terça-feira, 28 de abril de 2015

Policial militar é baleado na Ilha do Governador


O soldado da Polícia Militar, Clayton Fagner Dias, lotado na UPP Manguinhos, foi baleado na Estrada do Galeão, na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio, na noite desta terça-feira (28).

Segundo testemunhas, o militar estava em sua moto quando foi atingido por diversos disparos feitos por três homens em duas motos. Clayton foi levado para o Hospital da Aeronáutica, que fica na região. O estado de saúde do policial é considerado grave.

Mesmo caído, o agente conseguiu atirar contra os homens. Os criminosos fugiram sem levar a arma e os pertences do policial. O caso foi registrado na 37ª DP (Ilha do Governador).

Comissão de Segurança Pública e Assuntos de Polícia da Alerj vai fazer às UPPs


Ao final da série de visitas que a Comissão de Segurança Pública e Assuntos de Polícia da Alerj vai fazer às UPPs prepararemos um relatório com o diagnóstico de cada uma delas. Número de policiais, de viaturas, de prisões e situação das instalações das bases serão alguns dos itens analisados. Hoje, na UPP Borel, já recebemos demandas que serão encaminhadas à Secretaria de Segurança Pública. Alojamento para os policiais e o restabelecimento da verba de R$ 500 por mês (para compra de material de escritório e de limpeza) foram dois pedidos importantes. O comandante da UPP, capitão Douglas Lima, nos recebeu muito bem e destacou o belo trabalho social realizado pelos PMs da UPP Borel com as crianças das comunidades. Além dos policiais, também é essencial para nós ouvir os moradores. Quem quiser contactar a Comissão de Segurança pode escrever para o cspap@alerj.rj.gov.br ou ligar para o 0800-2823135.

Falso policial é preso durante blitz em São Gonçalo



Um homem de 42 anos acusado de se passar por policial militar, foi preso na tarde desta terça-feira (28) durante uma blitz da Polícia Rodoviária Estadual (BPRv) do posto Tribobó, no trecho da Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106 ) altura do Km 3, sentido Alcântara, em São Gonçalo.
Emerson Eduardo da Silva, de 42 anos, foi preso na ação, que era realizada com objetivo de apreender armas, carros roubados e drogas. Durante revista no veiculo ocupado por Emerson, um Fiat Dublo, os PMs verificaram que placas e chassis do automóvel eram clonados. Os agentes se surpreenderam mais ainda com a postura do preso. Vestindo farda da Policia Militar, Emerson teria se identificado como policial militar, o que não era verdade.
Durante revista do veiculo, foram apreendidos um par de algemas, um colete a prova de balas, munições calibre 380 para pistola, vinte munições de calibres diversos, e quantia em dinheiro não contabilizada.
Os militares informaram também, que o preso estaria se dirigindo para a localidade de Bacaxá, distrito de Saquarema, Região dos Lagos, mas que seria morador de Vilar Teles, no município de São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Emerson, segundo militares, possui sete anotações na polícia. Os delitos não foram divulgados. O caso foi registrado na Central de Flagrantes da 74ª DP (Alcântara).

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Superfaturamento na compra e gestão da frota de veículos da PM


PM morto após confronto no Morro do Estado será enterrado hoje


Será enterrado na tarde desta segunda-feira (27), o corpo do policial militar Wagner Proença. O agente do 12º BPM (Niterói), morreu após atingido em uma das pernas durante um confronto no Morro do Estado, Centro de Niterói, Região Metropolitana do Rio. De acordo com a assessoria de imprensa da corporação, o sepultamento está marcado para as 17h00 no Cemitério Parque da Paz em São Gonçalo, município vizinho.

A troca de tiros aconteceu durante um patrulhamento de rotina em uma das ruas de acesso da comunidade. O PM foi encaminhado com vida ao Hospital Azevedo Lima, em Niterói, e depois transferido para o Hospital Alberto Torres, em São Gonçalo mas não resistiu. Wagner deixou esposa e uma filha de apenas 2 anos.

Durante o confronto, o traficante Alex da Silva Júlio, conhecido como Lequinho Capeta, de 26 anos, também foi baleado e morreu no local. Com ele, a PM apreendeu um fuzil 762. De acordo com a polícia, ele seria um dos chefes do tráfico de drogas na região. Alex  era procurado por crimes como assaltos, assassinatos, tentativas de homicídios e tráfico de drogas.
O caso foi registrado na 77ª DP (Icaraí).

domingo, 26 de abril de 2015

ALGUNS BATALHÕES NÃO TRABALHARÃO MAIS NO RAS


Tentativa de assalto termina com três mortos Rodovia Presidente Dutra

Uma tentativa de assalto terminou com 3 homens mortos no estacionamento da Casa do Alemão, na Rodovia Presidente Dutra, altura de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, na manhã deste domingo (26). Agentes do 21º BPM (São João de Meriti) passaram pelo local e desconfiaram da movimentação. Houve troca de tiros. Com os suspeitos, segundo a polícia, foram encontrados 1 revólver calibre 38 e 1 pistola. O caso foi encaminhado para a 54ª DP (Belford Roxo).


