segunda-feira, 4 de julho de 2016

Servidores recebem segunda parcela do salário de maio

Servidores ativos, aposentados e pensionistas do governo do Estado do Rio já começaram a receber nesta segunda-feira a segunda parcela do pagamento de maio. Uma policial militar, bombeiros e uma pensionista confirmaram que o restante do salário já está nas contas-correntes.
No entanto, de acordo com a Associação dos Bombeiros Militares do Estado do Rio (Abmerj), alguns servidores que fizeram portabilidade bancária e, portanto, ainda não receberam o pagamento.

4 comentários:

  1. E o salário de junho? Já estamos em julho!

    ResponderExcluir
  2. E os juros das contas que venceram? O Governo do Estado não vai pagar?

    ResponderExcluir
  3. O Governo do Estado ainda não tem uma data definida para o pagamento referente ao mês de junho???

    ResponderExcluir
  4. Isenção de R$ 138 bilhões pagaria servidores do estado por mais de cinco anos!

    O Governo do Estado, que pediu “compreensão” aos servidores públicos por conta do atraso no pagamento dos salários, foi alvo de um relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ), apontando a concessão de diversas isenções fiscais a empresas, entre 2008 e 2013, num valor total estimado de R$ 138,6 bilhões. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo. Essa montanha de dinheiro para beneficiar empresários seria suficiente para pagar cinco anos e três meses de vencimentos ao funcionalismo, já incluindo o 13º salário. Esse cálculo tomou por base a folha de pouco mais de R$ 2 bilhões, segundo o Caderno de Recursos Humanos da Secretaria estadual de Planejamento.

    Trata-se de uma política fiscal equivocada. É preciso alertar o governo que é chegada a hora de rever essa política (de concessões de isenções fiscais). Essa é uma das causas da crise estadual.

    A montanha de dinheiro que deixou de entrar nos cofres públicos em seis anos hoje salvaria Pezão, que agora tenta conseguir dinheiro para pagar os servidores ativos, inativos e pensionistas que ainda não receberam seus salários de junho. O governo havia pedido a “compreensão dos servidores”, citando os problemas econômicos vividos pelo Rio, mas os credores não são nada compreensivos, cobrarão juros e correção monetária!

    Pagar de forma parcelada é um desrespeito a quem trabalhou o mês inteiro e agora precisa pagar suas contas. O calendário de pagamentos foi alterado do segundo para o sétimo e depois para o DÉCIMO DIA ÚTIL, o que é um absurdo!!!

    WELCOME TO HELL - UMA FRASE PERFEITA PARA O CONTEXTO DO RIO DE JANEIRO.

    A frase "welcome to hell" com a qual Policiais e Bombeiros têm recebido os turistas no Aeroporto Internacional Tom Jobim expressa com perfeição o atual quadro de violência no Rio de Janeiro. Policiais Militares estão sendo assassinados em serviço e de folga!

    ResponderExcluir