quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Termo de Ajustamento de Conduta está para ser assinado pelo governo estadual.

O DIA 

Ministério Público propõe medidas para dar mais segurança a PMs


Falta de equipamentos e trabalho em excesso fazem parte de um diagnóstico do dia a dia de policiais militares em áreas de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) e batalhões da PM feito pelo Ministério Público. A meta é assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com 63 cláusulas com o governo do estado. 
Uma das propostas é o investimento em R$ 172 milhões na compra de coletes à prova de bala para 47 mil PMs. Além de compra de uniformes e respeito a folgas. Foi constatado que militares chegam a trabalhar 296 horas por mês. Para fazer o raio-x da situação dos policiais nas ruas, a promotora Gláucia Santana, da 6ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Cidadania da Capital, analisou 942 reclamações. E mais. Foi a campo. Entrevistou PMs em UPPs, principalmente, as quatro do Complexo do Alemão e promoveu mais de 50 reuniões com integrantes da corporação. A promotora contou ainda com a ajuda de pesquisadores, como o antropólogo Luiz Eduardo Soares. “Houve várias reuniões com a cúpula do governo. A meta é melhorar as condições dos policiais. O PM é um pai de família, servidor público. Tem que ter boas condições de trabalho para ser cobrado”, analisou a promotora Gláucia Santana. 
Só em novembro, a Ouvidoria do Ministério Público recebeu mais de 300 reclamações. Segundo a promotora, o estado só paga uniforme para soldados e cabos, os policiais de outras patentes são obrigados a pagar do próprio bolso. Outra proposta é a de que os PMs passem a receber no mínimo R$ 32 para três refeições, hoje o valor chega a apenas R$ 16. E que haja aumento no auxílio-transporte, que hoje é de apenas R$ 100. Segundo a promotora, é preciso ainda que seja respeitado o mínimo de 12 horas de descanso para novo plantão. O Ministério Público propõe ainda mais investimento na área de ensino. Muitos policiais que atuam em UPPs reclamaram que não receberam treinamento para atuar em confronto 

Grupo de promotores pode fazer controle externo da atuação policial 
O Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) prevê ainda a criação de um grupo de promotores para fazer o controle externo da atuação policial. A meta é mapear, por exemplo, os autos de resistência. “O policial que matar tem que saber que vai perder o cargo. Esse grupo atuaria tanto nas polícias Civil e Militar”, explicou a promotora Gláucia Santana. Os detalhes do TAC deverão ser conversados novamente com o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame. A data depende apenas da agenda do secretário. “Já tivemos várias reuniões com Beltrame, inclusive, com o governador Luiz Fernando Pezão, em 28 de abril. Acho que o clima está bastante favorável para a assinatura do TAC”, avaliou Gláucia. Segundo o Termo, em 2016, quando a tropa terá 60 mil homens, o investimento na compra de coletes à prova de bala tem que ser de R$ 216 milhões. Nos próximos dois anos, a PM prevê apenas gastar R$ 85 milhões em equipamentos e uniformes.

20 comentários:

  1. Salário não se fala,só responsabilidade com os problemas dos outros. Prepara o rabo porque vem ferro no rabo velho de Guerra!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FIM DO RANCHO

      PM tem que receber no mínimo R$ 32,00 por cada refeição grande (almoço ou jantar), ou seja, em torno de R$ 32,00 por um serviço de 12 horas ou R$ 64,00 por cada 24 horas de serviço, o que daria em torno de R$ 1.280,00 por mês de auxílio refeição.

      Excluir
  2. DEUS ILUMINE ESSES PROMOTORES, E DE À ELES FORÇA E CORAGEM, PARA ENFRENTAR OS INIMIGOS INTERNOS. ESPERO QUE LIBEREM TAMBÉM A PT40, QUE JÁ ESTÁ COMPRADA E ATÉ HOJE ACUMULANDO POEIRA NAS UNIDADES.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo,esse tal de bolsonaro nao fala mais nada da pt40,na qual o mesmo afirma eh lei de sua autoria. O mesmo nem fala mais do ras compulsório. Nao intetessa mais,pois as eleições já se foi. Já mandei alguns email para o próprio e ele nem responde.

      Excluir
  3. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk PIADA!!!! SÓ TEREMOS MAIS PESSOAS PARA FUDER A CLASSE, AUTO DE RESISTENCIA VAI DAR RUAAAAA!!! KKKKKKKKKKKKKKKKK...DESARMEM AS POLICIAS LOGO, PORRA