Indonésia ordena preparativos para execução de brasileiro


A Indonésia ordenou, nesta quinta-feira, que sejam realizados os preparativos para a execução de dez presos, incluindo um brasileiro, condenados por tráfico de drogas.

Segundo a "BBC", diplomatas confirmaram que foram chamados para a Ilha de Nusakambangan para as execuções, neste sábado. No entanto, ainda não há data certa para que a ordem seja cumprida.

O brasileiro Rodrigo Gularte, preso em 2004 no país, está entre os condenados. Ele tentou entrar na Indonésia com 6kg de cocaína escondida em pranchas de surfe. Dois anos depois, ele tentou se matar na prisão. Segundo um colega de cela, Rodrigo tinha alucinações e tremia de medo durante a noite. A família alegou que ele tem esquizofrenia, mas o laudo não impediu que Rodrigo continuasse na lista de condenados.

sábado, 25 de abril de 2015

Menor detido incorpora uma legião de demônios dentro da viatura.


VÍDEO MOSTRA MENOR POSSUÍDO PELO DEMÔNIO NA VIATURA, EM CABO FRIO.

Homem grava vídeo armado e ameaça matar policiais no Complexo do Chapadão

Inscrições abertas para graduação a distância – CEDERJ


O Centro de Educação Superior à Distância do Estado do Rio de Janeiro (CEDERJ) oferece de 7.749 vagas para cursos superiores a distância. As vagas estão distribuídas em todas as regiões do estado em 15 (quinze) opções de cursos gratuitos. Os Polos Cederj estão localizados em 32 localidades: Angra dos Reis, Barra do Piraí, Belford Roxo, Bom Jesus do Itabapoana, Campo Grande, Cantagalo, Duque de Caxias, Itaguaí, Itaocara, Itaperuna, Macaé, Magé, Miguel Pereira, Natividade, Niterói, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, Paracambi, Petrópolis, Piraí, Resende, Rio Bonito, Rio das Flores, Rocinha, Santa Maria Madalena, São Fidélis, São Francisco de Itabapoana, São Gonçalo, São Pedro da Aldeia, Saquarema, Três Rios e Volta Redonda.
A inscrição será feita apenas pela internet através do site do Cederj (http://www.vestibular.cederj.edu.br/)até o dia 24 de maio de 2015. O valor da taxa é de R$ 65,00 e no ato da inscrição será necessário escolher o pólo de ensino e o curso.

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Operação no Complexo do Chapadão

Uma troca de tiros entre policiais militares e criminosos deixou uma criança, de sete anos, e um homem, de 32, feridos na comunidade Parque Esperança, em Guadalupe, na Zona Norte do Rio. As vítimas, que foram levadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ricardo de Albuquerque. Horas depois, o menor foi levado para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro. 

Segundo a PM, equipes do 41 BPM foram atacados por homens armados quando chegavam para iniciar uma operação no Complexo do Chapadão, em Costa Barros. Os militares acessaram o local com ajuda de um  “Caveirão”.


 

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Após 9 meses de internação, Justiça extingue pena e solta menor que matou policial


Em 3 de junho de 2013, o policial civil Luiz Cláudio Fonseca Perrota levava a esposa, grávida de três meses, para o trabalho quando seu carro, um Peugeot 207, foi interceptado por um Fox no bairro de Marechal Hermes, no subúrbio carioca. A reação instintiva teve um desfecho trágico e o inspetor de 50 anos morreu com um tiro na boca. Perrota engrossou uma estatística alarmante: a de policiais mortos em tentativas de assalto no Rio de Janeiro - somente neste mês, oito foram executados lutando pela própria vida. Um dos assassinos do inspetor foi preso 24 horas mais tarde. Roberto Alves dos Santos, o Bigu, tinha 29 anos e uma ficha com anotações de homicídio, tráfico, ameaça e porte ilegal de armas. Mesmo assim, nove dias antes do crime ele conseguiu um dos muitos benefícios da lei e foi colocado em liberdade. O menor que o acompanhava, porém, escapou. Até ser apreendido em julho do ano passado. Condenado a cumprir medida socioeducativa, R. J. A., de 17 anos, passou menos de nove meses dentro do Educandário Santo Expedito, em Bangu (RJ). No último dia 13, durante o mutirão judicial para reavaliar menores infratores que superlotam a unidade, o adolescente também ganhou outro benefício da lei, este bem mais significante: sua pena pelo assassinato do policial foi extinta e, assim, R. saiu pela porta da frente. CONTINUE LENDO VEJA

