domingo, 9 de agosto de 2015

Tio diz que o traficante Playboy foi executado: ‘A família vai entrar com uma ação contra o Estado’


Inconformado com a morte, Cosme Pinheiro,  tio do traficante, acusa a polícia de ter executado o sobrinho.

- Ele se rendeu, tinha opção de ser preso ou morto. Escolheu ser preso, mas foi assassinado. Era criminoso? Era. Mas tinha o direito de continuar vivo e pagar pelo crime. A polícia foi lá para matar. A família vai entrar com uma ação contra o Estado porque ele foi executado - afirma o comerciante, apontando qualidades do bandido: - Ele não era covarde, tinha o coração bom, ajudava a comunidade, dava cesta básica, remédio, fazia Natal na comunidade. Era uma pessoa que tinha um lado ruim, sim, mas tinha um lado bom. As pessoas só veem o lado ruim, criminoso. Mas criminoso tem família, filhos.

Paulo Mota, que se identificou como advogado da família, alertou:

- A execução tem que ser investigada.

- Foi covardia o que fizeram com ele. A família já temia que o fim fosse esse, mas preferíamos que fosse preso do que morto. A família é toda de bem, todos trabalham. Só ele caiu nesse mundo do crime por más companhias na adolescência. Sabíamos que ele fazia coisa errada, mas isso ganhou mais repercussão com a mídia.

15 comentários:

  1. manda a conta da munição para esse tio

    ResponderExcluir
  2. Bom, se foi execução, ele tem que provar. E o Estado tem indenizar mesmo, caso seja verdade. A polícia tem que ser exemplo e correta. Bandido que não tem essas coisas.

    ResponderExcluir
  3. Ele decidiu enfrentar a Polícia, atirando contra os Policiais Militares.


    Segundo o Artigo 23 do Código Penal Brasileiro, não há crime quando o agente pratica o fato em legítima defesa! Diz o Artigo 25 do mesmo diploma legal: Encontra-se em legítima defesa quem, usando moderadamente dos meios necessários, repele injusta agressão, atual ou iminente, a direito seu ou de outrem.


    "Aqueles que planejam o mal acabarão mal, porém os que trabalham para o bem dos outros encontrarão a felicidade"

    Provérbios 12.20


    Os Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro são heróis!

    ResponderExcluir
  4. Todo mundo quer maior qualidade na segurança pública, mas para melhorar a qualidade será imprescindível melhorar a questão salarial, ou seja, valorizar o Policial Militar com uma remuneração digna. Os Policiais Militares do Rio de Janeiro morrem por um vencimento inferior ao Salário Mínimo Necessário!

    O Salário Mínimo Necessário foi calculado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) em R$ 3.377,62 (três mil, trezentos e setenta e sete reais e sessenta e dois centavos) no mês de Maio de 2015, de acordo com o inciso IV do artigo 7º da Constituição Federal de 1988 ("salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender a suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo").

    http://www.dieese.org.br/analisecestabasica/salarioMinimo.html

    O adicional de periculosidade para profissionais de segurança pública foi aprovado!

    A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 193/15, que garante aos integrantes do sistema de segurança pública de todo o País o adicional de periculosidade. Pelo texto, cada estado vai estabelecer o valor do adicional, desde que observado um percentual mínimo de 30% sobre a remuneração total. Acrescido dos 30% de Adicional de Periculosidade (R$ 1.013,28), o valor do Piso Salarial da categoria deveria ser fixado em R$ 4.390,90 (quatro mil, trezentos e noventa reais e noventa centavos). O menor vencimento deve ser igual ou superior ao referido valor.

    "QUEM VIVE PARA PROTEGER, MERECE RESPEITO PARA VIVER." NÃO HÁ JUSTIFICATIVA PARA OS BAIXOS SALÁRIOS DOS SERVIDORES MILITARES NO RIO DE JANEIRO! POLICIAL MILITAR DESMOTIVADO SIGNIFICA SEGURANÇA PÚBLICA AMEAÇADA.

    ResponderExcluir
  5. Famílias de bem não toleram coisas erradas, não compactuam com o crime, não são coniventes!

    A reação do tio do traficante Playboy mostra a INVERSÃO DE VALORES da nossa sociedade. A família dele é que deveria ser processada pelo Estado, por ter possivelmente recebido dinheiro para encobrir o tráfico de drogas! Deveriam ter vergonha de terem criado um bandido. O advogado da família tem que ser investigado, pois o pagamento de seus honorários certamente será efetuado com dinheiro oriundo do crime!

