sexta-feira, 3 de abril de 2015

Moradores protestam após morte de criança no Complexo do Alemão

Moradores do Complexo do Alemão, na zona norte do Rio, fizeram um protesto na noite desta quinta-feira (2) após a morte de uma criança de 10 anos, em mais um confronto entre policiais e criminosos. O grupo caminhou pelas ruas do conjunto de favelas, acendendo velas e rezando. Eduardo de Jesus foi atingido por um tiro de fuzil no fim da tarde. Foi a quarta vítima de tiroteio na região em pouco mais de 24 horas
Segundo a Coordenadoria das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP), policiais do Batalhão de Choque faziam um patrulhamento quando foram recebidos a tiros na localidade conhecida com Areal. Os moradores acusam os policiais de terem disparado contra a criança, que brincava em uma escadaria. As armas dos policiais serão apreendidas pela Polícia Civil, que abriu inquérito na Divisão de Homicídios. O caso também será investigado por um Inquérito Policial Militar (IPM).

Na manhã de quinta, uma base avançada da UPP do Alemão, que funciona em um contêiner, foi depredada. As janelas e portas foram quebradas e colchões e uma caçamba de lixo foram incendiados ao lado da unidade, na Rua Canitar, segundo o Comando das UPPs.


7 comentários:

  1. É um absurdo o nível que chegamos. Que Deus o tenha e conforte os familiares.

    ResponderExcluir
  2. E a troca de tiros entre um policial civil e um marginal em um shoping na tijuca que vitimou uma senhora inocente? A PC logo tratou de apresentar um culpado pra tirar o foco de cima do policial. A imprensa em momento algum divulgou alguma manchete tendenciosa culpando o policial civil, como faz com a PM.
    nojeira!!!

    ResponderExcluir
  3. OS PRIMEIROS A SEREM PUNIDOS DEVERIAM SER OS PAIS, POIS NÃO ZELAM PELOS SEUS FILHOS, DEIXAM SOLTOS E A MERCE DA SORTE E DEPOIS QUEREM COBRAR INDENIZAÇÃO DO ESTADO.

    ResponderExcluir
  4. GOSTARIA DE SABER COMO UMA CRIANÇA SEM SEUS PAIS FICA NA RUA NA HORA DO TIROTEIO,CORRA PRA CASA E TRANQUE TUDO ATE PASSAR,EU MORRO LONGE E NAO SAIO ATE TUDO FICAR LIMPO.MEUS PESAMES A FAMILIA.LAMENTO O FATO,TEM GENTE BOA E HONESTA.NAS COMUNIDADES E GOSTAM DE PAZ.

    ResponderExcluir
  5. A CARGA HORÁRIA DO POLICIAL MILITAR

    O Bol da PM nº 046, de 11 de Março de 2002, publicou a Resolução da Secretaria de Estado de Segurança Pública nº 510, de 26 de Fevereiro de 2002, que no Artigo 1º determina aos Comandantes, Chefes e Diretores das OPM que adotem todas as medidas necessárias ao fiel cumprimento do disposto no Parágrafo Segundo do Artigo 1º do Decreto nº 25.538, de 25 de agosto de 1999, que fixa a carga horária mínima semanal de trinta horas e máxima semanal de quarenta e quatro horas.

    Portanto, de acordo com o disposto no Parágrafo Segundo do Artigo 1º do Decreto nº 25.538, de 25 de agosto de 1999, bem como na Resolução SESP n.º 510, de 26 de fevereiro de 2002, a jornada dos policiais militares (todos) deve oscilar entre 30 e 44 horas semanais. O Inciso XIII do Artigo 7º da Constituição Federal de 1988 também fixa a carga horária máxima de quarenta e quatro horas semanais. Concluindo, quem trabalha 24 horas tem que obrigatoriamente folgar 72 horas.

    INSTRUÇÃO NORMATIVA PMERJ/EMG-PM/3 Nº 017 DE 02 DE FEVEREIRO DE 2015 (PUBLICAÇÃO CONTIDA NO ADITAMENTO AO BOLETIM DA POLÍCIA MILITAR N.º 027 - 12 DE FEVEREIRO DE 2015)

    Art. 10 – O efetivo da PMERJ deverá ser empregado de forma que sejam alocados e escalados os policiais militares devidamente capacitados para execução das atividades específicas a serem desempenhadas em conformidade com o planejamento estabelecido, sendo observado o seguinte:

    I. ...
    II. ...
    III. ...
    IV. ...
    V. Deve-se ter em mente que o policial militar será empregado segundo uma escala em que possa render o máximo, tendo, em contrapartida, tempo suficiente para recompor as energias durante a folga.

    Com o advento do RAS, quem trabalha na escala de 24x48 (24 horas de serviço por 48 horas de descanso) realiza 96 horas excedentes e tem direito de receber R$ 1.440,00 (mil, quatrocentos e quarenta reais) pelas horas extras trabalhadas.

    ResponderExcluir
  6. Reocupar sim mas sem avisar dia e horário senão nada adiantará fechar espaço aéreo para que reportagem não interfira,cercar toda a favela ninguém entra ninguém saí fazer revista nos mínimos detalhes se reagirem que chorem as mães deles.força policiais pra cima deles. Morador do alemão.

    ResponderExcluir
  7. AÍ SEUS BABACAS CONTINUEM FAZENDO GRAÇA PRA COMANDO E PRO PEZÃO ,AGORA NO CASO DO MENINO DO ALEMÃO QUERER COLOCAR NA CONTA DA PM MAIS UMA VEZ,E O SAFADO DO WAGNER MONTES AO VIVO NA TV APOIANDO AQUELE DELEGADO SAFADO RIVALDO BARBOSA ,QUE SÓ QUER APARECER EM CASO ENVOLVENDO PM,E TEM GENTE QUE VOTA NESSE BABACA,DO FREIXO NEM PRECISO COMENTAR E DAQUELE EX BBBIXA AGORA DEPUTADO JEAN WYLLYS.

    ResponderExcluir