terça-feira, 21 de abril de 2015

MP vai entrar com ação contra juíza que liberou menores infratores no Rio


O Ministério Público do Rio de Janeiro critica a decisão do desembargador Siro Darlan, chefe da coordenadoria das Varas da Infância e da Juventude e da juíza Cristiana Cordeiro, que decidiram reavaliar as medidas socioeducativas de menores infratores, recém liberados dos institutos onde estavam internados. Segundo o Ministério Público, os mutirões de reavaliação das medidas, iniciados no mês passado, estão trazendo de volta às ruas adolescentes e jovens adultos que cometeram crimes graves. O MP informou que vai entrar com uma ação contra a juíza que decidiu libertar os menores ou reduzir a permanência deles nas instituições.
De acordo com o MP, o Tribunal de Justiça deveria obrigar o estado a conseguir mais vagas para os menores. Os procuradores afirmam  que os mutirões têm o objetivo apenas de esvaziar os institutos educacionais. Segundo os procuradores, em menos de um mês, dezenas de jovens que cometeram crimes graves tiveram as medidas socioeducativas extintas ou reduzidas a liberdade assistida.
" Liberar adolescentes que  não estão socializados isso traz um risco enorme para a sociedade e para o adolescente. Essa liberação tem que ser feita com cuidado levando em consideração o estágio de ressocialização do adolescente, não pode ser de forma impensada ou indiscriminada", disse procuradora de Justiça, Flávia Ferré.
Procuradores da infância e juventude estão estudando casos de menores infratores que foram liberados recentemente. Eles relataram o exemplo de um adolescente que estuprou a bisavó, em 2012, foi internado, e em janeiro deste ano foi acusado de abusar sexualmente de um colega. Ele ganhou liberdade assistida em abril, porque a equipe técnica da instituição avaliou que nas duas situações o adolescentes teve um surto por causa do abuso de drogas.
A magistrada Cristiana Cordeiro disse que é crime deixar adolescentes internados indevidamente e em situação desumana. A juíza afirmou  também que as decisões estão pautadas por relatórios de profissionais que ficam dentro das unidades socioeducativas analisando a situação de cada adolescente.
Com amparo da lei
O desembargador Siro Darlan, também afirma que as decisões de liberar menores infratores tem o amparo da lei. Ele disse que se o Ministério Público não concorda com as decisões, deve recorrer pelos canais legais. "A juíza está fazendo tudo de acordo com a lei. O MP pode se resignar através dos processos legais. Existem recursos para as decisões da juíza e compete ao Ministério Público ou a defesa se estiverem insatisfeitos usarem dos metodos legais", afirmou. Siro Darlan disse ainda que apóia as decisões da juíza Cristiana Cordeiro e que os mutirões vão continuar.

Homem é preso após atirar contra policiais em Niterói


Marcos Vinícius Martins, de 21 anos, foi preso, na noite desta segunda-feira (20), após  ter atirado contra policiais militares que faziam patrulhamento pela Zona Norte de Niterói. Segundo a PM, o suspeito teria efetuado vários disparos quando a guarnição passava pela Avenida Presidente Craveiro Lopes, no Barreto. 
Ainda de acordo com a PM, Marcos Vinícius estaria armado com um revólver calibre 38 e fugiu quando os policiais iniciaram uma perseguição. Ele foi detido na altura do bairro Engenhoca.
Ao ser preso, o suspeito teria informado que mora no Morro do Castro e que estava armado com a intenção de cometer um assalto para pagar uma suposta dívida de R$ 5 mil que teria contraído junto ao tráfico local. 
Ele foi encaminhado para a 78ª DP (Fonseca), onde foi autuado pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e tentativa de homicídio.

Interno do Degase foge de hospital público na Mangueira

Um adolescente conseguiu fugir do Hospital Municipal Barata Ribeiro, na Mangueira, Zona Norte do Rio, na madrugada desta terça-feira. Interno da Escola João Luis Alves, do Degase, na Ilha do Governador, o jovem estava internado há mais de 15 dias na unidade.

O sindicato dos servidores do Degase (SIND-Degase) alega que nenhuma providência foi tomada pelos órgãos competentes, mesmo após diversos apelos dos agentes que escoltavam o interno 24 horas por dia no período em que esteve internado. O órgão também disse que o pedido feito pelo sindicato, que solicitou que o adolescente fosse transferido para outro hospital, em função da falta de segurança no local, que é entrada do Morro da Mangueira, não foi atendido.

Ainda de acordo com o sindicato, os agentes, que trabalham desarmados, chegaram a escutar ameaças de morte de pessoas da comunidade que visitam os pacientes, sem nada poderem fazer.

A Secretaria Municipal de Saúde, o adolescente foi operado na última quarta-feira e estava internado em uma das enfermarias sob vigilância de um agente do Degase. Não foi informado quando o jovem teria alta do hospital.

De acordo com a secretaria, enquanto o jovem esteve internado no local, a rotina da unidade não foi alterada e nenhum paciente foi incomodado. Por meio de nota, a direção do hospital disse que está à disposição das autoridades policiais para ajudar a esclarecer o caso no que for possível.

Segundo a 17ª DP (São Cristóvão), onde o caso foi registrado, testemunhas estão sendo ouvidas e imagens de câmeras de segurança foram solicitadas. A Polícia Civil disse que as investigações estão em andamento para apurar as circunstâncias do fato.

O Degase ainda não se pronunciou sobre o caso.

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Deputado pede habeas corpus para PMs acusados de matar o "pedreiro" Amarildo

PODERONLINE

O deputado federal Cabo Daciolo (PSOL-RJ) entrou com um pedido de habeas corpus para liberar da prisão 12 policiais militares acusados de torturarem e assassinarem o pedreiro Amarildo dias de Souza, na Rocinha, em julho de 2013.

O processo foi recebido nesta quinta-feira pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e será relatado pelo desembargador Marcus Quaresma Ferraz, da oitava câmara criminal.

