quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Polícia do civil do Rio pede doações para garantir o funcionamento de delegacias

.Por conta do agravamento da crise no Estado do Rio, a Polícia Civil lançou um edital público para que empresários possam doar materiais e também prestar serviços para garantir o funcionamento das delegacias. O programa 'Juntos com a polícia' prevê a formalização de contratos, cuja duração pode se estender por até dois anos - prorrogáveis por mais dois anos - entre a instituição e o empresariado.
A prática já vinha ocorrendo de maneira informal em algumas unidades, como é o caso da delegacia do Catete, conforme mostrou hoje o jornal O Globo. O edital esclarece que quem contribuir para o programa não receberá qualquer tipo de contrapartida.
Por meio do contrato, será possível fazer a doação de material de limpeza e escritório. Serviços de obras e reformas também poderão ser realizados. A diferença entre esse tipo de acordo e uma doação simples, esclareceu a polícia, é que a instituição terá a prerrogativa de decidir para qual delegacia será enviado o material arrecadado.
A situação de penúria da Polícia Civil reflete de forma direta a crise pela qual passa a administração estadual - o Estado entrará em 2017 com um rombo de R$ 17 bilhões no orçamento. No início deste mês, durante uma entrevista, o então chefe de Polícia Civil, Fernando Veloso, admitiu que muitas unidas não tinham sequer papel para que as ocorrências pudessem ser registradas. Além disso, dois dos três helicópteros da corporação estão fora de operação

2 comentários:

  1. GREVE GERAL: Todos os órgãos da Segurança Pública e saúde. Excetuando-se casos de emergência, ou seja, Atendimento do CBMERJ (havendo risco de morte ou dano físico permanente) e nos hospitais, pois a preservação da vida e integridade física são essenciais.
    Temos o poder de INSTALAR O CÁOS, e chamar atenção internacional e dar o tom desse momento, somos nós os protagonistas, não essa massa de manobra. Especialmente a PMERJ que vem se omitindo todas as vezes, é hora de ombrear.

    ResponderExcluir
  2. Primeiramente seria fazer um trabalho padrão e uma atenção melhor para o meio ambiente.
    Segundo lugar, solícita ajuda da prefeitura do Rio de Janeiro (empréstimo).
    Terceiro lugar e estuda a possibilidade de uns serviços feitos pelo Polícia Civil, PM e BM ser repassado para prefeitura.
    Por fim, não basta somente reclamar tem que apresentar uma solução.

    ResponderExcluir