    ResponderExcluir
  6. Covardia foi o que ele fez durante todo esse tempo que esteve vivo,destruiu milhares de jovens com a venda das drogas,fora as pessoas que matou e mandou matar,esse "tio" de vagabundo perdeu a chance de ficar calado!!!

    ResponderExcluir
  7. A INVERSAO DE VALORES DA SOCIEDADE FAZ COM QUE ESSES TRAFICANTES VIREM IDOLOS, POR ALGUNS MORADORES.JA QUE O ESTADO NAO SI FAZ PRESENTE NESTAS COMUNIDADES OS MESMOS ACEITAM AJUDA DOS TRAFICANTES QUE PARA TEREM OS MORADORES PRESENTES LA COMO ALIADOS DAO COMIDA, REMEDIO FESTA DE FIM DE ANO,ISSO NAO QUER DIZER QUE O BANDIDO SEJA BONZINHO.
    AGORA VEM O TIO DESSE MERD DE PLAYBOY FALAR QUE ELE ERA A MELHOR PESSOA, O MESMO PLAYBOY QUE IMPLANTOU O TEEROR POR UM TEMPO NO RIO, O MESMO QUE JUNTO COM SUA QUADRINHA ASSASINOU VARIOS POLICIAIS. AGORA ELE QUER INDENIZAÇAO DO ESTADO ONDE QUEM IRA PAGAR A CONTA SOMOS NOS TRABALHADORES QUE NAO MATAMOS NEM ROUBAMOS...
    SO POSSO FALAR PRA ESSE TIO POE A MAO NA CONSIENCIA E OLHA BEM QUEM FOI SEU SOBRINHO, ELE PROCUROU ESSE CAMINHO....
    PARABENS DE PE PARA ESSES POLICIAIS QUE DERAM BALA NELE MERECEM MEDALHAS VERDADEIROS HEROIS.
    ESSE TAL DE PLAYBOY NUNCA FOI NADA, AGORA TA NO LUGAR CERTO,DO LADO DO SEU AMIGO PEDRO DOM , ONDE TUDO COMECOU.........

    PARABENS

    ResponderExcluir
  8. "50 tons da morte da paz no Brasil Entra ano e vira décadas e mais décadas e o Brasil até hoje não encontrou um modelo de policiamento integrado, inteligente, planejado ou definido. Aqui tudo parece improviso, improvável e circo. Arma-se a barraca aqui, desloca e monta outro picadeiro ali enquanto aqueles que trabalham pela segurança pública ficam reféns do proselitismo político, do blá-blá-blá e da hipocrisia da classe política que nada mais é do que o supra sumo da sociedade brasileira. Códigos penais de 1940, presos com direito a indultos sob o argumento pífio de que "estão no bom comportamento", como se bastasse, para justificar o mal comportamento desses que os levaram às prisões. O Rio agora pode ficar acuado, (como senão estivesse há tempos), pelas ameaças virtuais dos "cumpadis" do tráfico que prometem se vingar da morte do seu "herói", o Playboy. Que aliás de playboy não tinha nada. Trabalhava duro, organizava o crime, contabilizava o tráfico, orquestrava ações em bando como a que levou o roubo de dezenas de motos que estavam apreendidas num pátio público, para depois mandar devolvê-las só para fazer escárnio mesmo. Sabe como é...Tirar uma onda com a cara do Estado dito organizado, mas, que até hoje, continua com a falaciosa propaganda do Rio pacificado (nunca será). Das comunidades que na verdade são favelas sem os direitos sociais que as genuínas comunidades têm, e que por isso mesmo recebem esse nome. Se a ameaça dos asseclas de Playboy se confirmarem, o Rio poderá viver uma semana de terror, como se não estivesse vivendo e convivendo com esse fantasma há décadas. Assim como convive há décadas com as mentiras do Estado, com as promessas dos candidatos, com a mentira dos seus eleitores, igualmente falaciosos e que não cobram dos seus políticos. No Brasil basta uma roda de samba ou uma nova música sertaneja para anestesiar o povo, "vida de gado, povo feliz"...Então temos a bolsa família, "um crime pra comentar"..."Olha aí, a o meu guri olha aí"...Enquanto playboys sobem o morro e descem ao asfalto, para garantir um qualquer. Enquanto a segurança pública continuará sendo um grande mote de campanha eleitoral, no país do carnaval que se comemora o quê mesmo? A festa da carne, a carnificina nossa de cada dia. Então, podem morrer ou matar cinquenta, que nada altera o que aliena, o que nos anestesia..."

