terça-feira, 31 de maio de 2016

Batalhão da PM distribui panfletos com orientação de segurança no Rio

video

O 5º BPM (Harmonia), responsável pelo patrulhamento na região do Centro do Rio, está distribuindo panfletos com orientações de segurança para a população. Para evitar os assaltos e furtos, a polícia dá algumas dicas para os pedestres. Entre as orientações estão: não ostentar objetos de valor como celulares, relógios e joias; que a pessoa tenha cuidado ao sacar dinheiro e evite andar com quantias elevadas; que grave os números do panfleto em seu celular e redobre a atenção ao sair a pé ou de carro para o trabalho e no retorno para casa. A polícia aconselha também que a pessoa procure andar acompanhada e evite locais desertos e mal iluminados. Em caso de suspeita, a polícia pede para que o cidadão ligue imediatamente para um dos números do panfleto. Que fotografe este panfleto e envie para amigos que frequentem a área do Centro e Santa Teresa e Zona Portuária. E que em caso de suspeita, acione a Polícia Militar.

3 comentários:

  1. Essa é a missão constitucional da Polícia Militar, prevenir os delitos, evitar que ocorram! Alguns Comandantes, às vezes, se esquecem disso e se preocupam apenas com as estatísticas.

    ResponderExcluir
  2. GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ESTÁ EMPURRANDO COM A BARRIGA OS MILITARES E O FUNCIONALISMO

    A expressão "empurrar com a barriga" significa enrolar, postergar, adiar, entre outros significados com essa conotação de não resolver.
    Salvo melhor juízo, o governo Pezão-Dornelles está fazendo isso com relação aos pagamentos dos Policiais Militares, Bombeiros Militares e funcionários públicos.
    O governo empurrará com a barriga até o fim dos jogos olímpicos pagando com atraso os ativos, os inativos e as pensionistas.
    Sabe que agindo assim refreará o ânimo da quase totalidade de suas vítimas e os mais exaltados não conseguirão organizar grandes protestos.
    Após as Olimpíadas a situação se agravará, anotem.
    Quem viver, verá.

    ResponderExcluir
  3. Reajustes salariais são obrigatórios, conforme determina o Inciso IV do Artigo 7º da Constituição Federal de 1988 ("São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social: salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender a suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo..."). O Salário Mínimo Necessário, de acordo com o referido dispositivo constitucional, é de R$ 3.795,24, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. O cálculo é feito mensalmente desde 1994 pelo DIEESE com base em valores da cesta básica. Um Soldado da PMERJ ganha apenas R$ 2.382,89. DEFASAGEM: Salário do SD PM está R$ 1.412,35 abaixo do Salário Mínimo Necessário. Garçom desligado do Palácio do Planalto, onde trabalhava há nove anos, José da Silva Catalão, de 52 anos, recebia um salário líquido de R$ 3.870,00, segundo o Transparência Brasil. Isso explica o quadro de desmotivação dos Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir