sábado, 12 de setembro de 2015

Hospital Central da Polícia Militar fecha o Setor de Psiquiatria por falta de médicos


Devido à falta de profissionais, os atendimentos a pacientes com distúrbios psiquiátricos na unidade foram totalmente suspensos há duas semanas. Dos seis psiquiatras que trabalhavam no ambulatório até o fim de junho, só restou um. De acordo com médicos do HCPM, três deles pediram baixa e deixaram a corporação, enquanto outros dois estão de licença médica — um por problemas psiquiátricos gerados, ainda segundo os colegas, pela sobrecarga de trabalho no setor.
-A quantidade de pacientes aumentou, e eles não estavam conseguindo lidar com a sobrecarga de trabalho. Às vezes, ainda havia psiquiatras no hospital às 2h da manhã para que todos fossem atendidos — afirmou um dos médicos que pediu para não ser identificado.
O atendimento também é prejudicado pela falta de lugar para internação. Até 2014, a PM tinha convênio com duas clínicas particulares, onde os pacientes com distúrbios mais sérios eram acolhidos. Em meados de 2014, o acordo não foi renovado. Por isso, até duas semanas atrás, antes de ser fechado, o Setor de Psiquiatria só ficava responsável por consultas e emergências. O HCPM atende policiais da ativa, reformados e seus parentes.

— O trabalho do PM é extremamente estressante. Ele vai no limite da capacidade emocional e está sujeito a reações psíquicas violentas. Se não tem o acompanhamento médico para que ele possa executar a função com tranquilidade, como fica? — questionou Vanderlei Ribeiro, presidente da Associação de Praças da PM e do Corpo de Bombeiros, dizendo-se preocupado com um suposto “movimento para forçar a privatização do serviço de saúde” da corporação.

7 comentários:

  1. Ja..amigos. ..mande essas matéria. Para empresa. Jornais. TVs...depois para o ministério publico. ..alerj ..TJRJ...comissão.. Internacional dos. Direitos. Humanos....urgente.....SOS.........assinado. Bombeiro...revoltado...439...tudo pela nossa dignidade...Ja. Já...

    ResponderExcluir
  2. Ministério Público neles antes que aconteça um mal maior.

    ResponderExcluir
  3. interessante hoje a corporação encontra-se INCHADA De oficiais do quadro de saude e NÃO tem médicos psiquiatras para atender a demanda INTRIGANTE - existem hoje diversos coronéis médicos e centenas de oficiais de outras patentes de diversas especialidades - UM VERDADEIRO ABSURDO

    ResponderExcluir
  4. E SALVE A POLICIA MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO QUE PERDEU ENTRE JANEIRO E AGOSTO`2015 NADA MAIS NADA MENOS QUE 1014 PPMM ATRAVÉS DE : RESERVA REMUNERADA- LICENCIAMENTO A PEDIDO- FALECIMENTO- EXCLUSÃO E LICENCIAMENTO EX OFICIO ENFIM .... FINAL DOS TEMPOS....

    ResponderExcluir
  5. CANCELEI O DESCONTO PARA O FUSPOM!

    NÃO PAGO MAIS O FUNDO DE SAÚDE DA PM.

    ResponderExcluir
  6. Para que serve o desconto no salário do policial. Os responsáveis tem que serem punidos, por que não contrata profissionais da área, por tempo determinado, é muito dificil, ou é falta de interesse.
    Lastimável como o Estado trata seus policiais, e isso se reflete na sociedade.

    ResponderExcluir