Entre os policiais presos desde o ano passado está o major Edson Santos, ex-comandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha. De acordo com Daciolo, “há evidências e documentos que apontam para a inocência deles”. “Faz um ano e seis meses que esses PMs estão na prisão preventiva. O que explica essa demora?”, questiona o deputado.

sexta-feira, 17 de abril de 2015

PM morre baleado durante tentativa de assalto em Vargem Grande


O policial militar Raphael Barros lotado no 31º BPM, morreu depois de ser baleado na Estrada dos Bandeirantes durante uma tentativa de assalto. Os bandidos reconheceram o policial e dispararam contra a cabeça e a perna da vítima. Um dos criminosos já foi reconhecido pelas testemunhas.

Vídeo mostra momento em que dançarina de funk é assassinada pelo marido

MANCHETE ON LINE
Imagens de câmeras de segurança, flagraram o momento exato em que a dançarina de funk Amanda Bueno é morta pelo marido Milton Severiano Vieira, de 32 anos, conhecido como Miltinho das Vans. O crime aconteceu na tarde desta quinta-feira (17), em Nova Iguaçu na Baixada Fluminense. Nas imagens, divulgadas nas redes sociais, é possível ver Milton jogando a vítima no chão, ele espanca a moça a socos e em seguida, e bate a cabeça da dançarina várias vezes contra o chão. Ela parece estar desacordada quando ele se levanta pega uma arma de calibre 12mm e faz 5 disparos contra Amanda. As câmeras também mostram o momento da fuga. Vieira aborda dois homens e rouba um carro. Para assusta-los ele chega a disparar contra o chão. O acusado foi preso por policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, momentos depois do crime. Ele capotou com o veículo na Rodovia Presidente Dutra durante a fuga e foi socorrido para o Hospital da Posse. Com ele, a polícia encontrou três pistolas, um revólver, munição além da espingarda utilizada no crime Milton foi autuado pelo crime de feminicídio, roubo majorado com emprego da arma de fogo, e porte ilegal de armas. De acordo com testemunhas, momentos antes da morte, o casal havia discutido.


quinta-feira, 16 de abril de 2015

Mãe do menino Eduardo morto no Alemão, diz que vai processar coordenador do AfroReggae

A mãe do menino Eduardo, Terezinha Maria de Jesus, afirmou na porta da Delegacia de Homicídios (DH) - onde prestou depoimento ao lado do marido na noite desta quarta-feira - que vai processar José Júnior, coordenador do AfroReggae. No mesmo dia da morte do menino, no último dia 2, Júnior postou no Facebook que "segundo informações, o menino era bandido". Após a repercussão negativa, ele, primeiramente, excluiu a frase do texto para depois apagar toda a postagem.

"Quero mandar um recado para o José Junior, que disse que meu filho é bandido. Bandido é ele. Meu filho estudava e participava de projetos da escola. Nunca se envolveu com o tráfico. Ele era muito bom. Bandido não estuda e não tira nota dez. Ele disse também que meu marido mexia com coisa errada, só que meu marido trabalhava com carteira assinada. Vou processá-lo por isso", disse Terezinha.

FOTO DO CRIMINOSO QUE ASSASSINOU SARGENTO EM IRAJÁ


Uma câmera de segurança flagrou a cena do crime e o rosto do assassino, do policial militar Sargento Marco André Fagundes, do 41º BPM, . A vítima levou seis tiros e morreu na hora. O assassino  fugiu levando a pistola do sargento e um cordão. 
Quem tiver alguma informação a respeito da identificação, localização e paradeiro do criminoso, denuncie, enviando uma mensagem de texto, ou fotos do criminoso para o aplicativo de mensagens do WhatsApp do Portal dos Procurados (21) 96802-1650, ou entre em contato com a Central Disque-Denúncia pelo (21) 2253-1177 ou 0300-253-1177, para quem estiver fora da capital. O Anonimato é garantido.

quarta-feira, 15 de abril de 2015

PMERJ VAI TRANSFERIR 500 POLICIAS MILITARES

A Polícia Militar anunciou, na noite desta quarta-feira, que vai transferir 500 agentes lotados em Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) e, dessa forma, reforçar batalhões da Baixada Fluminense, Niterói, São Gonçalo e interior do Estado. As comunidades pacificadas terão seus quadros recompostos por policiais recém-formados.

Segundo a corporação, esta movimentação visa a melhora na qualidade de vida dos PMs que passarão a trabalhar em locais próximos de suas residências. Por iniciativa do Comando da PMERJ foi feito um levantamento que identificou 1.300 policiais residentes em outros municípios. A troca de unidades obedece a ordem de antiguidade e já começa a ser realizada nesta semana.

"É nosso objetivo o retorno dos policiais oriundos do interior do Estado para unidades policiais o mais próximo possível de suas residências. Esta é uma situação que aflige nosso policiais e suas famílias, mas já estamos tomando medidas necessárias e nossa intenção é solucionar todos os casos", afirmou o comandante-geral da PMERJ, coronel Alberto Pinheiro Neto.

