terça-feira, 16 de dezembro de 2014

A bela frota dos PMs

REPORTAGEM DO JORNAL EXTRA/GLOBO


Se fosse usada como parâmetro para avaliar a remuneração na Polícia Militar, a frota particular estacionada em pátios ou nos arredores de batalhões colocaria em xeque a retórica dos baixos salários. Isso porque não faltam veículos caros — alguns de luxo, com valor de mercado em torno de R$ 100 mil — em nome de sargentos e até mesmo de soldados. O GLOBO visitou, ao longo de uma semana, unidades da PM no Centro e em bairros das zonas Sul, Norte e Oeste, e checou a propriedade de vários carros. O levantamento foi passado à Secretaria estadual de Segurança, que, este ano, abriu sindicâncias para apurar o patrimônio de cerca de cem policiais.
Com salários de R$ 2,3 mil e R$ 4 mil, respectivamente, soldados e sargentos podem ser vistos dirigindo modelos que custam até 43 vezes o valor de seus vencimentos, como os utilitários Hyundai Santa Fé e Honda CR-V EXL e as caminhonetes Amarok CD High e Nissan Frontier, com tração 4x4. Veículos assim costumam parar em frente aos batalhões de Botafogo, Bangu e, principalmente, Rocha Miranda. 

UMA MÁQUINA QUE VALE MAIS R$ 100 MIL 

É no 9º BPM (Rocha Miranda) que está lotado um sargento proprietário de um Hyundai Azera 3.0 V6 ano 2013. O carrão, de acordo com a tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) custa pelo menos R$ 102 mil. Na madrugada do último dia 20, um outro sargento do mesmo batalhão invadiu, de arma em punho, um depósito da Secretaria municipal de Ordem Pública para recuperar sua picape Toyota Hilux ano 2006, que havia sido rebocada. O veículo está avaliado em aproximadamente R$ 62 mil.
O endereço que consta no registro de propriedade do Hyundai Azera fica na Rua Tacaratu, quase em frente ao 9º BPM. A casa informada no documento, contudo, não serve de moradia. O imóvel tem finalidade comercial — nele, é possível comprar cestas básicas ou alugar mesas e cadeiras para festas. Em um telefonema para a casa, um homem que atendeu a ligação questionou se o sargento estava sendo investigado pela equipe de reportagem e desligou em seguida. 

SEM PREOCUPAÇÃO COM MULTAS 

Muitas vezes, faltam vagas na Rua Tacaratu para tantos carros de PMs. Por isso, é fácil encontrar automóveis parados em fila dupla, como aconteceu no último dia 25. Sem se preocupar com multas, um sargento do 9º BPM ocupou parte da pista para estacionar sua picape cabine dupla Mitsubishi L 200 Triton 3.2 ano 2010, avaliada em R$ 80 mil. Com um detalhe: uma carreta para transporte de motocicletas estava acoplada ao veículo. 
Como tem sido difícil estacionar em frente ao 9º BPM, alguns policiais param seus carros a aproximadamente 50 metros da entrada do batalhão, na esquina da Rua Tacaratu com a Estrada do Sapê. Ali, também no último dia 25, um soldado conseguiu parar sua SUV Hyundai Santa Fé V6, ano 2008 e com preço médio de R$ 52 mil, sob a sombra de uma amendoeira. Um colega da mesma patente não teve tanta sorte: seu Kia Cerato 2011, estimado em R$ 41 mil, ficou ao sol. 
Já um soldado do 16º BPM (Bangu) não precisa procurar vaga na rua: ele costuma parar sua Renault Duster 16 D, fabricada este ano e com valor de mercado entre R$ 49 mil e R$ 62 mil (segundo a Fipe), no estacionamento interno do batalhão. Em setembro, a unidade foi um dos alvos da Operação Amigos S.A., que, deflagrada pela Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública e pelo Ministério Público estadual, levou à prisão 26 policiais, incluindo seis oficiais.
No 16º BPM, o gosto por carrões não parece ser algo limitado a praças e sargentos. Investigações revelaram que, poucas semanas antes da realização da Amigos S.A., um major trocou um Citröen Pallas avaliado em R$ 65 mil por uma picape Dodge Journey que custou R$ 120 mil. Hoje, três meses depois da operação, veículos caros voltaram a ocupar as vagas que ficam no interior e em frente ao batalhão. Na lista de possantes, a marca Toyota figura entre as favoritas e foi a escolhida por um sargento, que dirige pelo pátio um modelo Corolla 2013 de quase R$ 70 mil. 