    ResponderExcluir
  4. TUDO ISSO ME LEMBRA UMA HISTÓRIA: UM HOMEM A BEIRA DA MORTE, COMEÇOU A COMPRAR TUDO QUE VIA, COM PRAZO DE 30 (TRINTA) DIAS PARA PAGAR E DAR DE PRESENTE AOS OUTROS, NO ENTANTO ELE TERIA APENAS 15 (QUINZE) DIAS DE VIDA!
    É O CASO DO COMANDANTE GERAL, POR QUE NÃO CUMPRIRÁ O QUE PROMETEU? PORQUE SAIRÁ ANTES, O MESMO QUE O CARA QUE TEM APENAS QUINZE DIAS ALEGRA A TODO MUNDO, MAS DÁ UM GRANDE PREJUÍZO A ALGUÉM! OS QUE VENDEM FICAM FELIZES COM AS GRANDES VENDAS E OS QUE GANHAM FICAM FELIZES COM O PRESENTE! OS QUE VENDEM SÃO OS POLICIAIS E OS QUE GANHAM DE PRESENTE É A POPULAÇÃO, QUE RECEBE DOS POLICIAIS UM SERVIÇO DE EXCELÊNCIA, EM TROCA DE UM PAGAMENTO DE ALGUÉM QUE NÃO ESTARÁ LÁ PARA PAGAR!!!! RSRSR
    ESSAS HISTÓRIAS SÃO VELHAS, ESTE COMANDANTE, COM CERTEZA LÊ MUITO, POR ISSO, QUEM CONHECE PORTUGUÊS INSTRUMENTAL, SABE O QUE SIGNIFICA UMA FALÁCIA.
    A PERGUNTA É A SEGUINTE: "QUANDO AS ARTIMANHAS FOREM MENORES QUE A RAZÃO, NEM NA VERDADE OS POLICIAIS ACREDITARÃO!" E AÍ QUEM SEGURARÁ O ESTOURO DA BOIADA, QUE DEIXARÁ DE SER TROPA PARA SER ALGO MUITO MAIS FORTE!
    DE ALGUÉM QUE ADMIRA O CORONEL IBIS E SABE COMO ELE PENSA, MAS SABE TAMBÉM DA SUA CAPACIDADE DE SER ATOR E DE SE FAZER LÍDER! POIS SE NÃO TEM HISTÓRIA, CRIA SE UMA, A DE BOM COMANDANTE POR DOIS MESES E FOI UM ÓTIMO COMANDANTE, VENDEDOR DE ILUSÃO E CONSTRUTOR DE GELO!

    ResponderExcluir
  5. É TUDO FARINHA DO MESMO SACO.............. isto ocorre desde criação da PMERJ................. não precisa pesquisar ou tentar descobrir.................basta perguntar ao PI da esquina.....................

    ResponderExcluir
  6. Sou SD e não recebi nenhum auxílio uniforme, apenas um da Upp completamente fora do padrão, isso qdo sai fo CFAP, ou seja, tive q comprar tudo do meu bolso.

    ResponderExcluir
  7. Falar nisso cadê? As .40,que so foram pagas pra oficiais e os peixes!

    ResponderExcluir
  8. Mais um mecanismo pra fuder o pm (praça). Mas...quem fiscaliza os fiscalizadores?

    ResponderExcluir
  9. Governo de merda que usa a segurança como política.

    ResponderExcluir
  10. "O policial que matar tem que saber que vai perder o cargo" É melhor ler isso do que ser analfabeto. O policial tem que ser omisso ou arregado então? O policial tem direito a cadeia e a cova, isso é certo. Se você, policial, é honesto, então cuide de você e dos seus e seja omisso. Não vale a pena botar a cara.
    R$ 32 para 3 refeições? Nem na zona. Quero saber quanto é o vale refeição dos Promotores.
    Enquanto ficam de mimimi, policiais estão sendo ceifados. Pimenta no dos outros é refresco!

    ResponderExcluir
  11. nada é sério nessa PMERJ

    ResponderExcluir
  12. Kkkkkkk. Piada, não vamos mesmo trabalhar para perder o emprego

    ResponderExcluir
  13. -termo de ajustamento de conduta ok!!!
    -agora quando teremos o termo de ajustamento de salário ?
    -quando teremos o termo de ajustamento de horas trabalhadas?----polícia civil corpo de bombeiros trabalha 24 por 72 porque só a pena tem que trabalhar 24 por 48???
    tudo uma cambada de filha da puta! vagabundo que só protegem vagabundo seja mp seja os coronéis sejam promotores !
    cambada de sanguessuga que só querem beber o sangue do polícia explorando em horas trabalhadas e pagando salário de fome tomara que a vagabundagem continue matando foda se cambada de filho da p***
    será sempre cobrança não terá nenhum direito

    ResponderExcluir
  14. "Eu sou totalmente a favor deste projeto.Por exemplo:O estado tinha que dar a cada policial que trabalha nas ruas uma flor para subir os morros, nada de fuzil,pistolas nem bastão ou tonfa, aí não vai ter mais nenhum alto de resistência mas , infelizmente esse país não aprovaria uma sugestão boa dessa". Caia na real Brasil,vivemos em uma guerra.Não enfrentar essa guerra com calma e inteligência será se render aos inimigos narcotraficantes .

    ResponderExcluir
  15. O ilustrissimo sr cmt geral vem dizer que morte excessiva de policiais é normal !!! O direitos humanos defendendo o direito do vagabundo este que se puder acaba com sua vida sem pensar mesmo vc nao sendo policial . Se o policial tirar a podre vida de um animal deste tem o grande risco de ser excluido e ter seu futuro e de sua familia em risco . Onde isso vai parar meu DEUS governo maldito oficialato de merda q dizem ser policiais e so defendem interesses políticos !!!

    ResponderExcluir
  16. tenho nojo da pmerj. nao queria falar isso mas e o sentimento que me vem na cabeça. Nojo desses oficiais corruptos. Dessa sociedade podre. A policia se resume nesta frase: Nao pode dar um salario decente porque somos muitos. E nao pode dar uma escala melhor porque somos poucos. Sem comentarios.

    ResponderExcluir