Os batalhões que receberão reforço com as transferências são: o 11° BPM (Nova Friburgo), 30º BPM (Teresópolis), 15° BPM (Duque de Caxias), 20° BPM (Nova Iguaçu), 24º BPM (Queimados), 32° BPM (Macaé), 35º BPM (Itaboraí), 21° BPM (São João do Meriti), 39° BPM (Belford Roxo), 7º BPM (São Gonçalo) e o 12° BPM (Niterói). JORNAL O DIA 

PM é morto em São Gonçalo,

Lotado no 7°BPM, o soldado Mike Rocha da Cruz, 31 anos, morreu após ser baleado durante ataque de criminosos que controlam a venda de drogas no Morro da Cabrita, no bairro Tribobó, em São Gonçalo. Segundo o comando do 7° BPM (São Gonçalo), Mike Cruz fazia um patrulhamento de rotina e a viatura foi alvejada por criminosos.

Vídeo: Bandidos executam PM em Campo Grande


As imagens do depósito de bebidas, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio, de onde o policial Cleber Sebastião da Silva saiu antes de ser baleado e morto, mostram a ação dos criminosos que atacaram o PM na manhã desta quarta-feira. A câmera flagrou o momento em que o trio vai em direção da vítima — à paisana —, que estava com o porta-malas de seu carro aberto, na Estrada do Cambota. 
O policial, lotado no Serviço Reservado (P-2) do 40º BPM (Campo Grande), chegou a ser jogado ao chão e teve sua arma roubada pelos bandidos. No momento da ação, uma pessoa que circulava na via saiu de seu carro e correu em direção à calçada. 

O vídeo ainda mostra o momento em que o subtenente Cleber foi atingido nas costas e, em seguida, os criminosos fugindo em um Polo prata. Ele foi levado para o Hospital Estadual Rocha Faria, no mesmo bairro, em estado gravíssimo, e morreu na unidade.

De acordo com a Delegacia de Homicídios (DH/Capital), as investigações estão em andamento para apurar as circunstâncias da morte do policial. Uma perícia foi realizada no local e imagens de câmeras de segurança foram solicitadas. Testemunhas também estão sendo chamadas para prestar depoimento.

sábado, 11 de abril de 2015

Viatura da PM é atacada a tiros


Uma viatura da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Chatuba, no Complexo da Penha, foi atacada a tiros neste sábado. Policiais realizaram patrulhamento na localidade conhecida como Fortaleza, quando foram atacados pelos criminosos. Os PMs revidaram e os traficantes conseguiram fugir. Ninguém ficou ferido.

Vídeo mostra o momento em que PM é morto em Irajá

Vídeo do Jornal Atual Rio


O sargento Marco André Maia Fagundes do 41º BPM não teve nem tempo de reagir. Ele foi atingido com um tiro na cabeça e outro nas costas, numa tentativa de assalto em Irajá

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Três foragidos da Justiça do Amazonas são presos na Zona Sul do Rio


Três acusados de tráfico de drogas, que atuariam nos estados do Amazonas e do Pará e nas fronteiras com Peru, Colômbia e Bolívia foram presos por policiais da Coordenadoria de Informações e Inteligência Policiais (Cinpol). Ronairon Moreira Negreiros, de 31 anos, é apontado como chefe da quadrilha, que conta ainda com Fábio Diego de Matos Oliveira, o Piu Piu, de 28, e Winchester Uchoa Cardoso, o Chester, de 35. Eles foram localizados na terça-feira, em um apartamento de luxo em Ipanema, na Zona Sul do Rio. O trio é conhecido como Família do Norte (FDN).

De acordo com a Cinpol, o bando teria vindo ao Rio de Janeiro negociar drogas com uma facção criminosa que age em favelas cariocas. No apartamento foi apreendido um quilo de maconha.

Ainda segundo a coordenadoria, os criminosos abastecem 95% do tráfico dentro e fora dos presídios do Amazonas e mantém ligações com traficantes do Rio de Janeiro. As investigações apontam que o dinheiro obtido pela quadrilha é usado para aquisição de armas vindas da Colômbia e Peru, além de carros e imóveis de luxo dentro e fora do Amazonas.

Os três presos respondem a processos criminais na Justiça do Estado do Amazonas pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, homicídio e porte de arma.

UPP COROA FALLET FOGUETEIRO - CONDIÇÕES DE TRABALHO


Sou policial militar, sou da 2upp5bpm upp coroa, Fallet e fogueteiro e moro no interior e venho através desse email falar um pouco dessa covardia que estamos passando aqui.

Estamos na escala de serviço 24/48 mais extra obrigatório não respeitam nem as 12 horas de descanso ,que todo trabalhador tem direito depois de uma jornada de serviço .

Nós os residentes que e assim que chamam os policiais do interior temos que sair de nossas casas 3 até 8 horas antes de pegar no serviço isso porque tem colegas que moram em Porciúncula na divisa com estado Barra Mansa , Resende , Paraíba do sul etc...

E bancar essa escala , sendo que o valor passagem é o mesmo pra todos os policiais 100 reais.

Não temos direito nem de defender nossas vidas pois o craf da arma não sai , nem a autorização pra compra da arma sai , temos que andar desarmados tem colegas que pegou a arma depois de oito meses a 1 ano , policiais estão morrendo sem ter direito nem de defender a sua própria vida ..