    ResponderExcluir
  9. engraçado, é isso que esta acontecendo hoje, o ESTADO não da, escola, remédios, educação, médicos, não retorna ao povo os IMPOSTOS PAGOS PELOS TRABALHADORES, é onde a criminalidade esta se apegando,,,dando cestas básicas, ajudando num dinheiro sujo,,,,e COMPRANDO os otários moradores,,,,estao fazendo igual a candidato em época de eleição,,,comprando VOTOS com botijões de gáz, sestas básicas e até DENTADURAS,,,,ESSE É O LUGAR QUE VIVEMOS, CORRUPÇÃO DOS 2 LADOS,,,E O POVO TAPADO NO MEIO APOIANDO OU 1 OU OUTRO, POVO SEM CULTURA....enquanto o filho nao fuma maconha , estão a FAVOR DAS LEIS; depois que o filho se VICIA, VIRAM CONTRA AS LEIS COMPLETAMENTE.....

    ResponderExcluir
  10. Me desculpe, mas se tem um bandido na família e seus integrantes o defendem, a família não é de bem!

    ResponderExcluir
  11. A valorização dos profissionais de segurança pública é essencial!

    Todo mundo quer maior qualidade na segurança pública, mas para melhorar a qualidade será imprescindível melhorar a questão salarial, ou seja, valorizar o Policial Militar com uma remuneração digna. Os Policiais Militares do Rio de Janeiro morrem por um vencimento inferior ao Salário Mínimo Necessário!

    O Salário Mínimo Necessário foi calculado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) em R$ 3.377,62 (três mil, trezentos e setenta e sete reais e sessenta e dois centavos) no mês de Maio de 2015, de acordo com o inciso IV do artigo 7º da Constituição Federal de 1988 ("salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender a suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo").

    http://www.dieese.org.br/analisecestabasica/salarioMinimo.html

    O adicional de periculosidade para profissionais de segurança pública foi aprovado!

    A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 193/15, que garante aos integrantes do sistema de segurança pública de todo o País o adicional de periculosidade. Pelo texto, cada estado vai estabelecer o valor do adicional, desde que observado um percentual mínimo de 30% sobre a remuneração total. Acrescido dos 30% de Adicional de Periculosidade (R$ 1.013,28), o valor do Piso Salarial da categoria deveria ser fixado em R$ 4.390,90 (quatro mil, trezentos e noventa reais e noventa centavos). O menor vencimento deve ser igual ou superior ao referido valor.

    "QUEM VIVE PARA PROTEGER, MERECE RESPEITO PARA VIVER." NÃO HÁ JUSTIFICATIVA PARA OS BAIXOS SALÁRIOS DOS SERVIDORES MILITARES NO RIO DE JANEIRO! POLICIAL MILITAR DESMOTIVADO SIGNIFICA SEGURANÇA PÚBLICA AMEAÇADA.

    ResponderExcluir
  12. Playboy está muito longe, mas bem longe de ser santo. Bandidos como ele precisam ser retirados da sociedade, ter uma pena justa que o país não dá.Mas também não duvido das palavras do tio dele.

    Esses dias, numa confusão, a polícia disse que prestou socorro a uma suposta vítima de bala perdida, mas foi desmentida pelas filmagens.
    Noutro dia, a polícia disse que um elemento ofereceu resistência, mas foi mentira também. O cara estava rendido, mas o PC foi lá e matou.
    No final do mês passado, um PM também meteu bala num elemento que estava de joelho e rendido. O helicóptero da BAND filmou tudo. O PM foi de herói a vilão.
    Quero dizer que está difícil saber em quem acreditar. Alguns PMs também mente e fez covardia. Maus elementos estão em qualquer lugar. Lamentável. Quem perde a moral são vocês mesmos. Semana passada saiu uma pesquisa dizendo que 62% da sociedade tem medo da polícia. Triste isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Covardia e deixar vagabundo solto, porque sera que antigamente não era essa zona que é hoje? vagabundo tem mais que ir pra vala mesmo...

      Excluir
    2. Caro senhor Argus Valgard,

      Vagabundo como eu disse acima, tem que ter pena justa, realmente não ter que ficar solto. Vagabundo só vai para vala se oferecer perigo a guarnição, atirar contra os senhores.

      Excluir
  13. Manda o tio dele indenizar a famílias que o sobrinho dele matou e roubo.

    ResponderExcluir