AUTOMÓVEIS EM NOME DE TERCEIROS 

Dimensionar a frota de luxo dos PMs não é tarefa fácil. Os muros altos de vários batalhões dificultam a visão dos veículos parados nas áreas internas. Porém, muitos não se preocupam em esconder seu patrimônio. É o caso de um soldado do 16º BPM (Olaria), que tem vaga cativa na Rua Jorge Martins para sua SUV Honda CR-V 2008, cujo preço médio é R$ 54 mil.
Outro obstáculo para investigadores é a grande quantidade de veículos registrados em nome de parentes, principalmente mulheres dos policiais. Um sargento do Batalhão de Choque, por exemplo, é casado com a proprietária de uma caminhonete Amarok CD 4x4 High ano 2012, avaliada em R$ 102 mil. Por sua vez, um policial do 2º BPM (Botafogo) tem o hábito de dirigir a SUV Dodge Jouney SXT 2009 da companheira. O carro está cotado em R$ 56 mil.
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, desde o início do ano, a Corregedoria-Geral Unificada (CGU) apura cerca de cem casos de suposta incompatibilidade entre salários e bens acumulados por PMs. O órgão informa que os sinais de riqueza mais comuns são justamente veículos, seguidos de imóveis. Ainda segundo a secretaria, o sargento do 16º BPM que dirige um Toyota Corolla já está sendo investigado pela CGU.
A Polícia Militar destaca que, em cada batalhão, há uma comissão — composta pelo subcomandante, por outros três oficiais e por integrantes do setor de inteligência — encarregada de investigar supostos casos de enriquecimento ilícito na tropa. “Essa análise é checada com os bens declarados no Imposto de Renda. Caso ocorra alguma irregularidade, os comandantes enviam a investigação para a Corregedoria da PM, que remete os documentos à CGU, para que a sindicância patrimonial seja instaurada’’, diz uma nota da corporação.
A PM informa também que o salário-base de um soldado é R$ 2.326,54 e de um cabo, R$ 2.679,74. Os vencimentos de um sargento variam de R$ 3.132,58 a R$ 4.070,85. A corporação ressalta que a renda pode aumentar de acordo com triênios, gratificações, cursos e outros benefícios. O GLOBO fez pedidos aos batalhões da Polícia Militar citados nesta reportagem para ouvir os proprietários dos veículos, mas não obteve respostas do comando dessas unidades.

21 comentários:

  1. Krl, pm não pode nem ter carro ? É isso ? Nego não tem noção da quantidade de ras que muitos metem, tem soldado que faz mais de 4.5mil por mês....

    Engraçado que vejo pessoas que nem trabalham, tem carros acima de 100mil e ninguém fala um piu...

    Só rj mesmo.

    ResponderExcluir
  2. A VIDA DO POLICIAL VALE MENOS QUE UM CARRO DE 100 MIL REAIS? ELES TEM QUE SE PREOCUPAR COM A VIOLÊNCIA ACIRRADA CONTRA OS POLICIAS UM CARRO VOCÊ PAGA EM 60X CONTRA AS MORTES DOS POLICIAS NINGUEM SE MANIFESTA MAS NA VIDA DO POLICIAL TODOS QUEREM DAR PIRUADA O POLICAIL FAZ SEGURANÇA AS ESPOSAS TRABALHAM VÃO CUIDAR DOS POLITICOS CORRUPTOS QUE ESTÃO QUE TEM CONTAS EM PARAÍSOS FISCAIS DA UM TEMPO EXTRA ..........

