segunda-feira, 6 de abril de 2015

MP investiga denúncias de PMs sobre condições de trabalho nas UPPs

video

8 comentários:

  1. PARA MINIMIZAR, O MINISTÉRIO PÚBLICO DEVERIA COBRAR DA PM UMA EXCALA JUSTA E O FIM DO RANCHO, ISSO É POSSIVEL DE IMEDIATO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CARGA HORÁRIA



      O Bol da PM nº 046, de 11 de Março de 2002, publicou a Resolução da Secretaria de Estado de Segurança Pública nº 510, de 26 de Fevereiro de 2002, que no Artigo 1º determina aos Comandantes, Chefes e Diretores das OPM que adotem todas as medidas necessárias ao fiel cumprimento do disposto no Parágrafo Segundo do Artigo 1º do Decreto nº 25.538, de 25 de agosto de 1999, que fixa a carga horária mínima semanal de trinta horas e máxima semanal de quarenta e quatro horas.

      Portanto, de acordo com o disposto no Parágrafo Segundo do Artigo 1º do Decreto nº 25.538, de 25 de agosto de 1999, bem como na Resolução SESP n.º 510, de 26 de fevereiro de 2002, a jornada dos policiais militares (todos) deve oscilar entre 30 e 44 horas semanais. O Inciso XIII do Artigo 7º da Constituição Federal de 1988 também fixa a carga horária máxima de quarenta e quatro horas semanais. Concluindo, quem trabalha 24 horas tem que obrigatoriamente folgar 72 horas.



      INSTRUÇÃO NORMATIVA PMERJ/EMG-PM/3 Nº 017 DE 02 DE FEVEREIRO DE 2015 (PUBLICAÇÃO CONTIDA NO ADITAMENTO AO BOLETIM DA POLÍCIA MILITAR N.º 027 - 12 DE FEVEREIRO DE 2015)

      Art. 10 – O efetivo da PMERJ deverá ser empregado de forma que sejam alocados e escalados os policiais militares devidamente capacitados para execução das atividades específicas a serem desempenhadas em conformidade com o planejamento estabelecido, sendo observado o seguinte:

      I. ...
      II. ...
      III. ...
      IV. ...
      V. Deve-se ter em mente que o policial militar será empregado segundo uma escala em que possa render o máximo, tendo, em contrapartida, tempo suficiente para recompor as energias durante a folga.

      Excluir
  2. A POLICIA MILITAR DO RJ NÃO TEM CONDIÇÕES MATERIAIS E PSICOLOGICAS PARA EXERCEREM OS SERVIÇOS NAS UPPS. MOTIVOS: NÃO ESTÃO TENDO APOIO SUFICIENTES DOS GOVERNANTES DO ESTADO DO RJ. QUANDO SE INAUGURA UMA UPP NO RJ APARECE PARA INAUGURAR O EXÉRCITO, O BOP E A POLÍCIA CIVIL, CONCLUSÃO: A VAGABUNDAGEM SOMEM DA ÁREA. E QUANDO TERMINA A INAUGURAÇÃO SÓ FICAM 10 POLICIAIS NAS UPPS A VAGABUNDAGEM SABENDO DISTO VOLTAM PARA O MORRO DE ONDE SAIRAM E POR SINAL BEM ARMADOS, AI COMESSA TROCAS DE TIROS ENTRE POLICIAIS E TRAFICANTES COM POLICIAS BALEADOS E MORTOS E QUEM NÃO TEM NADA HAVER COM ISTO É ATINGIDOS POR BALAS PERDIDAS. CONCLUSÃO AS UPPS DO RJ SÃO VERDADEIRAS MAQUIAGEM POLÍTICAS ONDE OS GOVERNANTES POLÍTICOS QUEREM APARECER.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. https://www.youtube.com/watch?v=SgiGEx2pwFM

      Excluir
  3. Estudem, livrem-se dessa farda e parem de reclamar seus analfabetos fardados, kkkkkkk.

    Enquanto tiver cavalo, São Jorge não anda a pé. kkkkkkk.

    ResponderExcluir
  4. NÃO É SÓ AS UPPs, QUE ESTÃO SUCATEADAS NÃO, OS BPMs TAMBÉM, OS RANCHOS, PARECEM VIVEIROS DE BARATAS, E A COMIDA É PÉSSIMA E OS ALOJAMENTOS UM LIXO, FORA OS DPOs.

    ResponderExcluir
  5. Que dor de cotovelo, Mujahidin !

    ResponderExcluir
  6. NADA MUDARÁ!!!!!!!!9 de abril de 2015 18:42

    ESSA FISCALIZAÇÃO NÃO É A PRIMEIRA VEZ QUE ACONTECE, E COM CERTEZA NÃO DARÁ EM NADA!!!

    ResponderExcluir