terça-feira, 3 de junho de 2014

Major e tenente respondem a processo por constrangimento ilegal.

FONTE: G1
Dois policiais militares do Rio devem ser os primeiros do país a serem julgados por atos cometidos durante manifestações em 2013. O major Fábio Pinto Gonçalves e o 1º tenente Bruno Cesar Andrade Ferreira respondem a processo por constrangimento ilegal na Auditoria da Justiça Militar. Os policiais são acusados de forjar um flagrante durante um protesto no Centro do Rio em outubro do ano passado. Na ocasião, os PMs foram afastados das ruas pela corporação depois de supostamente terem colocado um morteiro na mochila de um jovem, que foi detido.
Os policiais foram interrogados pela juíza Ana Paula Monte Barros no dia 30 de abril. Está marcada para 11 de junho, véspera da abertura da Copa do Mundo, uma nova audiência de instrução, quando serão ouvidas quatro testemunhas de acusação, de acordo com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ). As testemunhas de defesa serão ouvidas em outra sessão, ainda sem data marcada. LEIA A REPORTAGEM TODA AQUI G1

Um comentário:

  1. EU DUVIDO QUE DARÁ ALGUMA COISA!!!4 de junho de 2014 13:22

    EU DUVIDO ELES IREM PARA RUA, MAS SE FOSSE O PRAÇA . . .

    ResponderExcluir