    ResponderExcluir
  3. Pra criticar o praça tem de monte, ninguém vê o sufoco que o praça passa pra pagar suas contas, os carnês, tá de sacanagem essa raça de maconheiros da globo que ficam tomando conta da vida dos outros.

    ResponderExcluir
  4. bando de canalhas eles deveriam era se preocupar com violencia contra os PPMM, men procuram saber se o PM faz RAS tem policial se cabando de fazer RAS para pagara prestação do carro, eu trabalho desde dos 12 anos e tenho 23 PM comprei um G.siena ano passado, trabalhando esses anos todo tenho que andar de carro velho, um bando de ladroes e vagabundo andando de carretão sem dar um prego na barra de sabão só andando com uma camera para cima e para baixo. ah da um tempo deixa eu gastar esse salario miseravel q o est. me paga da forma que eu quizer, porra.

    ResponderExcluir
  5. ESSES REPÓRTERES DE MERDA TEM É RECALQUE DE NÓS MUITO DE NÓS GANHAMOS MAS QUE ELES SÃO URUBUS EM CIMA DA CARNIÇA VÊ SE NOS ERRAS E VÃO ATRAS DO POLÍTICOS CORRUPTOS SEUS BURQUÊSES

    ResponderExcluir
  6. A SOCIEDADE E A GLOBO QUEREM VER OS POLICIAS MORTOS DENTRO DOS COLETIVOS OU ANDANDO DE CARRO VELHO PRA ENGUIÇAR NA BOCA DAS FAVELAS E SEREM SEQUESTRADOS E ESQUARTEJADOS É ISSO QUE ELES QUEREM ESSES REPORTES DE BOSTAS.....

    ResponderExcluir
  7. Típica reportagem de jornalistazinho corneado por um PM; alô globo, inveja mata!!!!!!

    ResponderExcluir
  8. Carro de 50mil? Qualquer um pode ter, do jeito que falam parece até que custa 1 milhão! Outra coisa, a maioria dos policiais fazem RAS ou Segurança e só isso já bancaria um carro, qual o problema disso???

    ResponderExcluir
  9. O que jornalista tem com a vida dos policiais ,vão pra inferno, jornalista não é funcionário da RECEITA FEDERAL E NEM DO MP>

    ResponderExcluir
  10. Senhores ,vejam quem é o repórter que assina a matéria: "Sérgio Ramalho".e a foto da capa do facebook dele " I Amsterdam",vai ver que ele foi em algum Coffee Shop da Holanda, fumar um baseado.

    http://www.portaldosjornalistas.com.br/perfil.aspx?id=7646

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10152440751964169&set=a.457003194168.213886.559899168&type=1&permPage=1

    ResponderExcluir
  11. Policiais tem que parar de dar satisfação pra jornalista, manda eles se f.... Tem que para de passar informações de ocorrência para eles, muitos ficam passando informações de ocorrência por ego, esquece essa porra, vira e mexe esses caras estão ofendendo,caluniando,vários policiais, quando estou em algumas ocorrência e eles vem de mansinho perguntando,digo na lata não tenho informações a declarar !!!

    ResponderExcluir
  12. O comandante-geral da PM, coronel Íbis Silva Pereira, informou nesta terça-feira que pediu abertura de uma sindicância interna na Polícia Militar para investigar o patrimônio de policiais militares que estariam circulando com carros que custam até 43 vezes o valor dos vencimentos. A denúncia foi feita nesta terça-feira pelo GLOBO (leia) De acordo com a matéria, soldados e sargentos da PM têm carrões de até R$ 102 mil. Aproveita Srº Cmt essa sindicância e apura os apartamentos de luxo dos coronéis que custam muito mas 43x seus vencimentos e seus em cima dos praças é mole moral da historia só praça vai ser arrolado coronel tem viatura para leva-los e busca-lós seus carrãos de luxo ficam em seus apartamentos na barra outra o fuzil do coronel que estava no morro já esqueceram agora só fala em carros tão brincando de serem ipocritas

    ResponderExcluir
  13. PREÇO DO CARRO R$100 MIL REAIS 30 MIL DE ENTRADA +60 X 1200 QUE DE O MISTÉRIO SINDICÂNCIA SOLUCIONADA .........................