Somos obrigados a dormir no alojamento sujo colchões velhos , banheiro em situação horrível.

Eu não sei a quem recorrer , tenho que deixar a minha esposa em casa e meus filhos e vim aqui servi a população nessas condições , e não podemos reclamar senão piora a nossa situação ele coloca na escala 12/36 ou 6/1 ele mesmo já falou isso .

Até quando vamos ser tratados assim.

RECEBIDO POR EMAIL











 

Braço direito do traficante “Playboy” morre em acidente de carro após confronto com PMS


Policiais militares do 9º BPM (Rocha Miranda) detiveram três homens após a perseguição de um automóvel durante patrulhamento pela Rua Caratinga, na comunidade Mundial, em Honório Gurgel, na manhã desta quarta-feira, 08/04. Na perseguição, o veículo colidiu contra a viatura da PM e um homem morreu preso às ferragens.

Segundo os policiais que participaram da ação, o suspeito que morreu no acidente, também conhecido como “Tida” , seria o braço direito do traficante “Playboy”.

Os suspeitos ainda tentaram fugir após o confronto com os policiais, mas foram detidos. Com eles foram apreendidos um fuzil cal. 7,62 e um capacete balístico do Exército Brasileiro. A ocorrência foi encaminhada para a 29ª DP.

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Fotógrafo do 'Extra' é ameaçado por foto que mostra PM com touca ninja

FONTE: G1
O fotógrafo Fabiano Rocha, que trabalha no jornal "Extra", foi ameaçado nesta terça-feira (7) nas redes sociais. Ele é o autor da foto que mostra um policial militar do Batalhão de Choque usando touca ninja em uma ação no Conjunto de Favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio. A imagem foi publicada na capa da edição desta terça.


Uma portaria da Secretaria de Segurança, de 1995, proíbe o uso de máscaras em ações policiais no Rio. O jornalista foi o mesmo que mostrou, dias antes, a precária situação a qual estavam submetidos policiais de uma das bases da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Alemão.
A Secretaria de Segurança já identificou perfis nos quais foram postadas as mensagens. O secretário José Mariano Beltrame determinou que a Delegacia de Repressão a Crimes de Informática analise as postagens e puna os autores das mensagens que contém ameaças.
Na página de um grupo, chamado PMERJ, havia diversas ofensas. Em uma delas, chegou-se a divulgar falsas informações sobre o fotógrafo e a família dele. A corregedoria da PM abriu uma investigação para identificar os autores das ameaças. O departamento jurídico do Grupo Globo já está tomando as medidas cabíveis.

UMA PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR: PORQUE NÃO DIVULGARAM NENHUM PRINT DAS AMEAÇAS, FOTOS OU TEXTOS?

SEMPRE DEFENDEREI O BOMBEIRO E O POLICIAL MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO


segunda-feira, 6 de abril de 2015

Menor atropela PM ao tentar fugir de blitz

Um menor  de 17 anos foi apreendido, na madrugada desta segunda-feira (6), após fugir de uma blitz realizada por policiais do 7°BPM (São Gonçalo) no bairro Lagoinha, em São Gonçalo. O veículo conduzido pelo menor também foi apreendido, mas ainda não há informações sobre a situação do carro.

Segundo a PM, o jovem foi apreendido pelos agentes na Rua Marechal Póvoas e durante a fuga atropelou um policial militar que estava de serviço, sendo detido em seguida. Ainda de acordo com a PM, o militar sofreu apenas ferimentos leves.

O adolescente foi encaminhado para a 74° DP (Alcântara) onde o caso foi registrado.

MP investiga denúncias de PMs sobre condições de trabalho nas UPPs


PM é morto após ser baleado em Mesquita

A Polícia Militar do Rio de Janeiro informou que o primeiro sargento Cléber Costa Marcosin, lotado no Centro de Manutenção de Materiais, foi morto na manhã deste domingo (5). O policial foi baleado na rua Procópio Ferreira, na altura do número 218, em Mesquita, Baixada Fluminense. Marcosin chegou a ser levado por moradores da região para o Hospital Geral de Nova Iguaçu, mas não resistiu aos ferimentos.

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Reestruturação de acesso aos quadros da Polícia Militar

A proposta de reestruturação de acesso aos quadros da Polícia Militar prevê que, em cerca de 15 anos, todos os integrantes da corporação tenham curso superior. O Comando da PM quer que o projeto, que será enviado nos próximos meses para a Assembléia Legislativa, seja implantado em 2016. Como ocorre hoje, será exigido apenas o Ensino Médio dos futuros praças (soldados, cabos, sargentos e subtenentes). Eles, porém, serão estimulados afazer o curso de Tecnológico de Segurança Pública, de nível superior. 
 A alteração facilitará a ascensão de praças ao quadro de oficiais. Haverá mudança também no acesso ao oficialato da PM. Os futuros candidatos terão que apresentar diploma de qualquer curso superior para poder disputar vaga na escola de Formação de Oficiais.

