quinta-feira, 16 de abril de 2015

Mãe do menino Eduardo morto no Alemão, diz que vai processar coordenador do AfroReggae

A mãe do menino Eduardo, Terezinha Maria de Jesus, afirmou na porta da Delegacia de Homicídios (DH) - onde prestou depoimento ao lado do marido na noite desta quarta-feira - que vai processar José Júnior, coordenador do AfroReggae. No mesmo dia da morte do menino, no último dia 2, Júnior postou no Facebook que "segundo informações, o menino era bandido". Após a repercussão negativa, ele, primeiramente, excluiu a frase do texto para depois apagar toda a postagem.

"Quero mandar um recado para o José Junior, que disse que meu filho é bandido. Bandido é ele. Meu filho estudava e participava de projetos da escola. Nunca se envolveu com o tráfico. Ele era muito bom. Bandido não estuda e não tira nota dez. Ele disse também que meu marido mexia com coisa errada, só que meu marido trabalhava com carteira assinada. Vou processá-lo por isso", disse Terezinha.

2 comentários:

  1. NÃO CUIDAM DE SEUS FILHOS E DEPOIS QUEREM CULPAR TODO O MUNDO, MENOS OS BANDIDOS, QUE SÃO OS VERDADEIROS CULPADOS DESSA VIOLENCIA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro afinal se cair na conta do bandido alem de levar na cara dentro da favela ainda fica sem indenização...

      Excluir