    ResponderExcluir
  14. Tenho dois carros, um 2014 no valor de 55 mil, e outro 2010 no valor de 20 mil. E daí? Foda-se! Sou 3 Sgt, faço RAS e PROEIS, Minha esposa é médica e posso ter carro até mais caro se quiser. Quero vera provar que sou bandido. E o coronel que tem um Porsche de 600 mil e vende fuzil pra vagabundo? Ninguém investiga?

    ResponderExcluir
  15. A globo poderia publicar e explicar as falcatruas dela com o BNDS, como conseguiu empréstimos milionários com tal instituição financeira, afinal de contas, o BNDS é um banco público.
    Alem disso, o CMT Geral também deve investigar o patrimônio de seus Oficiais, mas para isso deveria pedir para o MP realizar as investigações e não a CintM, pois ela também é comandada por Oficiais que é claro, não investiga seus pares, não é mesmo.
    Ter carros novos ou semi novos nos valores da reportagem não é nada de mais, afinal de contas nós praças trabalhamos para tanto.
    Por fim, alguém já viu ou ouviu jornalista ficar nas portas das Delegacias investigando a vida dos PC, claro que não, não é mesmo. Isso só acontece com a PM, porquê os nossos Ilustríssimos CMTs se borram todo quando veem um reporte com um microfone e uma câmera nas mãos. Também, não tem moral nenhuma do portão da guarda para fora, até presidente de associação de moradores de bairros mandam nesses bostas. Lamentável!

    ResponderExcluir
  16. Pede a globo para fazer uma reportagem sobre o porquê de não recebermos cestas de natal.
    Vamos pedir o CMT Geral para dar uma explicação para seus comandados sobre esse assunto.
    Dar satisfação para emissora de TV é fácil, quero ver dá minha cesta de natal, seu creusso.

    ResponderExcluir
  17. QUEM NÃO TEM CARRÃO É O HONESTO. ESSE NÃO TEM.

    ResponderExcluir
  18. AI AI AI, OS ANOS MUDAM, SÓ NÃO MUDAM OS HOMENS, NEM MUDAM-SE OS MESMOS PRIVILEGIADOS DE SEMPRE....FELIZ ANO VELHO, ADEUS ANO NOVO.

    ResponderExcluir
  19. gostei do comentario do colega das 19:25,ninguem fala de melhorar escala salario condição de trabalho tive com um colega da pm de minas e escala deles é de 40h o que passar tem que dar em folga para o pm,aqui no rj ele escalam o pm 12h em pé igual um boneco de posto,tirei eleição e ate hoje cade o ras,ninguem merece um trabalho desse,rapaz que situação estou no final ,mas estou muito desanimado com essa pm tenho o maior prazer de trabalhar com os meus colegas mas tá dificil,o jornal esta falando do praça para esconder o desvio la hcpm e em outros repartições da pm,será que algum dia ele vão invertigar esse tal rancho,vai cair muita gente...

    ResponderExcluir
  20. Greve porra.vamos parar tudo.prender os coroneis ai sim.....algo vai mudar, fora isso,vai continuar a pouca vergonha.so tem coronel ladrao.quer provas vai no hcpm

    ResponderExcluir
  21. GREVE????VC ESTÁ DE SACANAGEM.VOCÊS DA CAPITAL E BAIXADA PARARAM DIA 10FEV12?????NÃO...ERA DIA DE APERTAR AS MÃOS DOS PADRINHOS...AGORA AGUENTEM....

    ResponderExcluir