Bope monta barricadas no Complexo do Alemão


Toneis com concreto foram colocados para proteger bases das UPPs espalhadas por todo o complexo de favelas O DIA Rio - Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) colocaram, na tarde desta sexta-feira, barricadas em diversos pontos do Complexo do Alemão, na Zona Norte da cidade, após a série de mortes na comunidade nas últimas 48 horas.
O objetivo da colocação dos toneis, de aproximadamente 200 kg e cheios de concreto e areia, é proteger os contêineres que servem como base para as Unidades de Polícia Pacificadora que atuam na região.

Moradores protestam após morte de criança no Complexo do Alemão

Moradores do Complexo do Alemão, na zona norte do Rio, fizeram um protesto na noite desta quinta-feira (2) após a morte de uma criança de 10 anos, em mais um confronto entre policiais e criminosos. O grupo caminhou pelas ruas do conjunto de favelas, acendendo velas e rezando. Eduardo de Jesus foi atingido por um tiro de fuzil no fim da tarde. Foi a quarta vítima de tiroteio na região em pouco mais de 24 horas
Segundo a Coordenadoria das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP), policiais do Batalhão de Choque faziam um patrulhamento quando foram recebidos a tiros na localidade conhecida com Areal. Os moradores acusam os policiais de terem disparado contra a criança, que brincava em uma escadaria. As armas dos policiais serão apreendidas pela Polícia Civil, que abriu inquérito na Divisão de Homicídios. O caso também será investigado por um Inquérito Policial Militar (IPM).

Na manhã de quinta, uma base avançada da UPP do Alemão, que funciona em um contêiner, foi depredada. As janelas e portas foram quebradas e colchões e uma caçamba de lixo foram incendiados ao lado da unidade, na Rua Canitar, segundo o Comando das UPPs.


quarta-feira, 1 de abril de 2015

"Ou pacificação dá certo ou vamos todos para o buraco"

Ex-chefe das Unidades de Polícia Pacificadora, o Relações Públicas da PM, Coronel Frederico Caldas, foi incisivo esta manhã sobre a política de pacificação do Estado: “Não se pode torcer contra. Tem que dar certo ou vamos todos, sociedade e polícia, para o buraco”, disse, durante entrevista coletiva na praia de Ramos no dia em que a PM começa a substituir o exército no Complexo da Maré. “Uma coisa é certa: não vamos recuar”, afirmou Caldas.
 

O coronel afirmou ainda que as próximas UPPs que serão instaladas na Maré vão ter instalações definitivas e não mais os contêineres provisórios usados até hoje. “Percebemos uma vulnerabilidade dos policiais e vamos implantar unidades definitivas”, disse. Quando fala de unidades definitivas, Frederico Caldas fala de instalações blindadas e com mais conforto para os policiais. Ano passado algumas unidades no Complexo do Alemão foram atacadas por bandidos com coquetel molotov e tiros de fuzil e chegaram a ser totalmente destruídas.
Outro ponto destacado por Caldas foi o treinamento do policial. Uma vez mais, a PM fez “mea culpa” da atuação dos seus homens. “Os policiais foram treinados para uma situação e essa situação mudou. Precisamos mudar o treinamento”, disse, em referência ao contra-ataque do tráfico e da milícia à ocupação de comunidades por parte da polícia. O próprio Caldas, quando chefiava a UPP, foi vítima de um tiro de raspão durante um ataque na Rocinha. Policiais que já trabalham em UPPs estão passando por novos treinamentos para atuar em comunidades pacificadas.
A partir desta quarta-feira os policiais vão ocupar parte do bairro de Ramos e da comunidade Roquete Pinto (ambos dominados pela milícia). “São 177 policiais que estão sendo treinados para as futuras UPPs nessas comunidades”, explicou Frederico Caldas. Dentro de 30 dias a PM entra no Parque União, Rubens Vaz, Nova Holanda e Parque Maré, até chegar ao dia 1º de Junho quando o exército deixa definitivamente a Maré.

Polícia Militar devolve 300 carros usados no policiamento da Baixada Fluminense

Batalhões da Polícia Militar na Baixada Fluminense tiveram que devolver cerca de 300 carros usados no policiamento nos últimos meses. Os batalhões mais prejudicados foram os de Mesquita, que perdeu 50 veículos. Após a redução, o policiamento na região está sendo realizado com 58 carros. Em Duque de Caxias, foram entregues 36 viaturas ficando 70 para o atendimento da população. De acordo com o relações públicas da PM, coronel Frederico Caldas, no contrato assinado entre o governo e a empresa já havia previsão para devolução dos veículos.
As regiões atendidas pelas unidades que devolveram os carros são recordistas em número de assassinatos. De acordo com o Instituto de Segurança Pública (ISP), o mês de fevereiro em Mesquita registrou 43 assassinatos, o maior número do estado. Em Duque de Caxias, foram 28 mortes.
O comando da PM informou que pretende compensar de alguma forma os batalhões mais atingidos pela devolução dos carros. Um estudo está sendo realizado com o objetivo de redistribuir a frota, usando veículos que eram consideradas reservas. " É claro que a necessidade sempre tem , porque há um desgaste natural da frota, mesmo com a renovação, mesmo com o trabalho de renovação desta frota, a gente paga pela manutenção dela, é claro que a gente sempre precisa de mais viaturas. Agora, as viaturas reservas e este remanejamento que está sendo feito, certamente vai melhorar a esta deficiência que houve nas unidades", disse Caldas.

