quarta-feira, 5 de agosto de 2015

TJ-RJ derruba contribuição a fundo de saúde

Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) derrubou a contribuição obrigatória para fundo de saúde de policiais militares e bombeiros. O TJ determinou que a assistência médico-hospitalar deve ser prestada aos membros dessas corporações e a seus familiares, independentemente da contraprestação de qualquer contribuição.


8 comentários:

  1. O DESCONTO DEVERIA SAIR AUTOMATICAMENTE DOS CONTRACHEQUES DE TODOS OS POLICIAIS MILITARES!

    ResponderExcluir
  2. INFORMEM COMO SERÁ O CANCELAMENTO DO DESCONTO: AUTOMÁTICO OU SE TERÁ QUE ENTRAR NA JUSTIÇA?

    CASO ALGUÉM SAIBA , RESPONDA POR FAVÔR. Grato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez seja necessário fazer um REQUERIMENTO DE CANCELAMENTO DO DESCONTO na Companhia...

      Excluir
  3. TIREI O MEU FAZ TEMPO NA JUSTIÇA,PORQUE SE DEPENDER DA PMERJ ELE CONTINUARÁ ALIMENTANDO A CORJA DE OFICIAL BANDIDO E DE CAIXA 2 DO GOVERNO.

    ResponderExcluir
  4. A injustiça que se faz a um é uma ameaça que se faz a todos”.

    Barão de Montesquieu


    "Quando o Estado abandona seus servidores, deixando-os à mercê do outro lado, é porque, muito provavelmente, o Estado está do outro lado"

    Giovanni Falcone, Juiz italiano especializado em processos contra a máfia siciliana Cosa Nostra.

    ResponderExcluir
  5. Eu entrei na justiça pedindo para retirar o desconto e devolver meu dinheiro. O Juiz mandou para de descontar e devolver o meu dinheiro suado. Sendo que a PM não devolveu e continua descontando. Meu advogado entrou com uma ação alegando descumprimento de ordem judicial. Mas aínda nao sei como vai ficar.

    ResponderExcluir
  6. Todos tem que tirar o desconto do fundo só assim o estado não tem como Rrrr esses valores.

    ResponderExcluir
  7. Entrei na justiça e em um mês cessou o desconto. Não vou ficar engordando o bolso corrupto dos oficiais, se depender de mim eles morrem a míngua.

    ResponderExcluir