DO DINHEIRO.OU SEJA, TORNA-SE ATO NULO COM RELAXAMENTO DE PRISÃO.

    ResponderExcluir
  10. PARABÉNS AO POLICIAL, AGIU CORRETAMENTE,AGUARDANDO QUE O SENHOR OFERECESSE A VANTAGEM INDEVIDA,EM NENHUM MOMENTO O POLICIAL INDUZIU O SENHOR, E O ARTIGO ABAIXO MENCIONADO É BEM CRISTALINO E JÁ DIZ TUDO, FORA O CRIME DE RECEPTAÇÃO ART 180 DO CP QUE O SENHOR INCORREU, POIS TANTO ELE SABIA QUE O PRODUTO(VEÍCULO) ERA PRODUTO DE CRIME QUE OFERECEU A QUANTIA DE R$ 500,00 AO POLICIAL, CERTO QUE O POLICIAL CONCRETIZOU O ESTADO DE FLAGRÂNCIA, AO AGUARDAR O SENHOR ADENTRAR NO VEÍCULO( ART 180 DO CP).

    ASS: GLADIADOR

    CORRUPÇÃO ATIVA

    Art. 333. OFERECER ou PROMETER vantagem indevida a funcionário público, para determiná-lo a praticar, omitir ou retardar ato de ofício:
    Pena - reclusão, de 2 (dois) a 12 (doze) anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 10.763,de 12.11.2003)
    Parágrafo único - A pena é aumentada de um terço, se, em razão da vantagem ou promessa, o funcionário retarda ou omite ato de ofício, ou o pratica infringindo dever funcional.

    Tipo objetivo
    A conduta típica alternativamente prevista consiste em oferecer (apresentar, colocar à disposição) ou prometer (obrigar-se a dar) vantagem indevida (de qualquer natureza: material ou moral) a funcionário público, para determiná-lo a praticar (realizar), omitir (deixar de praticar) ou retardar (atrasar) ato de ofício (incluído na esfera de competência do funcionário).

    Tipo subjetivo
    Elemento subjetivo geral é o dolo, constituído pela vontade consciente de oferecer ou prometer vantagem indevida a funcionário público, para praticar, retardar ou omitir a prática de ato de oficio.

    Consumação e tentativa
    Consuma-se o crime com o efetivo conhecimento, pelo funcionário, do oferecimento ou promessa de vantagem indevida. A tentativa é admissível apenas na hipótese de oferta escrita.

    Pena e ação penal
    As penas cominadas, cumulativamente, são de reclusão, de dois a doze anos, e multa. O parágrafo único prevê a mesma pena, majorada em um terço. Essa pena, como sempre, é irretroativa, sendo aplicada somente aos fatos praticados após a sua vigência. A ação penal é pública incondicionada.

    ResponderExcluir
  11. OS POLICIAIS MILITARES AGIRAM MUITO BEM EM NÃO ACEITAR O SUBORNO DE QUINHENTOS REAIS. MAIS POR OUTRO LADO ESTE DINHEIRO QUE FOI OFERECIDO AOS POLICIAIS FOI NADA MAIS NADA MENOS DE OS POLICIAIS SÃO MEU REMUNERADOS.

    ResponderExcluir