segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Policiais militares poderão portar arma fornecida pelo Governo do Estado fora do horário de trabalho.


É o que prevê o projeto de lei 3269/2014 apresentado pelo deputado estadual Geraldo Pudim (PR-RJ). A proposta inclui o inciso VIII, no artigo 48 do Estatuto da Polícia Militar do Rio de Janeiro e, caso aprovada, obrigará o governo estadual a fornecer o armamento que ficará sob responsabilidade dos policiais militares durante o horário de folga, tal como já ocorre com os policiais civis. Atualmente as armas ficam acauteladas no batalhão quando o policial deixa o serviço. "O policial militar já é extremamente sacrificado pelas péssimas condições de trabalho. Quando sai do serviço ele não deixa de ser policial e é obrigado por lei a agir se estiver diante de algum crime, mesmo de folga. Nada mais justo que ele possa ter uma arma fornecida pelo Estado proteção sua, de sua família e da sociedade. Não é preciso explicar como são óbvios os riscos inerentes a esta profissão. O policial civil já tem esse direito. Por que não estender o mesmo benefício aos policiais militares?”, argumenta o parlamentar. 
 “Não se mostra razoável que o Estado imponha aos policiais militares a obrigação legal de agir contra criminosos, mesmo quando fora do horário de serviço, mas não forneça ao menos a arma de fogo para garantir a segurança dessa atuação, obrigando-os a comprarem suas armas às suas expensas. Desta forma, considerando que o porte de arma fora de serviço já é um direito inerente à função dos policiais militares, e que este tem a obrigação legal de intervir em nome do Estado a qualquer instante quando diante de qualquer situação de risco, é apresentado o presente projeto de lei a fim de garantir o direito subjetivo de eles receberem da fazenda estadual o armamento necessário”, diz a justificativa do projeto.

14 comentários:

  1. ESSAS ARMAS JÁ ESTÃO COMPRADAS, E DEVIDO AO DESCASO COM OS PMs, ATÉ HOJE NÃO FARAM PAGAS, E TAMBÉM OS COLETES.

    ResponderExcluir
  2. OS OFICIAIS JÁ LEVAM AS .40 PARA SUAS CASAS Á ANOS...OS PRAÇAS NÃO...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixe de falar o que não sabe , pois eu sou oficial e não tenho arma acautelada , enquanto vejo vários soldados com cautela de arma !!!!
      Vá cuidar da sua vida , seu recalcado , vá estudar , aprender a escrever e , quem sabe , sonhar ser um oficial da PM !!!!
      1° ten Cosme .

      Excluir
    2. Belo oficial que é você. Nem uma arma da corporação conseguiu acautelar.

      Excluir
  3. Até que fim alguém esta brigando pelo PM .

    ResponderExcluir
  4. Assim também deveria ser com os agentes penitenciários, cujo as armas também já existem e são acauteladas apenas para uma parte celeta da corporação!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AGENTE PENITENCIÁRIO, ASSIM COMO OS BOMBEIROS, ANDAM ARMADOS, PARA DAR MAIS TRABALHO PARA A POLÍCIA, POIS QUEREM A TODO MOMENTO OSTENTAR E SE APARECER.

      Excluir
  5. acrescentando os. oficiais. levam pistolas fuzis coletes armas nao-letais, veiculos, motos, dinheiro, computadores, etc... para suas casas como se fossem donos...

    ResponderExcluir
  6. desmilitariza isso! quero ver qual o parlamentar eleito que levante essa bandeira, ai eu votarei.

    ResponderExcluir
  7. A maioria dos PMs lotados na UPP kj estão a 1 ano e meio aguardando a CRAF. 3 anos de policia e até agora nada.

    ResponderExcluir
  8. Oficial tem até chofer,babá,mordomos das esposas,filinhos vão de vtr pras escolas!!!
    Essa corporação olha sempre de cima pra .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz concurso para a APM Don João VI em vez de ficar se lamentando pelas redes sociais , seu recalcado !!!

      Excluir
  9. Vou defender meu companheiro. Eu sou Soldado e não almejo ser oficial tenho outras fontes lícitas de renda que me faz ganhar melhor que muitos oficiais superiores. E quando vou trabalhar desempenho minha função com afinco, sempre respeitando a hierarquia e a disciplina e também a camaradagem. Enfim senhor tenente que acha que é muita coisa ser oficial. Entenda que o nivel intelectual das praças na PMERJ hoje é outro, muitos de nós já temos ensino superior completo, ou seja pra um oficial que vê oficialato como a vida dele pois isso lhe dar a sensação de poder, status e etc. Quero que entenda uma coisa Sr Tenente. Hoje o Sr pode estar conversando com um Soldado e o mesmo soldado amanha poderá ser um delegado e estar lhe enquadrando por algum erro seu. Então o senhor acha mesmo que vale a pena se vangloriar por passar no CFO. Um vestibular. Por favor né. Venha aqui tirar onda se passar pra promotor, juiz etc. Grande abraço Sr Tenente e lembre-se que o Sd de Hoje pode lhe enquadrar amanhã.

    ResponderExcluir
  10. sou policial militar e já é o 8° requerimento pra aquisição de arma de fogo. trabalho em uma upp a 3 anos e depois de um trabalho "botando a cara" tenho que ir pra casa na mão.....

    isso pode Pimentel?????

    ResponderExcluir