quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Ex-marido de Mulher Filé, ex-cabo da PM vai a júri popular por matar quatro pessoas


O ex-cabo da PM Marcio Roberto Cunha Travessa Soares, ex-marido da funkeira Yani de Simone, a Mulher Filé, será levado a júri popular pela morte de quatro pessoas, em dezembro de 2013. A decisão de submetê-lo a julgamento por homicídio duplamente qualificado (por motivo torpe e com recurso que impossibilite defesa da vítima), quatro vezes, foi do juiz Murilo Kieling, do III Tribunal do Júri. A data do julgamento ainda não foi marcada. 
O ex-PM, conhecido como MM, foi preso na manhã do dia 1º de fevereiro deste ano. Ele foi capturado por agentes da Divisão de Homicídios em casa, no conjunto habitacional conhecido como Ipase, na Avenida Vicente de Carvalho. 
De acordo com as investigações, MM matou os quatro rapazes porque eles estavam usando drogas. Na manhã do dia 28 de dezembro, o ex-policial avistou Cléber Ribeiro da Silva, Leandro Silva dos Santos, Leandro Peixoto de Farias e Jefferson de Ramos Lima fumando maconha na Avenida Pastor Martin Luther King Jr, e mandou que eles saíssem do local. Diante da negativa de um dos garotos, Márcio Roberto deu disparos à curta distância na cabeça dos quatro. Na casa de MM, foram apreendidas duas pistolas e um taco de beisebol. Mulher Filé com o ex-marido

3 comentários:

  1. Tem que absolver o rapaz, pois o Nem já foi absolvido!

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente a sociedade não aguenta mais a impunidade desses vagabundos, principalmente na Vila da penha é assalto toda hora, não sei se o cara matou ou não, não me cabe julgar, agora que ele impunha respeito na VP isso é fato nunca soube que ele mexia com trabalhador pelo contrário, torço pra que ele seja absolvido!

    ResponderExcluir
  3. Só covardia com o PM... Vagabundo tem q se fuder..

    ResponderExcluir