PM fica ferido em tentativa de assalto na Praça Seca

Um policial militar do 9º BPM (Rocha Miranda) foi baleado, na noite desta segunda-feira, na Praça Seca, bairro da Zona Oeste do Rio. Segundo informações do batalhão, o cabo Alex de Oliveira da Silva saía de casa, na Rua Doutor Bernardino, quando reagiu a uma tentativa de assalto. O PM estava no carro de um amigo e acabou atingido na virilha. Ele foi socorrido por colegas de farda que ocupam o Morro São José Operário, perto do local, e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Campinho. Não informações sobre o estado de saúde do cabo.
Por meio do Facebook, moradores se queixaram que a tentativa de assalto sofrida pelo policial não foi o único episódio de violência registrado na Praça Seca na noite desta segunda. Eles denunciam que uma mulher foi baleada na região e também que bandidos armados fizeram falsa blitz nas ruas Doutor Bernardino e Capitão Menezes, na altura da Pedro Teles. Segundo o relato postado no perfil “Praça Seca News”, os criminosos param táxis e carros, “revistando tudo minuciosamente”.
No perfil há também críticas ao atendimento feito pela polícia na região: “não podemos contar com o 9° BPM. Temos que ligar sempre para o 190 (que não pede mais identificação da pessoa) e Disque Denúncia sempre que vermos algo de errado”.


A assessoria de imprensa da Polícia Militar foi procurada para comentar as denúncias feitas pelo “Praça Seca News”, mas o órgão ainda não se pronunciou.

DELEGADO E PERITO CRIMINAL SÃO PRESOS ACUSADOS DE EXTORSÃO


O delegado Fernando Cesar Magalhães Reis e o perito criminal José Afonso Garcia Alvernaz foram presos na manhã desta quarta-feira (1°) por suspeita de integrarem uma organização criminosa que extorquia empresários desde, pelo menos, 2012. Além deles, a Justiça também expediu mandado de prisão preventiva contra o policial civil José Luiz Fernandes Alves, que está sendo procurado.
A operação foi desencadeada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Rio de Janeiro e pela Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança para cumprir mandados de prisão preventiva expedidos contra os três suspeitos. Segundo as investigações, algumas extorsões chegavam a R$ 300 mil. Os vão responder pelos crimes de organização criminosa, extorsão, extorsão mediante sequestro e concussão.

Outras sete pessoas, sendo cinco policiais civis, também foram denunciadas pelos mesmos crimes, mas já se encontram presas. Também estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências dos acusados. A ação é um desdobramento das investigações conduzidas durante a Operação Hiena.

De acordo com a denúncia, a quadrilha era chefiada por Fernando Reis e por José Luiz, considerado o homem de confiança do delegado. Reis era o chefe maior de todo o esquema, comandando-o, inicialmente, do Departamento Geral de Polícia Especializada da Polícia Civil e, posteriormente, como delegado titular da Delegacia de Proteção do Meio Ambiente (DPMA), e José Luiz era o chefe das equipes de investigação da mesma DPMA. Os dois mantinham uma relação de subordinação, proximidade e confiança na Polícia Civil há 19 anos, o que ajudou na estruturação do bando e na coordenação dos agentes a eles obedientes.

Segundo o Ministério Público, José Luiz era o responsável pela administração operacional da arrecadação de propina realizada diretamente por seus comparsas, integrantes das equipes de investigação da DPMA, intituladas Fênix. Já José Afonso forjava laudos periciais, que apontavam crimes ambientais inexistentes. As vítimas eram ameaçadas de prisão em flagrante ou de instauração de investigação.


PM reformado de 78 anos é morto em Campo Grande


Um policial Militar reformado, de 78 anos, foi morto na madrugada desta quarta-feira (1), depois de reagir a uma tentativa de assalto em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio.

De acordo com informações do Comandante do 40º BPM, Tenente Coronel Marcos Lima, Walter da Silva Carneiro, saia de casa com o sobrinho na estrada de Santa Maria, quando quatro homens armados abordaram o carro em que eles estavam.

Ele trocou tiros com os bandidos e acabou baleado. O policial foi socorrido pelo sobrinho para o Hospital Estadual Rocha Faria, mas não resistiu e morreu na unidade de saúde. Os criminosos fugiram. O caso foi encaminhado para a delegacia de homicídios

Policial Militar morreu ao reagir a uma tentativa de assalto


Lotado no 15º BPM (Duque de Caxias), o sargento Robson Lira morreu após ser baleado ao reagir a assalto, em Mesquita, na Baixada Fluminense. O PM havia trabalhado em apoio à Prefeitura de Duque de Caxias, de 9h às 22h, e chegava em casa após o serviço quando foi surpreendido pelos criminosos no momento em que entrava com seu veículo na garagem. O sargento chegou a trocar tiros com os bandidos, que fugiram em um Fiat Palio prata, e se jogou na piscina de sua residência na tentativa de escapar. Atingido na barriga, ele ainda foi socorrido e levado para o hospital, mas não resistiu.