sexta-feira, 11 de março de 2016

Novo calendário de pagamento dos servidores


9 comentários:

  1. aguarde que pra frente vai passar do dia 20;juntos seriamos fortes...

    ResponderExcluir
  2. O art. 82 inciso 3, di estatuto do estado ja tinha declaração de inconstitucionalidade por pagar ate o 10 dia util, entao foi protocolado na alerj uma petição que os pagamentos não poderão passar do 5 dia util, agora e rezar para que a justiça determine ao governador que se cumpra a lei, se mesmo com a inconstitucionalidade ele achar que se pode pagar ao 10 dia util, acho que poderemos cobrar tambem a lei que promove a major todos os praças reformados sem poder prover ou a lei que os ampara com a promoção na carteira ao posto referente ao soldo da reforma, ambos foram julgados inconstitucional ai o estado cumpre a lei.

    ResponderExcluir
  3. Exmo. Sr. Governador, como os Servidores Públicos do Estado do Rio de Janeiro vão pagar suas contas, que vencem no início do mês? Quem vai aceitar receber após o vencimento?

    ResponderExcluir
  4. Sem dinheiro para pagar sequer a passagem para o trabalho, muitos Policiais Militares se apresentarão no Batalhão de Polícia Militar mais próximo de sua residência (OPM da área). O auxílio transporte é de apenas R$ 100,00 (cem reais), ou seja, insuficiente para pagar o metrô, o ônibus ou a gasolina para se deslocar de sua residência para o serviço durante o mês. A maioria da tropa tem 15 serviços mensais em média, ou seja, paga 30 passagens.

    ResponderExcluir
  5. Esse calendário vai trazer muitos problemas!

    ResponderExcluir
  6. quero ver acerta o mes correto e dar um aumento digno

    ResponderExcluir
  7. O Governo do Estado do Rio de janeiro precisa fazer algumas mudanças na Polícia Militar

    É necessário por fim ao perigoso projeto de inchar a tropa da PMERJ (policiais militares sendo contratados em grande quantidade e em curto espaço de tempo), pois trata-se de um grave erro político-estratégico. Na Polícia das sociedades modernas, cada vez mais complexas e exigentes, não há mais espaço para policiais militares de baixa qualidade, o que acaba ocorrendo sempre que há pressa na contratação e formação desses profissionais, é o chamado "comprometimento de qualidade".

    Prudentemente, a PMESP (Polícia Militar paulista) passou a formar seus soldados (policiais de base) em dois anos numa academia com certificação ISO 9001. Um psiquiatra norte-americano, ao estudar o fenômeno da socialização organizacional do novo policial, concluiu que a intensidade e profundidade da formação é fundamental para gerar padrões de comprometimento ético e social necessários à essa dificílima função pública.

    No Rio de Janeiro, há um verdadeiro festival de promoções de praças por tempo de serviço, que chegou ao exagero inconseqüente, com a incrível promoção além da previsão de vagas (não podem haver promoções sem a devida previsão de vagas). Os graduados (subtenentes, 1º, 2º e 3º sargentos) precisam ser concursados. A PMERJ tem o péssimo sistema de promover automaticamente o soldado a sargento, sem fazer concurso e seleção dos mais aptos para esse importantíssimo cargo de supervisão do policiamento.

    Após os Jogos Olímpicos, a segurança do Rio de Janeiro acentuará a crise, com essa balofa estrutura policial criada entre tantas insanidades. Será fundamental reintroduzir a exigência de seleção para formar 3º sargentos, introduzir exigências de cursos para as promoções a 2º e a 1º sargentos e a subtenente, permitindo a promoção exclusivamente pelo critério de existência de vagas (QAA e QAM), como ocorre em praticamente todas as demais Polícias (atualmente, mesmo sem existência de vagas para a função, o soldado é promovido automaticamente a sargento). Seria melhor dar melhores condições de trabalho e salário aos policias militares do que promover toda a tropa, inchando a pirâmide hierárquica. SERÁ NECESSÁRIO ACABAR COM A PROMOÇÃO DE PRAÇAS POR TEMPO DE SERVIÇO NA PMERJ!

    É uma pena que uma profissão tão digna e essencial para a população seja tratada com tanto descaso por nossos governantes. Já passou do tempo do governo valorizar os policiais e bombeiros, afinal a população precisa muito deles. Eles precisam ter um salário digno, que, segundo o DIEESE, não pode ser inferior a R$ 3.795,24 (três mil, setecentos e noventa e cinco reais e vinte e quatro centavos), conforme determina o inciso IV do artigo 7º da Constituição Federal. A questão salarial impacta diretamente na autoestima dos Policiais e na valorização das Polícias.

    "UMA POLÍCIA BOA E BARATA, NÃO EXISTE!" (frase dita por Monique Vidal, Delegada do RJ). O Policial Militar é o operador do direito mais importante. Ele é quem faz a triagem do fato e leva ao conhecimento de outras autoridades. ara termos uma boa segurança, devemos primeiramente valorizar o Policial Militar.

    A PROFISSÃO PRECISA SER VALORIZADA! Quanto mais desvalorizada a Polícia, mais insegurança nós teremos! Quem zela pela segurança do cidadão precisa ser muito bem remunerado, para que sua renda seja suficiente para pagar o sustento da família e o mesmo possa trabalhar tranquilo com relação ao bem estar de seus dependentes.

    ResponderExcluir
  8. Este é um calendário previsto, porém, se esse governador priorizar o pagamento de empreiteiras, obras para olimpíadas e outras coisas mais, a data de pagamento mudará novamente, pois esse governador autoritário faz o que quer e tudo fica por isso mesmo. Estamos na mão do palhaço e ninguém ouve nossos gritos, ou fingem muito bem.

    ResponderExcluir
  9. OH DO OUTRO LADO PUBLICA O QUE EU ESCREVO,ATE HOJE NÃO CONSEGUI LER NADA QUE ESCREVI
    JÁ ESTOU NO VERMELHO COM O BANCO,COM ESTA TABELA DO ESTADO QUEM E ANTIGO NA PMERJ JÁ
    SABE QUE QUEREM FAZER IGUAL OU MELHOR EM 1984,PAGAMENTO ERA DIA 02 JUNTO COM O EXERCITO,DEPOIS QUE E EXERCITO SAIU,EU RECEBIA QUANDO O GOVERNO QUERIA PAGAR,EM FIM
    SE CONTAR TENHO UNS 2 A 3 ANOS DE SALARIO ATRASADO,QUEM E ANTIGO NÃO ESQUECE O PEZÃO

    ResponderExcluir